Estamos no tão falado ano de 2012, e agora?

Pois é, estamos em primeiro de janeiro de 2012.

Para muitos, mais um ano. Para outros, o fim do mundo.

E você o que está achando? Quais são as providências que você vai tomar para se preparar para o que der e vier este ano?

Convenhamos pessoal, não esperamos por um apocalipse Zumbi ou uma invasão alienígena (embora muitos esperem). Para que estamos realmente nos preparando neste ano de 2012?

ECONOMIA:

O ano de 2011 foi um ano muito difícil para a economia. Muitos países de primeiro mundo se enroscaram em dívidas e os impostos crescem tanto que não sabemos muito bem quando poderemos ter algum dinheiro na carteira. Nós brasileiros estamos nos tornando a população mais endividada do mundo com os nossos empréstimos e parcelamentos… é uma bola de neve.

Alguns se encantam com o aumento do salário mínimo, mas esquecem que este aumento reflete também no preço dos produtos nas prateleiras do mercado mais próximo… sem contar nas taxas abusivas que nos cobram e nunca saberemos para onde foi essa “contribuição”.

Hoje a ideia de possuir uma casa própria está cada vez mais complexa, visto que os valores estão exorbitantes e muitos se arriscam fazendo financiamentos que comprometem boa parte da renda mensal por um LONGO tempo. Você compra um automóvel hoje e ao sair da garagem já perdeu de 2 a 5 mil reais no valor do carro e olhe que não preciso nem falar nas taxas de IPVA.

DESASTRES:

Os desastres que ocorreram em 2011 deixaram marcas profundas a nível global, vimos uma tsunami varrer boa parte do Japão, enchentes terríveis em nosso país, temperaturas tão altas que deixaram nossa população idosa e infantil bastante prejudicada com problemas respiratórios… sem contar com o vulcão chileno que expeliu cinzas o suficiente para cancelar todos nossos vôos durante quase uma semana. A lista de acontecimentos desastrosos vai bem longe se continuarmos escrevendo aqui… furacões nos EUA, terremotos com magnetude de 8.0 na escala Richter (na Turquia, Nova Zelândia, Peru e EUA), quedas de aviões e muitos outros acontecimentos trágicos.

A melhor parte de tudo isso é o fato de que em vários estudos vemos a constatação de que tais eventos estão ocorrendo com maior frequência no mundo, talvez o planeta Terra esteja cobrando a dívida.

VIOLÊNCIA:


Estamos em um mundo cada vez mais violento. Vimos em 2011 a revolta que ocorreu no Egito, Guerras civis no Irã e em diversos países. Quando falamos do Brasil ficamos cada vez mais apreensivos.  Nossa força policial não consegue lidar com toda a criminalidade que está a ocorrer e, quando conseguem, os criminosos capturados são facilmente liberados de punições devido à um sistema de justiça falho.
Ao ligarmos a TV para ver o Jornal só ouvimos atrocidades e violências que nem mesmo em filmes de terror podíamos imaginar, e tudo isso ali, em frente aos seus olhos e logo depois da porta da sua casa. Saímos de casa torcendo para não sermos vítimas de assaltos, deixamos de fazer atividades por medo, nos trancamos em casa, viramos prisioneiros de nosso próprio lar enquanto os marginais estão passeando pelas ruas e escolhendo quais vítimas vão atacar.

SAÚDE:


Nosso sistema de saúde nacional está falido. Todos os dias perdemos vários brasileiros nos corredores dos hospitais Brasil a fora por falta de recursos, ou melhor, por desvio destes. Ao olharmos para depois de nossas fronteiras, vimos a H1N1 ameaçar o mundo todo, beiramos uma epidemia. Quando achamos que estávamos livres, um laboratório em Rotterdam acabou de inventar uma nova forma do vírus que agora é capaz de se propagar pelo ar… claro, tal pesquisa foi feita apenas para fins científicos, porém está deixando os terroristas de todo o mundo ansiosos para a publicação dessa pesquisa. Vale lembrar também do acidente nuclear no Japão (decorrente da tsunami) que expôs inúmeros japoneses a elevados níveis de radiação.

