Primeiras Impressões da Faca de Sobrevivência Nautika Platoon – Review de mesa

Nobres leitores, trago as primeiras impressões da faca de sobrevivência Platoon da importadora Nautika, notei que existem poucos reviews sobre essa faca bem como existem muitos “Achismos” sobre as facas de sobrevivência, sendo assim, achei que seria interessante comprar uma e trazer um review “completinho” pra vocês.

Como vocês sabem, não somos remunerados de forma alguma pelos textos de impressão (review), bem, em verdade não somos remunerados por nada, fazemos porque gostamos então podem ter certeza que farei isso da forma mais imparcial possível, claro que não sou profissional nisso então erros são aceitos e críticas são bem vindas. Espero que gostem, boa leitura.

     Bem, não é segredo para ninguém que a Platoon é uma versão das lendárias Aitor Jungle King II a grande dúvida aqui é se as versões de preço mais acessível são ao menos confiáveis ou se são mero “Souvenir”.

     Segundo a importadora (Nautika) essa faca é forjada em “Aço especial” 49-56, pesquisei sobre esse tipo de aço mas não encontrei nada que possa dar certeza pra vocês então entre errar feio e deixar alguém que entende falar, prefiro esperar esse alguém aparecer ai nos comentários!

     A medida aproximada da lâmina informada pela empresa é de 20cm e o seu modelo é turco, já aqui essa medida foi pra quase 21,5cm (parte visível) e 3,5cm pra dentro do cabo, lembrando que o conjunto é fixado por um parafuso alley n°3 (coloquei como número do parafuso o n° da chave que encaixa nele) quem usa chave alley sabe que a número 3 é comum e vem em qualquer kit desses de supermercado.

A serra parece bem agressiva,ocupa 9cm das costas da lâmina, e vou me ater a falar isso sobre ela, pois ainda não pude usa-la, então não posso comentar sobre o quão necessária ela é.

Quanto ao cabo, posso dizer que possui um compartimento de 10cm (toda a extensão da pegada excluíndo a parte em que a tampa rosqueia) , a tampa possui uma pequena bússola em seu interior, comento um pouco mais sobre ela quando tiver em um local com menos interferência.

Aqui ao lado podem ver uma imagem da corda que vem enrrolada na parte de fora da bainha, bem, se vocês acham que é paracord, sinto muito por decepciona-los, é uma cordinha fina que não deve aguentar muito mas serve muito bem para pequenas amarras, pendurar pequenos objetos, estender a lona, enfim, coisas simples e leves, melhor que corda alguma.

Vamos tratar da “Skinner”, assim como na Aitor Jungle King II, a Nautika disponibilizou a lâmina de precisão e ouso dizer que essa pequenininha é extremamente necessária para alguns trabalhos manuais, já que a grande é extremamente desengonçada e difícil de controlar por conta da diferença de peso entre a lâmina e o cabo, coisa que não acontece com essa bonequinha ai.

Mas, como nem tudo é um mar de rosas, e o processo de fabricação tem que ser simplificado para que os custos sejam reduzidos, temos um pequeno probleminha com as quinas vivas do aço, que podem representar risco de corte caso sua mão esteja suada ou desprotegida (nada que você não resolva com uma lixa d’água e 5 minutinhos), agora vamos voltar para o corpo da ferramenta, vocês podem observar um pequeno cortador em forma de anzol, bem, esse cortador é usado para fazer o corte ventral na caça sem o risco de estourar alguma víscera, hoje em dia acrescentaram esse desenho em lâminas de EDC, nesses casos o propósito é diferente, no caso das lâminas de uso diário esse cortador é usado para cortar cintos e cordas.

Observando o cabo temos alguns furos que ajudam a fixar a corda caso você queira cobrir o cabo e no fim temos o furo do fiel e um abridor de garrafas, eu particularmente recomendo que o cabo seja coberto com algum material que evite que a mão escoregue (por mais que eu ache que esse tipo de alteração possa atrapalhar na hora de acoplar a Skinner no suporte. (vou fazer primeiro e dai mostro como ficou na continuação do review.

