Campanha contra o estatuto do desarmamento e um texto para reflexão.

Atualmente está em tramite no congresso um Projeto de Lei que invalida o estatuto do desarmamento! Esta campanha propõe que nós, pessoas de bem, possamos voltar a comprar e ter porte de armas sem ter de engajar uma batalha administrativa com o Exército ou Polícia Federal.

Sabemos que muitos que frequentam o blog possuem opinião mais pacifista, mas eu como autor tenho de expor assuntos que relatam minha opinião sobre essas questões, sejam polêmicas ou não. Para aqueles têm interesse em apoiar a campanha, seguem as informações do banner:

A votação só pode ser feita de telefones fixos e de segunda à sexta.

Aproveitando o tema do post, recebi um texto por e-mail de um de nossos leitores e gostaria de compartilhar o mesmo com vocês. Esse utiliza-se de argumentos bastante interessantes para demonstrar a necessidade do cidadão ter a capacidade de defender sua vida e a vida de sua família:

A cultura de submissão e o massacre na Noruega

A primeira morte no massacre da Noruega foi causada pelo maluco assassino. Todas as demais mortes foram causadas pela estupidez dos desarmamentistas, pela famigerada cultura de submissão e covardia propagada por covardes pacifistas com seus ideais “politicamente corretos”

Recapitulando: depois do ataque à bomba contra o escritório do primeiro-ministro, o psicopata atacou à tiros o acampamento de jovens do Partido Trabalhista na Ilha de Utoya, a 40 km de Oslo, deixando mais oitenta e cinco mortos.

Horrível, monstruoso?  Sim.   Inevitável?   Não.   É o resultado da submissão e covardia, que transformam o cidadão num debilóide incapaz e sempre dependente das instituições do Estado. Essa ideologia de renuncia ao direito e à capacidade de defender sua família, sua propriedade e sua própria vida, torna o indivíduo fraco, submisso e covarde; entregando toda a responsabilidade ao governo, à polícia e ao judiciário e abrindo mão de seus meios de defesa – especialmente as armas. -. Limita-o a gritar debilmente: “sou da paz” e a pensar que cumpriu seu dever livrando-se do brio e da coragem.

“Não reaja”, dizem os maus políticos, a grande mídia e as ONGs pra lá de suspeitas. “Nem olhe para o bandido, para que ele não tema que você o reconheça” “Nunca ande completamente sem dinheiro, mas sempre leve algum para que o ladrão não fique irritado. Discurso bonitinho, mas prejudicial. Na prática torna você uma vítima indefesa, dependendo da misericórdia de pessoas de má índole. O resultado é cada vez mais,freqüentemente , ser morta a vítima indefesa, mesmo sem reagir.

O que aconteceu na Noruega?

Havia 560 pessoas na ilha e apenas um atirador. Ninguém reagiu. Seriam 560 contra um. Mesmo assim o maluco solitário matou 85 pessoas e saiu ileso e sorridente. O agressor agiu livremente por uma hora e meia sem que ninguém lhe oferecesse qualquer resistência. Todos ficaram aguardando a chegada de um salvador. Para pelo menos 85 deles, o salvador nunca chegou (havia um policial dando a segurança e,  alegrem-se os pacifistas das ONG,  totalmente desarmado). Foi o primeiro a ser abatido.

Quinhentas e sessenta pessoas entraram em pânico e tentaram fugir sem sequer pensar em reagir, alguns se escondendo atrás de pedras, outros se jogando ao mar, outros se escondendo no banheiro. Outros, paralisados de medo, só não foram abatidos por sorte.

Enquanto o agressor gritava que ia matar todo mundo, passeando entre corpos de vítimas já abatidas, alguns se fingiram de mortos. Houve até quem usasse outras pessoas como escudos huma nos, tremendo de medo enquanto seus amigos eram alvejados e seus corpos caiam sobre ele.

Como é possível que ele tenha permanecido uma hora e meia atirando sem que ninguém  entre cerca de 560 pessoas tenha gritado “PRA CIMA DELE, TODO MUNDO!”???

