Contágio: A realidade poderá ser assim?

Atenção: O texto abaixo pode conter spoiler

O filme contágio exibido nos cinemas em 2011 traz o rápido progresso de um vírus letal, transmissível pelo ar, que mata em poucos dias. Como a epidemia se espalha rapidamente, a comunidade médica mundial inicia uma corrida para encontrar a cura e controlar o pânico que se espalha mais rápido do que o próprio vírus. Ao mesmo tempo, pessoas comuns lutam para sobreviver em uma sociedade que está desmoronando.

O filme é narrado de uma maneira documental e acompanha a transmissão do vírus desde o paciente zero até a contenção da doença pelas autoridades. Diferente de outros filmes de catástrofe através de vírus que geralmente mostra o que esta acontecendo depois da pandemia, em Contágio mostra a progressão da doença e o medo tomando conta da população mundial enquanto milhões de pessoas morrem.

O começo do filme lembra um pouco a realidade vivida há alguns anos atrás com o aparecimento do vírus H1N1 (gripe suína), porém logo percebemos que a atuação deste vírus é mais rápida e mais mortífera, trazendo mais pânico na população mundial e logo após o caos.

Enquanto a OMS tenta buscar a cura da doença a população em pânico busca sobreviver da maneira mais primitiva que existe, com saques e violência. Em outra parte, uma polêmica criada por um jornalista freelancer da internet sobre uma possível cura que as autoridades escondem, causa a desconfiança da humanidade em relação ao governo criando ainda mais a desconfiaça do povo e aumenta o caos.

Em qualquer filme em que a humanidade está preste a acabar o instinto do homem volta a sua origem pré-histórica e esta questão é a que importa para nós. Com a população mundial morrendo, as produções em massa começam a desaparecer e a busca por alimentos fica mais acirrada, com o tempo, mais selvagem. Enquanto as autoridades buscam a cura, acontece um seqüestro de um representante da autoridade para que os bandidos consigam as primeiras doses da vacina.

Contágio é um filme que para mim apresenta um panorama que pode a vir a ser realidade e me fez pensar em algumas situações como informação, segurança, a armazenagem de alimentos e medicamentos. É um filme que todo sobrevivencialista deve assistir, tirar lições e refletir sobre o que você esta fazendo para um possível cenário catastrófico. Assista e pergunte-se: Será que estou preparado?

Anúncios

25 Comentários

  • Portal Terra: SP: tripulante de cruzeiro morre no litoral; 5 são internados (18 de fevereiro de 2012)

    Uma tripulante do navio de cruzeiros MSC Armonia, que deixou o porto de Santos (SP) na última quarta-feira, morreu na madrugada deste sábado no Hospital Ana Costa, quatro dias após ser internada com um grave quadro de pneumonia. De acordo com o hospital, o corpo de Fabiana Pasquarelli dos Santos, 30 anos, já foi liberado. O diagnóstico das causas da morte depende da chegada dos resultados de exames necroscópicos. Outros cinco tripulantes do navio que apresentaram sintomas semelhantes estão internados, em observação. Seu estado de saúde é estável, de acordo com a MSC Cruzeiros, proprietária da embarcação.
    Segundo a MSC Cruzeiros, Fabiana vinha sofrendo de tosse e febre, com um diagnóstico inicial de pneumonia. Por precaução, ela e os outros tripulantes que apresentavam os mesmos sintomas não embarcaram na quarta-feira no navio, que seguiu viagem até Ilha Grande, Angra dos Reis e Ilhabela.
    “O quadro se agravou e a tripulante veio a falecer na última madrugada”, informa nota da empresa. Neste sábado, o navio retornou ao porto de Santos e foi inspecionado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que, segundo a companhia, liberou o desembarque dos ocupantes. Por volta das 13h, era feito o embarque para uma nova viagem do navio, desta vez para a costa do Uruguai e da Argentina.
    Em nota, a companhia diz lamentar a morte da tripulante e garante estar “prestando toda a assistência aos familiares e amigos”. “A empresa está acompanhando o trabalho das autoridades e aguarda os laudos definitivos”, diz o texto. Segundo a assessoria da empresa, não há risco para os demais tripulantes e passageiros do navio.