      Aqui podemos ver a bainha, a haste da atiradeira, a pedra para afiação e o sistema de fixação da bainha na perna, as primeiras impressões são boas com relação ao sistema de fixação, às hastes da atiradeira e à bainha em si, o problema maior gira em torno da pedra para afiação, como podem ver é uma pequena peça feita de algum material que ao tato se assemelha com cerâmica, ainda tateando podemos perceber que o material é áspero como uma lixa d’água 150 gasta, acho muito fino para uma faca desse porte, então acho que termina sendo mais usada na skinner que é usada nos trabalhos mais precisos e que precisam de uma afiação maior.

     

A atiradeira parece muito bacaninha, não ouso dizer que a tripa de mico que vem na faca é suficientemente forte para lançar uma bolinha de gude em velocidade suficiente para abater um mamífero pequeno, mas acho que seria suficiente para abater uma ave de pequeno porte, vale a pena falar sobre o apoio do projétil, que é feito com um material que parece silicone duro, achei interessante, ele não fica amarrado à tripa de mico, mas fica inserido nela, o que me causou estranheza em primeiro momento (e foi uma porcaria pra colocar ele no lugar porque é realmente apertado), mas depois de dar algumas puxadas fortes, vi que eles não soltariam e estourariam na minha cara, dai fiquei mais seguro. (vide fotos)

Como podem ver, não passa muita segurança, o que me intriga é a dificuldade que uma pessoa vai encontrar pra repor qualquer um desses itens caso quebrem, porque essa tripa ai é bem mais fina que a comum e esse apoio ai é inédito (rsrsrs) por mais que seja facilmente substituído por uma tira de couro.

Dentro da bainha encontramos o suporte que mantém presa a lâmina menor de um lado e a tripa de mico e o suporte da pederneira do outro, mas esse suporte também faz as vezes de régua e de guia de sinalização, contendo exemplos de códigos visuais, de escrita e o S.O.S em morse, em uma das pontas desse suporte podemos encontrar um pequeno espelho não muito preciso, até porque é feito em aço.

     Não ficou muito boa a foto do espelho mas da pra ver que ele fica próximo ao suporte da Skinner, sendo assim vamos seguir com algumas observações sobre a pederneira, o firesteel (a parte que solta as faíscas) é muito fina e tem um aspecto bem delicado, o suporte é feito no mesmo plástico da bainha (não é magnésio como as imagens do produto no site da empresa fazem parecer.) 

Separando a Platoon do resto do kit vamos encontrar uma peçinha de aço, que a empresa chama de “separador de madeira”, ou seja, isso resolveria o problema da faca não ser fulltang, vou testar esse item e falo pra vocês o que acho, mas adianto que talves seja necessário amolar a ponta dele, desculpem pela foto mal focada.

     Vale lembrar que temos o kit que vem dentro do cabo da faca, este que vem dentro de um “compartimento estanque” que vou convenientemente chamar de potinho com tampa, já que a vedação do potinho é questionável, dentro dele vamos encontrar seis fósforos comuns, a lixa que risca os fósforos, alguns metros de linha de pesca, um anzol pequeno, uma chumbada proporcional ao anzol, e um pequeno kit de costura. (vide fotos) 

Aqui vai uma foto do sistema que segura a faca na bainha, é um sistema bem justo e que permite um acesso bem rápido e fácil à faca, muito melhor que o velcro convencional e bem mais silencioso também.

E para finalizar esta primeira impressão queria mostrar pra vocês uma imagem do conjunto todo desmontado.

Espero que tenham costado da parte um desse Review, a parte dois sai muito em breve (se tudo der certo), então me dêem um retorno ai sobre o que vocês acharam, porque se tiver faltado algo, acrescento no próximo, vale lembrar que essa é só uma primeira impressão, o próximo vai ser mais interessante porque é nele que vou mostrar as alterações que fiz no conjunto.

Anúncios

48 Comentários

  • Cleiton Rodrigues

    Bom dia, Boa tarde, boa noite e boa madrugada…… possuo uma faca Nautika modelo Platoon a mais ou menos uns 10 anos, sendo que já utilizei bastante, de um aço de excelente qualidade, e o mais interessante e que a lâmina e soldada na Guarda do Cabo, diferente das que são fabricadas atualmente, alguém sabe dizer porque mudaram a forma de.fabricar essas facas acrescentando o para parafuso em vez da solda.