Resposta: porque, mais do que no Brasil, na Noruega a população é doutrinada segundo a cultura de submissão e covardia que os torna incapazes de lutar até mesmo por suas vidas. Deixam-se matar sem combater, como cordeiros, e o lobo nem se importa com o número dos cordeiros. Entretanto mesmo alguns animais são capazes de atitudes muito mais dignas, solidárias e coordenadas Enquanto cordeiros e veados procuram apenas fugir, os búfalos, os porcos do mato e mesmo os pequenos macacos prego, por vezes atacam em grupo, furiosamente ao agressor de um deles. Não se deixam abater pelo medo. Sua dignidade e sua coragem superaram o temor. Naturalmente não estariam dispostos a abrir mão de usar suas armas, mesmo que sejam os pequenos dentes do macaco prego. Agora, se você entra num galinheiro para pegar uma galinha, nenhuma o utra o enfrentará. Procurarão apenas salvar a pele. “Cococó, cocorocó, ufa! Não fui eu.”.

O que aconteceu no massacre na escola em Realengo :

 Aqui, em nosso País, o massacre de Realengo só foi interrompido pela arma de um sargento da PM.  Não fosse esse policial, que entrou pelos corredores  onde só se ouviam disparos, choros e gritos – o numero de vítimas seria incalculável pois ainda havia muitas crianças para serem mortas e munição não faltava ao psicopata. Mas tinha um homem que chegou e encerrou a tragédia porque portava uma arma. Era um policial, mas poderia ser um professor, ou qualquer cidadão honesto que portasse uma arma.

Ninguém pode esperar que se coloque um policial em cada sala de aula. Foi sorte aquele policial ter sido encontrado por uma criança a três quadras dali, mesmo assim chegou tarde para doze crianças. Houvesse um policial na escola, certamente o psicopata o teria morto a traição antes do massacre. Apenas uma cultura de reação e pessoas armadas o poderiam ter evitado.

Ainda em nosso País há algum tempo atrás, um maluco, estudante de medicina, sob efeito de remédios, iniciou um massacre em um cinema. Não me lembro quantos matou, mas várias pessoas, ignorando o medo, pularam em cima e o dominaram. É assim que se faz; melhor teria sido se algumas dessas pessoas honradas tivessem armadas. Naturalmente a mídia desestimula: É perigoso reagir. Mais perigoso é se deixar matar. 

Na Noruega, país de população ambientalista parece ter perdido a referencia da realidade na tentativa pacifista de “interagir” com criminosos e animais selvagens,   todo mundo é da ” paz”.

  Na Suíça isso teria sido diferente; o psicopata cairia rapinho, morto no chão.  A Suíça é um pais pacífico, é, mas o mais armado a nível de cidadania civil. Pacífico, não pacifista. Tranqüilo, não covarde.  Se, na Noruega, um estivesse armado no meio da confusão. a tragédia seria menor, mas lá o cidadão não pode ter armas. Nem a polícia. A Noruega é uma das patrocinadoras das OGNs “Viva Rio e Sou da Paz que atuam no nosso Brasil. Emblemático, não acham?

Se o desarmamento e o incentivo a “não reação” incentivam o banditismo, complicando a segurança pública, pior ainda é quando se trata da segurança nacional. Aí então é que atrai todas as desgraças. A Noruega , com seu pacifismo e sua debilidade militar, atraiu simultaneamente a invasão britânica e a alemã na  II Guerra e sua capital foi tomada por uma banda de música, enquanto a Suíça ficou sem ser invadida nas duas grandes guerras .

  Por que será? – É porque a Suíça reage e sua população é armada. A Noruega,  desarmada e pacifista, ou seja, acovardada, é invadida e ocupada. A Suíça, corajosa e bem armada, conquista o direito de viver em paz.