    Comentário: Agora imaginem que se trata de um vírus. Todos passageiros foram liberados, outros entraram no navio, que passará por inúmeros destinos em diversos países. Tá feito a merda.

    Abraços.

    • Conter uma epidemia é simples, mas envolve atitudes radicais. Seria complicado reter todos os tripulantes em uma quarentena, a mídia ia começar a fazer pressão e o medo de causar pânico na população ia aumentar… então é mais fácil abafar o caso liberando todo mundo, mas se esse chega a ser um vírus com potencial pandêmico, acabou de sair do controle.

      • Apenas como exercício de observação dei uma olhada na mídia argentina e uruguaia, para aonde o navio vai. Resultado: Destaque no Clarín X, principal jornal da Argentina, (http://www.clarin.com/sociedad/crucero-camarera-infectada-amarro-Montevideo_0_650335109.html) Quando vi, estava como principal manchete, e lá fiquei sabendo que existem outros cinco infectados da nova leva de passageiros, que já estão em tratamento médico em Montevideo, Uruguai.
        Aparentemente se trata do vírus Influenza B, que de acordo com o Wikipedia é menos ofensivo que o Influenza A, mas poderia ser o Influenza Z e nós estaríamos todos ferrados, principalmente eu, que estou a menos de 100 km de Santos.
        P.S.: Influenza Z de Zumbi…. kkkkk!!! Só para descontrair.

      • hahahaha,

        Denis, Influenza Z você forçou em….rsrsrsrs. Mas é fácil de observar o quão rápido as coisas podem sair do controle, ainda mais quando falamos de algo que não se pode ver a olho nú. Estou na batalha para abrir um “brechozinho” aqui pro blog, onde venderei máscaras apropriadas para sobreviver a tais cenários… mas tudo no seu tempo…rsrs.

        ABração!

      • Isso me lembrou o caso do césio 137 em Goiânia, a demora de autoridades brasileiras em reagir, a pressa de médicos do sistema público. Se uma pandemia mundial acontecer, pode ter certeza que ela vai se espalhar rápido como uma bala aqui, e quem não tem um abrigo no mato certamente vai se ferrar. Brasil sil sil!

  • Anderson Silva Mendes

    Lembro a todos que fazemos parte da natureza, apesar de acharmos que não! Assim tambem dispomos intrinsecamente de elementos de defesa e varições genéticas, ambientais e comportamentais que podem nos tornar imunes as doenças! Assim o terço da humanidade européia que sobreviveu a peste negra era geneticamente imune a bacteria causadora da doença e deste modo, sobreviveram para continuar a civilização.
    O mesmo ocorre com a AIDS, hanseniase e outras. Existem pessoas que são imunes naturalmente a AIDS, e não se infectam mesmo expostas frequentemente.
    Sou médico e atendi pessoas com gripe suína, vi algumas morrerem e estou vivo.
    Mais! Em meio a epidemia quando todos evitavam ir à Argentina, estive lá em férias com minha família! E ninguém morreu!
    Claro que intensificamos medidas de higiene simples como lavar as mãos frequentemente, evitar tocar a boca, narina e olhos! Viajamos com máscaras N95 e disenfectavamos com álcool talheres e pratos! Medidas simples mas que foram seguidas com disciplina!
    Acrescento que como o cartaz do filme Contágio mesmo diz:
    “- Nada se espalha mais que o medo!
    Saudações e muita paz!

    • Você expos sua família a um ambiente infectado no surto de H1N1 simplesmente pelo fato de pensar que eram imunes ??? Cara ou você é muito corajoso e seguro de si ou….. Não importa a profissão cara, você pode fazer o certo mil vezes, mas se fazer algo errado será uma vez só, o problema é que vocês tratam as pessoas como se fossem números e se esquecem que tantas outras iriam morrer por não terem a tal imunidade, o que sugere se acontecer uma pandemia, esperar pra ver na prática se ela é letal ou não ? Se você e sua família são imunes, se forem ÓTIMO, e se não forem ? Meu Deus…..