  • Onde eu poderia conseguir o parafuso do canivete do Bear Grylls, pois o meu se soltou e perdi no mato.

  • .comprei há a plantoon da náutica,estava 165, porém pague 120,RS.sendo franco comprei pela estética dela.acho que fiz um bom negócio já que nunca acampei,RS,faço mergulho de superficie,somente.não entendo nada de acampar e todos os comentários estão me servindo,estou filtrando as informações.como leigo tô meio que apanhando pra fixar esse equipamento.kkkkkkkk,

  • oi gostei do seu poste muito realista, tecnico e pratico,
    Vc consegue fabricar uma melhor que essa e resolver as falhas que esse modelo nautika tem e melhorar o aderesos?

  • muito bom os produto

  • Mauro Corrêa

    A faca é muito boa mas o. Chamado kit de sobrevivência é ridículo, não servem pra nada.

  • Rapaz!
    A Aitor Jungle King II já não era grande coisa (eu tive uma) e fazem uma imitação com aço SDS, um monte de firula… Isso tá cheirando a esquema sino-brazuca…
    Imagine o maldito parafuso soltar ou quebrar (como aconteceu com o pino elástico da Aitor) no meio do nada. Cabo em alumínio… dá dois golpes e a faca já está mais para canivete.
    Bonita na foto mas não levo para o mato não. Aprendi minha lição.
    Faca mesmo eu fiz de VND, 50 Rockwell C de dureza, 5mm X 45mm (minha intenção era fazer estilo Bowie mas…), lâmina e cabo em uma só peça, cabo em legítima fita-isolante, feia que até fica vermelha de vergonha (e nem falei da bainha… bainha, afff) perto dessas coisinhas lindas; mas pode subir em cima, dar porrada, cortar lata, rachar uma lenhinha pequena, cortar uma laranja, descascar um legume, uma carne.
    O corte da danada segue o dilema da lei do aço: com a têmpera muito dura o corte dura mais mas quebra fácil, se faz mais mole não quebra fácil mas o corte dura mais.
    Não enferruja muito fácil – mas enferruja.
    E para cortes mais precisos tem uma outra lâmina feita do mesmo modo, mais fina, curtinha, tão bonita quanto a grande.

  • Não menosprezando o trabalho que o autor teve para escrever tudo isso, mas é preciso dizer que essa faca é muito ruim. Ela tem todos os defeitos que uma faca de sobrevivência não deve ter. E não existe “aço especial 49-56”, isso é a dureza do aço usado, que é muito baixa para uma boa faca de sobrevivência.

  • Novamente comentando, mandei soldar a faca hoje, e nem sinal de solda pegar nela, ela é de outro material o cabo, ele não é de aluminio coisa nenhuma como diz na caixa dela, o mais provavel que seja é de antimonio, então nao tive como soldar, coloquei 4 rebite nela, e colei com cola especial a rosca, e amanha vou utilizar Poxipol pra preencher a parte oca do cano em torno de 3cm dentro dele pra fixa melhor, realmente não aconselho essa faca, pois é muito mal feita o acabamento do cabo, quem utilizar por um tempo prolongado irá ver que o metal da rosca dela vai se desintegrando, pois é complicado mesmo 4 voltas de rosca pra segurar impactos fortes ao cortas madeira, se foce o cabo todo sólido seria muito melhor.

    • pode usar aquelas colas pra metal tbm, mas claro que o melhor era uma faca que não precisasse desse tipo de jeitinho

      • Sim, utilizei 4 rebites de numero 6, utilizei uma caixa inteira de POXIPOL, fiz uns 3cm dentro do cabo oco dela, agora a faca ficou muito boa, mais é foda neh, eu gastei 18 reais só na caixa do poxipol, + o trabalho de colocar os rebites e coloquei uma empunhadura com fita auto-fusao 3m, agora melhorou 500% a faca, pena que a tempera da lamina, ou seja, quando o aço foi temperado, essa tempera é de extrema baixa qualidade, por isso faz com que a faca perca o fio muito rapido, mais alem disso, agora a faca ta muito melhor.
        Não aconselho a compra-la pois me saiu pior que incomenda, e ja me custou um bom dinheiro extra pra arrumar.
        Se o cabo dela foce soldado seria muito melhor do que de rosca.
        Abraço a todos e pensem bem antes de pagar um valor meio absurdo por uma faca de extrema baixa qualidade.