 Está na hora de pensar que tipo de nação queremos ser. Se queremos ser uns grupos de pessoas vestidas de branco, choramingando para conscientizar os malfeitores, se querem nossos filhos amedrontados, encerrados em casa, ou se os queremos “pisando firme, cantando alto e sorrindo livres”

Que Deus guarde a todos vocês

Autor: Gelio Fregapani

Espero que vocês possam refletir de forma realista e não romântica sobre esta questão tão polêmica e marginalizada em nosso Brasil . Caso vocês tenham contra argumentos, ficaríamos felizes em ouví-los para repensarmos o nosso posicionamento.

Até.

Anúncios

27 Comentários

  • esse país me da vergonha, a gente se para trabalhar e tem que rezar para ver se volta vivo ou pelo menos inteiro, isso tem que acabar, vote brasil vamos derrubar esse império de vagabundos sanguessugas.

  • Olá, pessoal. Assinem a pedição para que o Vereador: Carlos Bolsonaro, que atualmente está em uma campanha contra o desarmamento civil, você assinando a pedição esta-rá ajudado-lhe a “forças” para ganhar essa campanha, então vamos lá pessoal assinem. Agradeço a todos que assinarem!

    http://www.avaaz.org/po/petition/Acabar_com_a_campanha_do_desarmamento/?kBmBxdb

    • Olá.
      Assinem a Petição Pública ao Congresso Nacional acerca da reforma da Lei. 10.826/2003.
      http://www.avaaz.org/po/petition/Reforma_da_Lei_no_108262003_Estatuto_do_Desarmamento/?cHaedeb
      Outrossim criei proposta de PL que altera o art. 6º criando o inciso XII. Vejam matéria no endereço abaixo, inclusive a Exposição de Motivos e o texto do PL.

  • parabÉns pela postagem, VAMOS BRASIL, ACORDA Ñ DEIXEM OUTROS DECIDIREM POR VC!!

  • Sou a favor da liberação, mas também sou a favor de se criar uma bateria de teste psicológicos, sociológicos e psicomotores. A restrição financeira, como ja foi mencionada pelo colega Victorjrod, é uma descarada seleção social de quem vive e quem morre!!!

    abrçs…

  • Gustavo Campos

    Em primeiro lugar parabéns pelo post , tbm é bom lembrar de mandarmos e-mail com esse link a todos os nossos contatos para que se possa crescer o debate .

    Lembro que fui criado na roça , meu pai foi atirador do exercito , sempre convivi com armas , cresci com elas , mais aprendi com ele que armas matam ,(também carros , cerveja moto até agua demais ) seu uso demanda conciencia treino , zelo , amadurecimento .
    Devo lembrar que ninguem está falando de encher as ruas de armas e tornar nossa terra o velho oeste o problema é que ninguém tem nem ideia do numero de armas que entram no nosso pais que sao ilegais , e digo , cidadao de bem nao compra arma ilegal porque ele é tem consiência e ninguém é doido de comprar uma arma , registra-la no seu nome e pra depois sair atirando na rua feito doido , estamos defendendo acima de tudo o uso conciente dessa ferramenta de defesa da nossa vida . Respeito a opiniao da Lassaad acima que diz que prefere implorar pro bandido pra nao morrer porque ele quer uma cama pra dormir e um prato de comida , nao condeno , mas nao aceito me proibir de escolher se quero ou nao deixar que o bandido noiado decida sobre a minha vida .

    Votei , pesso que votem , que mandem esse link a todos os seus contatos mesmo que voce nao goste de armas , aminha ou de outro pode salvar a sua vida , direta ou indiretamente .

  • tenho 17 anos, posso fazer a votação tambem ?

    • Pode sim, essa pesquisa tem o intuito de mostrar o pensamento da população, e não necessariamente de aprovar ou não esse decreto.

  • Acabei de votar no projeto, tomei conhecimento graças ao site.