A geração que está sendo criada agora se alimenta de Fast-Foods e comidas congeladas, aumentando absurdamente o número de obesos, hipertensos e diabéticos.

_________________________________________________________________________________________________

Desculpe por acabar com o clima de felicidade por um novo ano, mas olhando pelo lado racional e analítico dos fatos, não há muitos motivos para acreditar que este será um ano tranquilo, cheio de paz e felicidade.

Fica aqui o link para a retrospectiva de 2011 no site G1. Acesse o mesmo e me diga,  não tivemos grandes boas notícias no ano de 2011, tivemos? É impressão minha ou maior parte do que aconteceu foi ruim?

Está na hora de pararmos de fantasiar e começarmos a observar o mundo à nossa volta, que obviamente está se despedaçando. Nos preparamos porque acreditamos que em algum momento a seleção natural vai vir com tudo para cima dos humanos (que tem escapado faz tempo) e somente os preparados e conhecedores poderão continuar andando por aqui.

Um feliz 2012 para todos.

Anúncios

24 Comentários

  • Eu não me preocupo muito com o que vai acontecer em 2012, mas minha cabeça doe quando penso no que virá depois que passar o ano de 2014. 2014 será o ano em que os poderosos do Brasil irão à forra com o dinheiro dos Brasileiros que estarão preocupados demais com o resultado da copa do mundo para cuidarem de seus bolços.
    Na Roma antiga usavam o Coliseu, as lutas dos gladiadores e execussões com Leões para distrair o povo dos problemas e e das ações errôneas dos políticos da época, no Brasil a copa do mundo terá esse mesmo propósito, será uma camuflagem para abrir rombos nos cofres públicos… E depois esses rombos, buracos, terão que ser tapados, e é aí que dançamos!
    Fiquem atentos.

    • Léo,

      Eu não me preocupo com a corrupção que anda ocorrendo, pois sinto que a mesma sempre existiu e a única diferença é que agora está sendo mais divulgada. Um dos meus temores é de um dia o povo brasileiro se cansar e sair às ruas quebrando tudo para exigir seus direitos… não sei qual das duas situações é pior, ser extorquido diariamente pelos impostos ou ter uma multidão enfurecida saqueando e destruindo tudo na cidade.

  • Feliz 2012 para todo o pessoal aqui do sobrevivencialismo.com!

  • Vocês nunca postaram sobre armas, desde de pressão quanto de fogo. Vocês usam quando vão acampar? Aconselham?

    • Olá Bruno,

      Como é um tema um pouco complicado para discutir sem gerar apologias indevidas, estamos pensando uma forma de publicar tais assuntos de maneira bem esclarecida. Espere por posts dentro dessas temáticas em breve. Quanto ao porte de itens de defesa, depende muito de onde você vai acampar… muitas vezes um simples spray de pimenta pode te proteger até de um ataque de felinos grandes.

      Abraços.

    • O tema armas tomou um caminho estranho no Brasil. Foi algo marginalizado. Conheço armas e leis, e embora seja um conhecedor do tema, acho delicado escrever sobre ele, haja vista que muitos jovens, inclusive menores, acompanham as postagens aqui.

      Uma pena. Armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas. As armas nos deram nossa primeira medalha olímpica, com Guilherme Paraense.

      No caso de levar para acampamento, o caso é ainda pior, pois o porte hoje é muito restrito. Nunca se recomenda portar ou transportar arma sem o porte legal. As consequências podem ser sérias.

      • Concordo plenamente Hwidger,

        Quanto à questão de levar itens ao acampamento, depende muito da finalidade do mesmo. Se o problema é medo de feras, um spray de pimenta soluciona todos os seus problemas (como dito no comentário abaixo). Se você se envolverá em atividades de caça, recomendo uma atiradeira (estilingue) ou no máximo uma carabina de pressão, porém ainda assim não aconselho o uso irresponsável de tais itens pois em uma brincadeira ou desatenção você pode ferir gravemente um colega de campo.