  • Comprei uma faca dessas a uns 15 dias, gostei muito da lamina dela, o problema é q perde o fio facil, mais o pior problema mesmo dela é o cabo, ela é de rosquiar na faca, quando utilizei pela primeira vez a lamina saiu vuando, fui ve era o parafuso ALLEN q tava froxo, ta, tudo bem, apertei o parafuso e rosquie denovo, outro dia cortando uns galho de sei la uq, e faca saiu vuando denovo, imaginei que foce a lamina, quando fui ver era o cabo, a rosca dela é horrivel, ja se deformou, nao tem jeito mais de parar, amanha vou tentar soldar esse cabo, o problema é se ele for de aluminio mesmo (eu acho que não ate porque o cabo em sí é muito pesado) mais se for como realmente diz na caixa dela, vo ta muito ferrado pq soldar aluminio é a pior bucha que tem, não sei daonde vou tirar um maçarico e oxigenio e solda TIG ainda por cima, vai sair bem caro se mandar soldar em algum lugar, espero que não seja, mããs se for ai ferro.
    Mas no mais era isso, a faca é boa pena que a rosca do cabo é uma porcaria braba.
    Não sei se aconcelho muito a comprarem essa faca pois ja ta me dando é dor de cabeça, e a bussula ainda por cima enloqueceu de vez agora ta meio que dançando, nao sabe nem aond eh mais o norte.
    Pelo menos a borracha do estilingue eu acho que é boa, não testei ainda mais quando realizar essse teste eu comento.

  • boa noite eu acho a faca platoon melhor do q a Jungle da Aitor

  • comprei a faca PLATOON alguns dias e fui acampa com ela e ela se sai muit bem e a serra dela é muito boa so q o fio se perde muito facil e a outra faca a pequena é muito boa para trabalhos manoais e o kit de sobrevivencia tb é muito boa e a pederneira tb é boa e foi isso q eu achei da minha faca PLATOON

  • Marcelo Pires

    Possuo uma dessas, e por incrível q possa parecer, a imitação da nautika é melhor do q a original Jungle da Aitor, “pois num relato, um colega do serviço me disse q na 1ª tentativa de cortar um galho a dele quebrou o cabo”
    Entretanto, ela não deve ser usada em trabalhos pesados, como subisttuir o machado na derrubada de uma árvore, abrir picada na mata densa, mas corta com facilidade galhos e troncos finos, até +/-10 cm de diâmetro, o q supre a necessidade de se construir um abrigo ou construir armadilhas; e amarrada numa vara té dá a possibilidade de defesa contra o ataque de um animal selvagem, uma vez q viraria uma lança,
    a serra em seu dorso cumpre o q promete (serrei galhos com 10 cm de diâmetro) e ala passou com louvor no teste de serrra;
    o kit interno é bem sacana e deve ser substituído antes de qualquer aventura, (a minha não veio com perdeneira, então tive q adaptar uma, subistitui a linha de pesca por uma mais grossa e maior, troquei tb os anzóis por 6 (2P, 2M e 2G), acrescentei chumbada e troquei tb o suporte da atiradeira por um de couro legítimo e mais resistente, acrescentei mais paracorde; e troquei a tripa de mico, quera muito vagabunda…
    Aqui gostaria de deixar uma dica, a tripa de mico deve ser guardada fora da faca, a minha apodreceu enquanto guardada junto com o kit, e deve-se colocá-la de volta ao kit somente quando for usá-la no mato…
    A lâmina é relativamente boa, supre a necessidade em trabalhos delicados;
    a régua de sinalização é importante numa situação em q o sobrevivente esteja perdido; o espelho dá progasto, mas poderia ser maior;
    o aço da lâmina principal não é dos melhores, mas serve ao q se propõe(sobrevivência),
    A bainha, pelo seu tamanho e formato poderia ser melhor aproveitada, por ex. acrescentando-se mais trecos em seu interior, por ex. uma mini lanterna;
    A bússula não é confiável, uma vez q não pára quieta e deve ser substituída por uma de melhor construção…
    No mais, a faca é boa, não é a melhor opção mas dá pro gasto e uma pessoa munida dela numa situação de sobreviência na selva, teria uma chance melhor de sair vivo de lá, pois ela cumpre os requisitos básicos da sobrevivência, mas é claro, tudo depende de quem está na situação, só o equipamento em si não garante a sobrevivência de ninguém, é preciso um conhecimento básico na área pra se sair melhor diante das circunstâncias…