  • Sou Brasileiro, infelizmente, e a tenho uma grande sensação de raiva e desgosto vendo tudo que nós temos visto em termos de administração pública e a defesa que o próprio ESTADO dá aos marginais.
    Na minha visão está TUDO completamente errado em nosso país.
    Nunca se viu tanta demagogia, impunidade, descaramento, falta de moral, falta de respeito… (entre n. outros)… em detrimento do bem estar e liberdade do cidadão honesto que do seu dia gasta 4 horas de trânsito, 8 horas de trabalho, sustenta essa PORRA desse pais medíocre pagando impostos sem receber nada em troca, e ainda vive com medo (como eu), de ter a si prórpio ou um ente querido morto ou invalidado por intermédio de um criminoso.
    Mas comentaram acima, para que Brasília iria liberar armas para o “cidadão de bem” cansado de tanto ser roubado em tudo que compra, em tudo o que produz, em tudo que paga duas vezes? para estourar uma guerra civil? contra os maiores bandidos do nosso território?
    Cada dia que retorno de SP para minha casa, passo pelo pedágio, pego engarrafamento em 3 ou 4 pontos das rodovias (gastanto 2h para chegar e depois de um exaustivo dia), penso… pq eu nasci nessa merda desse país?
    Provavelmente se formos medir o índice de corrupção nos países onde a população é armada, provavelmente será próximo ou igual a zero.
    O brasil (minúsculo mesmo), é um país FEUDAL com modelo de reinado, onde se ARRECADA moeda e se vc não tem, vem o rei e leva o que vc tem em casa e no quintal.
    Votarei na sexta, único dia que terei tempo!
    Encerro com uma música que bem nos cabe:

    Perfeição
    Legião Urbana
    Vamos celebrar
    A estupidez humana
    A estupidez de todas as nações
    O meu país e sua corja
    De assassinos
    Covardes, estupradores
    E ladrões…

    Vamos celebrar
    A estupidez do povo
    Nossa polícia e televisão
    Vamos celebrar nosso governo
    E nosso estado que não é nação…

    Celebrar a juventude sem escolas
    As crianças mortas
    Celebrar nossa desunião…

    Vamos celebrar Eros e Thanatos
    Persephone e Hades
    Vamos celebrar nossa tristeza
    Vamos celebrar nossa vaidade…

    Vamos comemorar como idiotas
    A cada fevereiro e feriado
    Todos os mortos nas estradas
    Os mortos por falta
    De hospitais…

    Vamos celebrar nossa justiça
    A ganância e a difamação
    Vamos celebrar os preconceitos
    O voto dos analfabetos
    Comemorar a água podre
    E todos os impostos
    Queimadas, mentiras
    E seqüestros…

    Nosso castelo
    De cartas marcadas
    O trabalho escravo
    Nosso pequeno universo
    Toda a hipocrisia
    E toda a afetação
    Todo roubo e toda indiferença
    Vamos celebrar epidemias
    É a festa da torcida campeã…

    Vamos celebrar a fome
    Não ter a quem ouvir
    Não se ter a quem amar
    Vamos alimentar o que é maldade
    Vamos machucar o coração…

    Vamos celebrar nossa bandeira
    Nosso passado
    De absurdos gloriosos
    Tudo que é gratuito e feio
    Tudo o que é normal
    Vamos cantar juntos
    O hino nacional
    A lágrima é verdadeira
    Vamos celebrar nossa saudade
    Comemorar a nossa solidão…

    Vamos festejar a inveja
    A intolerância
    A incompreensão
    Vamos festejar a violência
    E esquecer a nossa gente
    Que trabalhou honestamente
    A vida inteira
    E agora não tem mais
    Direito a nada…

    Vamos celebrar a aberração
    De toda a nossa falta
    De bom senso
    Nosso descaso por educação
    Vamos celebrar o horror
    De tudo isto
    Com festa, velório e caixão
    Tá tudo morto e enterrado agora
    Já que também podemos celebrar
    A estupidez de quem cantou
    Essa canção…

    Venha!
    Meu coração está com pressa
    Quando a esperança está dispersa
    Só a verdade me liberta
    Chega de maldade e ilusão
    Venha!
    O amor tem sempre a porta aberta
    E vem chegando a primavera
    Nosso futuro recomeça
    Venha!
    Que o que vem é Perfeição!…