      • Calma Rafael, ele não disse que era imune, duvido que tenha feito um mapeamento genético, rs.O que ele quiz dizer, me corrija se estiver errada, foi que para uma doença em que ele conhecia os métodos de prevenção e os intensificou, nada ocorreu.
        Porém Anderson, como sabemos a ciência tem evoluído, ou “involuído” muito. Logo, com um bando de cientistas “malucos” fazendo manipulação genética como podemos afirmar que somos imunes nos baseando nas leis naturais, quando nós humanos as estamos manipulando? Será que a genética “natural ” consegue nos acompanhar? Não temos mais a realidade da peste onde o transporte era via marítima,mas também temos mais conhecimento e mais higiene. Não se trata de alarmismo, mas é a realidade. A crítica do Anderson é sobre o medo se espalhar mais rápido do que a própria ameaça, constituindo por si próprio outra ameaça.

        Abraços!

      • “Todos são interligados. O céu e a terra, ar e água. Todos são, uma só coisa; não quatro, e não duas, e não três, mas um. Se não estiverem juntos, há apenas uma peça incompleta.”
        “Só a dose faz o veneno.”
        ambas de Paracelso, ilustre médico, alquimista, físico, astrólogo e ocultista suiço-alemão, 1493 à 1541.

        Além disso, a imunidade faz muita diferença sim, por exemplo: uma pessoa com a imunidade fraca ou com alguma doença auto-imune pode morrer devido a um resfriado ou um pequeno corte, no entanto alguém que está forte de saúde e se mantêm em contato com a terra e outras fontes de contaminação, mantêm ativas as taxas de anticorpos, como se fosse uma vacina natural constante.

        E, a meditação – acreditem ou não – também fortalece o corpo, alcaliniza o sangue, economiza as energias, desgasta menos os tecidos, relaxa o coração, facilita a circulação, acalma os ânimos e os vícios, facilita a racionalidade, aumenta a eletricidade estática da pele, estimula a regeneração das células, descansa o fígado, promove a auto-consciência e o auto-conhecimento etc.

        E, a nossa imunidade se mantêm fraca, muitas vezes porque nos alimentamos mal e mantemos maus hábitos cotidianos.

        Ou seja: medite, coma alimentos naturais e saudáveis – de preferência muitas frutas, tenha bons hábitos de saúde, bons hábitos sociais, e, em caso de crise intensifique mais as medidas de proteção. Se o seu corpo estiver forte em saúde, Você mesmo desenvolverá as suas próprias vacinas para as piores doenças.

        Minha humilde e breve opinião.

  • Oi pessoal! Realmente é um tema contraditório.Não precisamos ir muito longe para prever como seria uma situação dessas.Quem se lembra do apagão no Brasil? Foi suficiente para estourar o número de crimes e vandalismo, assalto à lojas,etc.O fio da civilidade é muito fino, infelizmente. E logo aparecem os que querem tomar vantagem, como comentado pelo Selco em seu site.
    Quanto ao medo de doenças, hoje já temos situações de desconhecimento da população, uma delas é a tuberculose, que tem índices altíssimos. Mas infelizmente, produzir medicamentos para certas doenças do terceiro mundo não é rentável. Quem vai pagar? Aproveito para comentar que não sabia muito a respeito de epidemiologia até estudar, e que descobri que no Brasil o controle é muito bom, quase uma referência! No site que indiquei tem ótimos relatórios separados por enfermidade. Também vou deixar o link de uma série que assisti recentemente. É ótima, e também discute, com aval científico, como seria uma situação dessas. E não, o nosso sistema não está preparado.Como mostra no próprio documentário, logo os hospitais estariam cheios de pessoas e sem funcionários. Assistam, é muito legal.
    Cientistas e o Apocalipse

    Abraços a todos.