    • Pois é cara… gosto é algo realmente individual, vou tentar postar alguma coisa em breve sobre o review de uso.

    • tenho uma faca original com 30 anos e ja comparei com a falsificada da nautika que possui dimensões bem maiores
      na nautika faltam varios acabamentos e o aço da lamina é mais mole por isso não quebra ele amaça

  • markinhosdikapryo

    Olá, boa noite!

    Comprei uma PLATON à quase uma semana “dia 1 de setembro numa loja de caça e pesca na cidade vizinha”, a faca é boazinha, usei ela recentemente no lugar do machado pra cortar lenha e ela se saiu bem, mas perdeu o fio após o termino e pra afiar deu trabalho.
    Tive um pouco de receio dela quebrar, pois o cabo é oco, ela tá inteira e ainda firme, mas da próxima o machado vai junto.

    PS: “é fraquinha mas da pro galho”

    Atenciosamente:

    “Markinhos Dikapryo”

    • Tinha respondido o outro comentário, mas vai nesse também.

      tive uma experiência nada agradável com ela, vou mostrar um pouco mais no próximo review.

  • Olá, boa noite!

    Comprei uma PLATON à quase uma semana “dia 1 de setembro numa loja de caça e pesca na cidade vizinha”, a faca é boazinha, usei ela recentemente no lugar do machado pra cortar lenha e ela se saiu bem, mas perdeu o fio após o termino e pra afiar deu trabalho.
    Tive um pouco de receio dela quebrar, pois o cabo é oco, ela tá inteira e ainda firme, mas da próxima o machado vai junto.

    PS: “é fraquinha mas da pro galho”

    Atenciosamente,

    “Markinhos Dikapryo”

    • Acho que você vai achar interessante o complemento do review dela então.

      • markinhosdikapryo

        Certamente! A faca é um fiasco, dei ela pro meu cunhado e ele colocou ela pra cortar lenha no lugar do facão de 8 polegadas que ele usa normalmente e a faca ficando toda mole. Ontem ele concertou ela e disse que só vai usa-la pra trabalhos mais leves.

  • Nao sou mto de opinar aqui no site nao, mas eu tive uma faca dessas e coloquei-a a prova varias vezes ate eu perceber que pelo mesmo peso eu carregaria todos os itens q ela possui de outra maneira e mais um facao tramontina…tem uma excelente bainha, a ideia do estilingue eh perfeita, a faca menor e o compartimento interno tb…mas a faca tem cabo oco (todos ja sabem q nao da pra confiar tanto) e eh mtoooo pesada…vendi ela e usei a grana pra dar um upgrade no meu equipamento…rsrsrsrs

  • Galera, tive uns probleminhas aqui no domingo e não consegui iniciar os testes… então vou protelar isso ai um pouco mais.