  • flaviohhira

    Pessoal por favor caiam na real, onde é que vcs moram, nos estamos na porra do brasil, onde tudo funciona de acordo com que eles lá em cima querem, para quê que eles aprovariam uma lei para nós pessoas de bem pudessem portar armas,? é claro que nunca aprovariam, gente, para quê portariamos uma arma, não seria para dar um jeito nesta impunidade, diaria, para tentarmos nos defender de LADRÕES, e o que é que mais tem lá em brasilia gente, LADRÕES, NÉ, e se todos nos revoltarmas contra o governo (ladrões) o que aconteceria? uma GUERRA CIVIL, e quem ganharia? claro que seria nós, nós estamos em maior numero, eu vou ligar, e dizer sim , mas acho que será em vão.

    abraços, otimos posts,

  • Marco André Oliveira

    Acabei de votar, interessante o atendimento que se recebe pelo telefone, pelo menos isso funciona nesse país! Espero que realmente isso chegue aos deputados, e reforçando a vocês que ainda não votaram que expressem sua opnião! Abraço

  • Eu não sou á favor da liberação irrestrita de armas para o cidadão. Ter e usar uma arma requer habilidade, estabilidade emocional e muita certeza quanto ao propósito de ter uma arma, que é um propósito DEFENSIVO, jamais OFENSIVO.

    Mas apóio irrestritamente a facilitação ao acesso das mesmas, por quem está capacitado e deseja adquirir e portar uma arma. Atualmente o que acontece é que o mesmo governo que reconhece o direito de autodefesa do cidadão, proíbe ao cidadão exercer esse direito no momento que praticamente impossibilita a ele adquirir e portar uma arma legalmente.

    Aprovo MESMO esta iniciativa, pois creio que ela vai na direção certa, e a divulgarei.

  • Votei contra o desarmamento e não podemos porta arma, mais o bandido tem de todas as marca e calibres somos reféns graças a classe politiqueira desse pais.

    • Out11Bia Badaud estou bem atrasada, mas na faltima vitisa aqui ne3o rolei a tela, algue9m deve ter me chamado, enfim.o que me assusta, e9 que vejo pessoas clamando por segurane7a’, para que possam voltar e0 velha vidinha de sempre.sendo que foi a vidinha de sempre, onde quem consome ne3o se mistura com quem ne3o consome, que culminou com esta violeancia geral.ou seja, balear misere1veis ne3o vai resolver nada, f3bvio, e ne3o vejo viv’alma discutindo sobre a necessidade de mudarmos padrf5es.sf3 vejo nego querendo fuzilar pessoas pra se defender.e olha que eu vivo no Rio, mas quando vejo meninos ameae7adores na rua, eu te juro, sf3 consigo ver criane7as exclueddas, que queriam uma cama conforte1vel, um pai que o escutasse, um prato de comida, um teanis de marca (como qualquer um de nf3s), uma perspectiva de emprego.ne3o quero ser baleada, mas tenho crteza absoluta que eu balear algue9m ne3o vai resolver nada.como disse le1 no blog, se tudo der certo e eu conseguir matar o meu agressor, sf3 vou atrair mais violeancia pra minha vida, e ne3o vai resolver nada’.*suspiro*

      • Não é o caso de defender o uso indiscriminado de armas, nem o de revidar na mesma moeda as agressões feitas por pessoas que na verdade estão precisando é de cuidados do Estado e um pouco de solidariedade humana. Mas o que não pode ocorrer é o Estado impedir que pessoas que realmente precisam possuir armas tenham este direito negado. Na zona rural o banditismo cresceu vertiginosamente depois da entrada em vigor do Estatuto e os latrocínios ( roubo seguido de morte ) de idosos são cada vez mais freqüente pois o bandido ao invadir os lares tem a certeza absoluta de que as vítimas estão indefesas. E as armas em circulação só aumentaram, pois do mesmo modo que a ilegalidade torna lucrativo o tráfico de drogas, também aumentou em muito a lucratividade do tráfico de armas pois agora como quase ninguém consegue comprar dentro da lei. Se alguém precisa mesmo de uma arma para não ser morto, vai comprar de qualquer jeito, e unica opção que lhe restou é comprar arma ilegal. Entre um processo por posse ou porte ilegal de arma e uma execução certa qualquer um opta pela primeira. Patrícia Acioly foi morta por agentes do estado que deveriam protegê-la. Você acha que todos devemos confiar no Estado para nossa proteção? As milícias são formadas por policiais e tem braços políticos portanto são quase um tentáculo do estado sobre a sociedade. As milícias por sinal tiveram um grande impulso com o Estatuto pois só estes “Agentes Públicos ” podem usar armas. A população é vítíma duas vezes. As pessoas que não querem armas não são obrigadas a possuí-las, mas não devem pretender retirar o direito de quem realmente precisa de armas para manter sua vida e de seus familiares. Do mesmo jeito que os governantes pouco se importam com menores abandonados, pouco se importam também se alguém está sendo roubado ou assassinado em locais onde nem existe polícia ou telefone para pedir socorro. Agradeço pela sua atenção.