  • Anderson Silva Mendes

    A possibilidade de uma pandemia de vírus letal, transmitdo pelo ar ou secreções, aerosóis, de modo a ser facilmente transmissivel é real e já aconteceu, vide a gripe espanhola! Se ocorreu antes pode ocorrer amanhã! Por sorte nossa os vírus são parasitas e o objetivo de todos é viver com o hospedeiro e não mata-lo! Assim, normalmente quando algo se torna mais transmissivel, normalmente, torna-se menos letal! Vírus muito letais e facilmente transmissiveis, como o ébola, são maus candidatos a pandemias porque exterminam rapidamente todos que contaminam encerrando seu ciclo destruidor! Assim, pandemia não deve estar entre as principais causas de temor! Posso afirmar que nunca estivemos tão preparados para enfrentar uma pandemia!
    No entanto, creio que devemos temer os extremistas, isolacionistas e catastrofistas fanáticos que são capazes de atacar aos outros para provarem que estão certos e provocarem sacríficios humanos desnecessários!
    Tomo a liberdade de lembrar a todos que ciência como quase tudo na vida é feita de verdades transitorias e que ninguém é dono da verdade! Assim, conclamo a todo que se policiem ao escrever e evitem comentários ofensivos! Respeitemos para garantir que não nos afastemos mutuamente!
    Identifico opinões extremistas, inclusive com relação a isolamento social em tempos de crise! Creio que devemos lembrar que somos animais socais! Que a cooperação é o principal motivo para nossa sociedade estar tão avançada ao menos cientificamente! Sinto que vivemos tempos de transformação acelerada que amedrontam a todos! Mas quem pode viver isolado indefinidamente?
    Insisto que é através da cooperação, no contato com os semelhantes que viveremos plenamente e não só sobreviveremos. Até porque nossas competências são limitadas e interdependência é uma realidade no grande e no pequeno aspecto de nossas vidas.
    Então tão importante quanto armazenar comida, água, etc…, creio que é de vital importância estabelecermos alianças, amizades fundamente construidas que auxiliarão na defesa do nossos patrimônios como na reconstrução de uma cidade, de um país e de um mundo, em caso de sobrevivermos as futuras possíveis catástrofes!
    O nosso maior patrimônio está na ética da benevolência mútua, na solidariedade sem distinção, na indulgência com os erros alheios. Resumindo, tudo o que nos faz verdadeiramente humanos!
    Muita Paz!

    • Muita Paz! Mas caso algo como o retratado no filme aconteça, não esqueça de manter sua pólvora seca.

  • Olá pessoal.Eu assisti esse filme no cinema.Sabe o que é mais engraçado? Estava entediada da aula de Epidemiologia, do curso de farmácia.Achei que era um filme se zumbis, por conta do trailer. E tudo que tive foi mais uma aula de Epidemiologia. Tirando a controvérsia envolvendo a indústria famacêutica, que dá pano pra manga…a situação que o filme retrata é real.Não esperem receber informações coerentes. As autoridades pensam muito antes de dar um alerta, evitando claro, situações de pânico. Os impactos em todas as áreas, inclusive econômica são muito fortes, tudo tem que ser averiguado com o máximo cautela antes de um alarme epidemiológico. Na época ocorreu o surto de meningite no hotel bahiano. Imagine vc dando uma notícia dessa? E como fica o turismo , a economia, etc.Tudo isso é levado em conta. Deixo aqui o site do controle epidemiológico. Eles reportam o surgimento das doenças, a localização, tudo em detalhes. http://www.cve.saude.sp.gov.br/htm/Cve_lin.htm

    • A verdade é que a vida das pessoas não vale mais nada para nossos governantes, somos todos tratados como números e os interesses comerciais e financeiros estão acima da vida humana hoje em dia.

      • A mais pura verdade Rafael, infelizmente.

    • Fabiana,

      Ótimo link este o que você enviou, vou até inserir na nossa página de Links importantes. Concordo contigo, na necessidade de estudar o impacto da doença e não causar pânico na população a epidemia se espalha silenciosamente até estar na porta da sua casa… por isso devemos estar antenados para quaisquer indícios!

      Abraços.

  • Pessoal,

    Infelizmente em pontos como esse de pandemia, é quase que impossível nos mantermos ilesos ou intocados. Para manter-se imune ao vírus primeiramente você deve ter um meio de suprir todas as suas necessidades (água, comida, medicamentos, lazer, etc) de forma autônoma, coisa que hoje poucos tem conhecimento e principalmente dinheiro para fazer.