  • Olá a todos!
    Ótima matéria sobre a faca! Bem explicativa, faltou somente falar do aço mas o colega MRRG já deu uma boa explanada.
    Eu ja tive uma dessas quando era Fuzileiro ha mais de 20 anos atrás..!!
    Naquela época acredito que era o que se tinha de melhor para se oferecer, usei a minha em algumas jornadas e me dei bem com ela, mas nada realmente pesado, ela tem muita coisa útil pra se levar pra selva, embora pesada e a bainha realmente incomoda em mata fechada..eu usei para pescar, matar porco espinho e uma preá para sobreviver num curso. Fizemos um abrigo suspenso no meio da mata fechada e percebi que faltou um corte melhor.. O elástico do estilingue foi usado também para estancar sangue de um colega que se machucou feio, funcionou bem. O cabo vedou direitinho os fósforos que levei.
    Por esse preço que disseram acima, em torno de 130 a 140 reais, ta valendo, eu ainda estou a procura de um aço melhor, dei uma pesquisada nas facas Zakarov, preço bem mais salgado e sem nenhum acessório mas o material é aço chromo molibdênio, gostaria de pedir a opinião do colega MRRG para dar mais explicação sobre esse aço! Se o valor vale a qualidade!! Já tive canivetes cheio de bereguenden que na hora do aperto ele não funcionou como descrito no anúncio e me deixou na mão..e se pensando em sobrevivencialismo, isso pode fazer toda a diferença..!!
    Hoje tenho um canivete suíço, esse vale o dinheiro gasto. Mas o sonho mesmo é um Leatherman..!! Quem quiser dar uma olhada..
    http://www.leatherman.co.uk/family/multi-tools/Pocket-Size_Tools
    Obrigado e se cuidem!!!
    Comanf!

    • Meu caro, obrigado pelo comentário, não sou grande entendedor de aços, mas a grande diferença de uma liga metálica para a outra (a nível de lâmina) é a quantidade de aço carbono, cromo de molibdênio, etc… coisa de 0,1%.

    • Cam. Comanf, colega de Exército. Cavalaria, aqui.
      Ê, naquele tempo. Rambo 1 passando no cinema, aquela faca bonita e a gente louco para ter uma. Eu assisti o filme fardado a passeio e saí do cinema-pulgueiro pensando “Eu faço isso tudo! Quero uma faca dessas!” Muito macho, barriga “tanquinho”. Espirrava e derrubava dois. Fazia a barba até com caco de vidro. Arrancava prego com os dentes. Ainda bem que não tinha dinheiro para comprar uma porcaria dessas.
      O Victor é um estudioso do assunto. E jovem. Então, tem de sofrer. É um valente e por esses préstimos sempre agradeço. Mas aguarde. Deixe a “puukko” que ele comprou chegar. Um misto de lágrimas nos olhos e raiva espumejando na boca vir-lhe-ão. Verá quanto tempo perdeu nessa vida. “Tramontina nunca mais!” Ele vai pensar duas vezes em passar uma para o Julio. Eu tenho a Finman (+- R$ 25,00) e, se pudesse, andaria com ela na cinta, no dia-a-dia. E ando, quando estou de jaqueta. É o amor. Fazer o quê? Olha umas fotos da minha “criança”:



      R$ 130,00 está valendo? É um roubo! Falaissonaum! Quer chorar? Paguei cerca de R$ 45,00 nessa:

      Facas Zakharov são para colecionador preguiçoso endinheirado e que não vai usar a dita; somente olhar. Daqueles que compra e coloca na prateleira, junto com outras quarenta e nunca mais. O tal “aço chromo molibdênio” é usado para fazer quadro de bicicleta. Muito flexível. Não aceita têmpera. Vai processar um tronquinho com uma faca dessas e vai acabar torta. Você vai afiar, demora meia hora para ficar mais ou menos e, com cinco minutos processando madeira, a diaba está cega. Novamente! Portanto, não vale! Nem aqui, nem na China.
      Victorinox e Leatherman. Agora, sim, a conversa ficou séria. Nem vou falar dos meus. Vão querer matar-me.

      • Minhas Puukko chegaram ontem =)

      • Então, agora, podemos falar de facas a sério. Gostou?

      • são ótimas kk

      • Olá Camarada MRRG!
        Então, eu procuro uma faca que corte madeira para se fazer um abrigo na selva, com ela uma outra que descarne a caça com facilidade, que ambas tenham o corte realmente afiado e durem bastante, e claro, num preço acessível!!!
        Se souber de algum modelo, avisa!
        Tenho um amigo que já trabalhou no COE e tem essa Zakharov, eu peguei e usei poucas vezes na Serra do Mar e achei até boa.. Pode ser que tenha melhores, hoje em dia temos muuuuito mais variedade!
        Qualquer coisa avisa!!
        Salve!!!
        Comanf!