  • Texto muito bom. Soa como um desabafo amargo, com o qual me solidarizo.
    Votei a favor, claro. Votaria mais, se pudesse. Eu quero armas liberadas. Sem documentação. Sem restrição de calibre. Deveríamos ser como os suíços, onde todos os adultos possuem armas fornecidas pelo estado, com cota anual de munição. Não admito e, de fato, não é admissível que o estado, impotente para fornecer segurança cidadã, venha interferir no meu direito à legítima defesa.

  • Liguei , atende a câmara federal, manifestei meu apoio ao projeto de lei 37222/12.
    A forma do atendente conversar faz parecer que estamos num país de primeiríssimo mundo, ao contrário dos nobres deputados.

    • Parabéns pela iniciativa Roque! Esperamos que mais pessoas manifestem suas opiniões para conseguirmos nosso direito mais básico, que é o de nos defender.

  • Esta semana terei que ir ao forum de minha cidade para prestar depoimento contra um assaltante de quem fui vítima no supermercado onde trabalho… Aí fico pensando: “E se esse cara resolver me cobrar por eu ter deposto contar ele, como vou me defender já que para criminosos é tão fácil de se conseguir uma arma e eu não posso nem andar com um canivete no bolço????” Se eu não for depor poderei ser até preso!!!
    Claro que vou fazer a minha parte e depor! Pois depondo ajudarei a trancafiar esse indivíduo e ficarei livre da ameaça dele por pelo menos um certo tempo.
    O cidadão desarmado vive constantemente com medo, pois sabe que o bandido está armado até os dentes e não tem pena de atirar.
    :
    Sou à favor do direito do civil poder ter uma arma de fogo, pelo menos em casa, mas também sei que existem muitas pessoas que não tem qualidades para poderem andar armados, mas isso se resolveria dando ao cidadão que deseja ter e portar uma arma a oportunidade de conhecer as armas e se capacitar para usa-las de forma correta.
    O desarmamento não é a solução para se combater o crime visto que os marginais não respeitam a lei e eles são bem mais armados que a própria polícia, sem contar que as armas usadas pelos bandidos são adquiridas de forma ilegal.

    • Pena que por vc fazer sua parte, corre o risco do ladrão sair amanhã e querer acertar as contas com vc.

  • Cláudio Luiz de Oliveira Martins

    Estes que se dizem partidários da paz e apregoam a incitação à covardia e ao desarmamento do cidadão de bem, são os mesmos que se escondem atrás de seguranças e de carros blindados. Se fazem “imunizados” em suas discrepâncias parlamentares e impõem estatutos embasados na demagogia, e no total desrespeito ao direito fundamental que cada um tem à sua defesa pessoal e de sua família.

  • Eu votei a favor do projeto!

  • Concordo totalmente. Quero comprar uma arma, mas, é tanta coisa pra se fazer e assinar. O que acho correto, claro!.

  • Em total concordância de gênero, número e grau deixo meus parabéns pelo post..

  • Sou completamente à favor das armas… Se bandido tivesse que pagar o que eu pago pra ter as minhas, podem ter certeza que iriam resolver as coisas na facada.

  • Gelio Fregapani

    Assino em baixo
    Olavo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s