    Falamos de preparação no blog com o intuito de implementar aos poucos a cultura de sobrevivencialismo no Brasil, e tudo começa por um lado. Hoje falamos de armazenagem de alimentos, quem sabe daqui 1 ano falaremos sobre modos de produção de energia eólica…. mas tudo no seu tempo.

    A prática sobrevivencialista nos dá uma chance maior de sobreviver a algo que outros podem perecer devido à falta de preparação. Hoje estão disponíveis no mercado máscaras, purificadores de ar, sistema de cisternas, geradores de energia, comidas e rações liofilizadas e muito mais, basta planejamento e organização de finanças para adquirir tais itens. Novamente, não estaremos ilesos, mas teremos uma chance muito maior do que aqueles que nada sabem sobre as possíveis ameaças.

    O fato de estarem discutindo sobre o assunto já demonstra que sabem sobre ele e esse é o intuito do blog… nos fazer pensar sobre nossos pontos vulneráveis e como saná-los.

    Abraços!

  • Sr. Rafael.
    Cito-o e respondo com a cortesia que o senhor não demonstra ou merece, mas deve caracterizar um Homem.
    “O máximo que aconteceria seria mortes em massa…” Se lesse com a devida atenção o texto que indiquei, o que certamente não fez, o senhor deveria escrever “O mínimo…”
    “… você sabe ao menos quais os sintomas de uma gripe aviária ou qualquer outro tipo de gripe “mutante”…” Afirmo que sei “ao mais”. Além de ser inerente à minha profissão, eu tenho essa “mania”, a qual o senhor claramente ignora, de estudar arduamente todo e qualquer assunto sobre o qual escrevo ou digo; antes de fazê-lo, aliás. E sou capaz de citar fontes, como já demonstrei. O senhor não sabia nem de que filme o texto do tópico fala, apesar da informação inequívoca do título, imagem do cartaz…
    “… tem gente que viaja na maionese legal.” É a única frase sua que faz sentido, desde que seja aplicada a si.
    “Me confundi…” Somente fez isto.
    “… do resto como eu disse…” Tudo o que escreveu é resto.
    “… ficar viajando na onda de zumbi cara isso é retardadisse…” Quem fez referência a zumbis nesse tópico foi o senhor; e é o único. Então, segundo suas próprias palavras, quem é o retardado?

  • Rafael Fry Lopez

    Duvido muito que todos virem zumbis uhahuhua é até engraçado mas uma epidemia de alguma doença como a gripe espanhola a Peste bubônica que matou milhares, o que impede de isso acontecer de novo ? nada. lógico que os meios de informações e a medicina está muito mais avançada hoje, porém cara, um novo agente viral pode nascer amanhã, a natureza é quem manda na parada as vezes nós nos esquecemos disso, então nada está livre de nada. e você vai confiar sua vida ao governo e ao estado ???? talvez chegue um dia que você precise pegar em uma calibre 16 2 canos para acabar com o seu governo e continuar vivendo.

    • Rafael, você não leu meu comentário das 16:27. Vá ao endereço ali citado e leia o texto com cuidado. Cito:
      – “Duas equipes de cientistas, uma da Holanda e outra dos Estados Unidos…”
      – “O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos afirma que financiou os dois estudos…”
      – “… nem mesmo os cientistas criadores dos vírus mutantes conseguiram justificar sua pesquisa ou demonstrar qualquer benefício que ela possa produzir.”

      • Rafael Fry Lopez

        Ta, mas o que tem haver um vírus mutante da gripe aviária com zumbis citados no filme ???? O máximo que aconteceria seria mortes em massa cara, você sabe ao menos quais os sintomas de uma gripe aviária ou qualquer outro tipo de gripe “mutante” ?? A pessoa não consegue nem respirar direito muito menos ficar raivosa ou agressiva a ponto de virar um animal…. tem gente que viaja na maionese legal.