      • Concordo com o que vc escreveu!
        As pessoas não estão preparadas para estarem armadas e não tem controle para usar uma arma de fogo sem abusar da falsa sensação de proteção e poder que o fato de estar portando uma arma induz.
        O perigo não são as armas de fato mas sim a forma que as pessoas enxergam esses objetos e o uso inadequado dos mesmos!

  • paulo ronald

    d+ conta toda a realidade e a verdade!
    Isso e muito massa abre os olhos das pessoas para o mundo.

    • Infelizmente somos ridicularizados mesmo, pelas pessoas que mais precisam da gente.
      A 3 dias que estamos passando pela maior enchente de história da região (Muriaé MG), a água chegou onde nunca havia chegado, eu não tive problemas por que aluguel um imóvel em lugar mais alto mas a água chegou na entrada para a minha casa, socorrí as pessoas que moravam na frente, levei elas pra minha casa, coloquei seu móveis no meu quintal etc.
      A luz e a água foram cortadas.
      Muitos dos que me criticavam eu ajudei. Ninguém tinha lanterna, velas, água e comida armazenada, lona pra cobrir as coisas no quintal por causa da chuva, isolante e colchão inflável para dormir, etc; mas eu tinha tudo isso e ajudei com abrigo, água e comida, fiz o que pude, mostrei pra todos eles que eu estava certo em me preparar, de uma forma que eu não gostaria, afinal não desejo isso a ninguém.
      Hoje as coisas voltaram ao normal e espero que de agora em diante eu não seja mais considerado “maluco e paranóico” pelos parentes e vizinhos.

  • Diego Ferreira da Silva

    Olá pessoal.
    Parece piada, mas passei pelo 09/09/99, pelo ano 2000, pelo “bug do milênio”, pelo 6/6/6, pelo 11/11/11, e nada aconteceu. Sabe o que aconteceu de verdade? Pessoas alarmistas, pessimistas e de mente pequena que acharam que o mundo ia acabar, mas que não se preparam pra nada. Não vi ninguém se unindo a suas famílias nestes dias, não vi nada de diferente. Ser sobrevivencialista, na minha concepção, é se preparar até pra uma dor de barriga. Andei lendo algumas coisas por ai, nem preciso citar, mas os moderadores irão pescar, que temos a idéia de sobrevivencia, pra que vamos “acampar com comida para sobrevivencia”. Primeiro que sobrevivencialismo não é paranóia como muitos acham. Segundo, entenda antes de julgar, ninguém aqui esta treinando para ser Bear Grills, apenas estamos aprendendo a estocar alimentos por longos períodos, entre outras coisas. Cara, tem muito babaca por aí que acha que a gente vai se salvar no meio do mato com a faca do Rambo. Nós não estamos falando DESSE tipo de sobrevivencia. Alguns pseudo aventureiros acham besteira os reviews que o Júlio e o Bruno fizeram. Alguém aqui se lembra do Plano Collor, onde muita gente se matou? Ontem foi noticia que a Europa está quebrada, quem está melhorzinha é a Alemanha. Mas o que a Euroap tema ver com o Brasil?, alguém vai perguntar. Em 1929, quando a bolsa dos EUA quebrou, o BRASIL teve que QUEIMAR toneladas de café, seu principal produto de exportação, porque ninguém comprava mais lá fora…
    Tragédia, a mãe natureza faz seleção natural… mas o pior inimigo é o homem e suas políticas…
    Ahhhh, ia me esquecendo: o Japão recebeu dinheiro do FMI para se reerguer, sabe o que fizeram? Devolveram o que sobrou… No Rio de Janeiro, os milhões repassados pras cidades foram investidos em…. não sei, piscinas em condomínios de luxo? porque tem montes de entulho que nem mexeram ainda desde aquela tragédia a 2 anos…
    E depois os sobrevivencialistas como nós não sabemos o que estamos fazendo…