      • Marcos Ronald Roman Gonçalves

        Cam. Comanf, sugiro http://www.ebay.com/itm/PUUKKO-survival-CARBON-KNIFE-by-MORA-of-SWEDEN-A-PAIR-Great-quality-steel-/280854974801?pt=Collectible_Knives&hash=item416442d151. É tão boa (uma das mais famosas do mundo) que chega a ser covardia comparar. É uma unanimidade como indicação para iniciantes, pois é muito barata, para o que oferece. Um teste de fratura dela pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=EOBot1-lTtw. É “machapracarvalho”! Processar madeira está em sua essência. Descamisa um bicho como navalha.
        Sobre a Zakharov já comentei por aqui e nada mais quero acrescentar. Afinal, não gosto de falar de porcaria.

  • paulo prapos

    legal victor….vou esperar pela parte II….possuo uma JK II e estou muito satisfeito com ela….tive que fazer algumas substituições mas nada anormal…..

  • cláudio gomes

    sinceramente … achei ótimo o reiew e, acredito que para um sobrevivencialista, tais ferramentas e acessórios, tornam-se essenciais e podem fazer toda diferença … se são completas, não sei se é o caso, poderiam ser … para isso teremos que pensar numa BOB, ou refúgio que podem agregar maiores ferramentas e estratégias … espero o teste final apenas para termos uma resposta prática/real … vejo também que tem um ótimo custo x benefício … estou “enrolando” pra adquirir uma …
    FORTE ABRAÇO !

    • Pois é amigo, vamos ver se ela é boa mesmo. Obrigado pelo comentário.

  • Paulo Gomez

    Pow, não gostei muito não, acho bem mais válido você fazer seu próprio conjunto. Porque ao que me parece, ela tem umas funções meio confusas.

    BTW, eu queria que alguem pudesse me indicar uma faca de no min. 25cm e no max. 30cm. Uma que segure o fio, aço de qualidade e que seja confortável.

    • Paulo, você não gostou muito da faca ou do review? Fazer o próprio conjunto não é o foco da questão… a questão aqui é “Uma faca de sobrevivência é uma ferramenta útil ou não?”

      Quando a indicação da faca… segue o link do blog de um amigo ccuteleiro http://www.knivesjr.blogspot.com.br/ ele faz a faca do jeito que você quiser.

      • Paulo Gomez

        Não gostei muito da faca, mas gostei do review, mas acho que vocês poderiam esperar um pouquinho pra dar tempo de testar a serra e o separador de madeira, pra ficar um review top!

        Valeu pela recomendação, vou dar uma olhada. ;D

      • isso vai ser feito essa semana, eu inclusive avisei ai no texto.

  • Bom dia, tenho uma Platoon dessa comprei no inicio do ano vivia guardada
    nunca tive tempo de usar. mas emprestei ela para um amigo fazer a boina no CIGS aqui de Manaus e voltou apenas com um pouco da tinta lascada mas o fio continuou o mesmo.

    • Bom, vamos ver como ela se comporta, vou leva-la pro mato nesse fim de semana pra ter uma ideia inicial e depois submete-la a 6 mêses de teste.