      • Rafael Fry Lopez

        Me confundi é outro filme que as pessoas contraem um vírus parecido com o da raiva e começam a ficar irracionais, mas do resto como eu disse, ninguém está livre de uma pandemia, ou natural ou criada em laboratório, o que não vale é ficar viajando na onda de zumbi cara isso é retardadisse, do resto tudo pode acontecer.

      • Rafael Fry Lopez

        Está bem cara, deixo você ganhar nessa, é isso o que você queria ouvir ? está ai, eu li essa merda de noticia, e ai vamos fazer o que ? Você vai lá chutar a canela dos cientistas que fizeram o vírus ? Vocês acham que sobreviver a uma merda dessas é só estocar comida ???, vai nessa, isso exige muitos outros aspectos de preparação, comida é só um deles, aspectos que talvez inclua armas e matar pessoas pra defender seus estoques e bens, independente de quanto você estuda sobre o assunto, isso vai servir pra falar um “oi” pra pandemia quando ela chegar ” oi eu já ouvi e estudei muito sobre você” mas por mais que nos preparamos, nunca vamos ficar imunes a contaminação ou a qualquer outra consequência vinculada a uma pandemia, a parte dos zumbis foi pros noias q vivem falando de merda de apocalipse zumbi aqui no blog. Os EUA explicaram o PQ da criação desse vírus mas onde existe gente existe merda, se isso escapar já era, do restante é só fazer uma pseudo preparação e esperar.

        Quer saber sinceramente cara, sinceramente mesmo qual é uma das suas únicas chances de salvar sua vida em uma pandemia a nível global com um vírus como esse a longo prazo ???

        Ou você acha que consegue construir um Bunker que nunca irá precisar sair mais dele pra nada e nem ter contato com pessoas e objetos contaminados ???

        Você acha que a ordem social vai continuar intacta, ninguém vai querer roubar sua casa ou estuprar as mulheres da sua família ? No meu dia a dia como policial técnico cientifico vejo as barbáries que uma pessoa pode cometer contra outra, isso sem estar em estado de pandemia e desornem, imagina em uma cena assim ??????

        O mínimo que você vai precisar é isso:

        – Abandonar sua família ou reduzir ao máximo o número de integrantes do seu grupo

        – Ter armamentos e munição para defesa do grupo

        – Ir para uma área inabitada longe do risco de contato com pessoas contaminadas , objetos e ar contaminado

        – Conhecer arduamente técnicas de sobrevivência e o famoso Bushcraft além de ter um porte e uma preparação física razoável para lidar com todos os obstáculos e a fadiga, gordura só vai te deixar pra tras.

        – Ter um vasto kit com ferramentas e utilitários para exercer os principais aspectos para sobrevivência de um ser humano

        – Ter um vasto kit de medicamentos e utilitários para procedimentos médicos de urgência e uma pessoa para aplica-los, em ambientes hostis até o menor dos cortes pode virar uma infecção generalizada mas não vou te explicar o pq aqui.

        – Ter coragem pra largar seus pacotes de batata ruffles, bolachas, danones, iphones e netbooks e regredir ao mais básico instinto primitivo humano

        _ Ter vasto conhecimento de fauna e flora do local pra onde vai

        – Vasto conhecimento sobre caça, abate e preparação de animais para o consumo

        – E por fim ter coragem.

        achou viajem isso ? Pois já que você está focando tanto nesse artigo estou supondo uma situação de catástrofe biológica sem reversão ou com a mesma demorada e sem previsão para vacinas.

        Se descordar disso, provavelmente você fará parte do grupo de óbitos que deixará a face da terra mais podre com sua carcaça.

        Se informe sobre.

  • Para quem acha que esse filme é ficção pura, recomendo http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=cientistas-criaram-virus-mutante-gripe-aviaria&id=7305. rodrigo, se eu fosse você, começaria a estocar comida logo. ;/

  • Para quem procura sobreviver em um momento como esse, nada melhor que encontrar um local muito isolado, e de facil defesa, como uma casa nas montanhas ou algo assim. E eu ja estou preparado com o meu sítio na serra Catarinense, bem isolado, com abastecimento de água indepêndete e um gerador (por que la não possui energia elétrica), só falta estocar comida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s