  • Cam. Victor, saudo-o pela valentia e disposição para analisar tais “produtos”. Se me permite, comento alguns pontos.
    Diga sempre o preço que pagou, despesas postais inclusas. Dei uma pesquisada na rede e o mais barato que achei foi por R$ 136,92, envio gracioso, para minha cidade. Preço de faca acessível, para mim, é o que você pagou na “puukko”. Em torno de R$ 25,00, dolar convertido.
    Faltou informar o perfil da lâmina. As fotos daqui e outras que encontrei na rede sugerem “hollow” ou biconvexo. Se for isso, já constitui um problemão. Faca de mateiro jamais pode ter esse perfil. É o mais frágil de todos os perfis mais conhecidos. É bem usado em navalha, indicado para cortes deslizantes. Pancada? Impacto? Nunca! Mas fica “bonito” nesses enfeites “para inglês ver”.
    “Aço especial 49-56″. Traduzindo, é piada interna de fábrica. Quer dizer que é o aço ” da vez”, o pedaço que estiver “à mão”, largado por ali, caído no chão, sobrando… Ouso dizer, aço fuleiro, mulher de malandro. Argumento:
    – Aço de machado tem cerca de 45 HRC. Aço mole, para agüentar pancada, afiar com lima, em campo, enquanto usa “sem dó”. Aço mulher-periguete.
    – O inoxidável mais encontrado nessas “facas-arapuca” de padrão chinês, do tipo “presente de sogro”, é o 420. Dureza em torno de 50 para pouco mais. Aquele aço que fica ruim de fio, que testa a nossa paciência. Você pinga suor em cima da pedra e o treco não vai. Facas Gerber, por exemplo. É a fábrica que faz as facas com a marca Bear Grylls. Facas com essa grife devem ser boas para passar manteiga no pão e olhe lá; se não estragar a manteiga e/ou o pão. Aço mulher de fim de noite, de boteco.
    – O aço mais “querido” para faca de matear é o famoso aço de ferramenta, de mola de fusca; 1095, geralmente. Dureza acima de 55, escala Rockwell, dependendo do tratamento dado. Cinco minutos afiando e corta até pensamento. Meu preferido, atualmente. Aço-carbono sério, de gente grande. Aço Renata Vasconcellos! Isso é que é mulher!
    – Inoxidável macho, que fala grosso, padrão Roberval Taylor, é um 440C ou S30V. Dureza 60. Encontrado nas lâminas da Spyderco. Jessica Biel!
    – E, finalmente, aço de navalha já tem dureza em torno de 65. Mulher de família. Tem de levar flores e pedir para namorar. Casar somente pedindo ajoelhado, na frente de todo mundo, filmar e compartilhar no You Tube.
    Paro por aqui porque estou assistindo Bom-Dia, Brasil, ancorado pela Renata Vasconcellos e isso aqui está deixando de ser um comentário para virar texto.

    • kkkkkkkkkk, é exatamente por isso que resolvi fazer o review.

      Paguei 130 reais, comprei aqui na cidade mesmo, o tipo de corte é aquele padrão de facas industrializadas, realmente não sei o nome.

      Com relação aos tipos de afiação e perfis de corte prefiro testar e ver como fica na prática, pois acho que tem muito achismo em volta das críticas com relação à isso.

      Cresci no interior usando um canivete comprado em uma barraca de festejo e um facão tramontina, sempre usei eles sem nem imaginar que existia diferença entre um aço e outro e sempre consegui deixar os dois muito bem afiados, enfim, no meu ponto de vista a afiação é questão de persistência.

      Facas tão grandes não devem ter fio fino de mais já que não são exigidas em trabalhos precisos e não podemos esquecer que essa é uma faca de sobrevivência, ou seja, é feita para garantir ao possidor um meio de se safar de uma situação de risco então é isso que iremos analisar.

      Obrigado pelos comentários MRRG!

    • MRRG, se possível poderi adicionar victorjrod ao seu skype? Queremos trocar umas ideias com você.

      • Instalei o programa e adicionei. No aguardo, então.

      • Alexandrecigano

        Algum de vocês pode me ajudar? desenvolvi uma faca de sobrevivência juntando características de varias outras que já vi. O projeto esta no papel e não sei quem procurar para desenvolver o protótipo.
        Vocês tem o contato de alguma empresa, ou trabalham com cutelaria?
        Não tenho esperança de ganhar dinheiro com o projeto, mas gostaria de vê-la sendo produzida.
        Se puderem me ajudar a tocar este projeto agradeço muito.

  • Boa noite. Comprei essa faca há uns meses e até aqui não tem me dado trabalho. Realmente existe uma grande diferença de preços. Em relação ao aço, ela é perfeita. Gostaria de saber se ela resiste a trabalhos pesados. Outro caso é que eu fiz uma bainha pra ela, pois essa toma muito espaço.

    • Acho que nesse caso temos que definir o que é um trabalho pesado, porque ela tem várias funções que substituem a necessidade de um battoning por exemplo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s