    Até mais…

    • Diego,

      Sempre brinco (pois não vale a pena se irritar) que a vida de sobrevivencialista é difícil. Somos ridicularizados por pessoas que sabemos que serão as primeiras a bater em nossa porta quando passarem por um aperto, somos considerados como doidos de pedra por armazenar comida e aprender práticas de sobrevivência. Novamente entramos na questão da tecnologia, que por estar tão acessível e tão fácil, zomba das práticas primitivas. Sabemos do que você fala, porém cada qual no seu nível de maturidade e concepção da realidade… temos esperança que em algum momento estes mudem e compreendam o real teor do que transmitimos.

      Abraços.

      • Diego Ferreira da Silva

        Julio, to devendo aquele e-mail, amanhã te passo, ok?!?!

        abraços

      • Fica tranquilo Diego, não precisa se desesperar! rsrs

        Abraços.

    • Quando eu era criança morria de medo quando passava no Fantástico reportagem sobre o ano 2000 e fim do mundo….hehehe…perdi muitas noites de sono por causa dessa praga…..

      2000 passou, e 2012 também….. mas é bom pra galera se preocupar e se preparar para coisas reais, como enchentes….

  • Anderson Mendes

    A idéia de que vivemos momentos apocalipticos não é uma opinião isolada, senão difusa, entre varias tradições, inclusve a cristã, que citei porque a maioria da sociedade é cristã e Jessus é considerado por homens de todas as religiões, como expoente humano. Assim, preparai-vos! Acho que desde já por motivos que vão além do religioso, cultivar o humanismo, o autroísmo, e a responsabilidade social como ferramentas de transformação do nosso mundo que começa com a transformação de nós mesmos! Paz!

  • Essa profecia maia é coisa de um fanático hippie, já foi explicado no Discovery.
    As opções de catástrofes naturais são muitas mas é muito difícil determinar o que realmente vai acontecer e muito menos quando vai acontecer, mas uma coisa é fato, o aquecimento global traz e trará mais ainda chuvas torrenciais, secas insuportáveis e nevascas terríveis; e mesmo que todas as nações resolvam agora se unir no propósito ecológico e façam alguma coisa nós só começaríamos a ver resultados daqui a 20 anos. Nesse tempo teremos que suportar chuvas, secas, nevascas e furacões muito mais fortes que sempre tivemos.
    O que realmente me preocupa é a crise econômica principalmente na Europa, a história mostra que a recessão é a oportunidade dos ditadores e facistas ocuparem o poder, assim como foi com Hitler. E se alguém assim ocupar o poder num país europeu pode ocorrer um conflito que pode tomar proporções globais. Alguns podem estar pensando “pode mas não vai acontecer” mas no período que antecedeu a segunda guerra muitos não acreditavam que Hitler iniciaria uma guerra, nem que ele invadiria a França e os países baixos.
    Outra preocupação é a crise nuclear iraniana e o impasse entre a Otan e a Rússia. Os EUA e a Inglaterra já retiraram as tropas do Iraque, bom sinal por um lado e mau por outro, eles não poderiam manter 3 fronts (Iraque, Afeganistão e Iran) então ficam com dois (Afeganistão e Iran), o premier israelense já declarou que um ataque ao Iran não está descartado e o Iran é um dos grandes produtores de petróleo. No Iraque o petróleo já tá nas mãos de empresas americanas e inglesas agora falta o Iran.
    Devemos nos preocupar não com catástrofes mas com a possibilidade de um conflito regional se tornar uma guerra mundial, devemos ter sempre elaborado um plano de sobrevivência e racionamento em casa e um plano de evasão para o mato em caso extremo de conflito civil. Eu sempre tenho diariamente meu kit EDC, em casa meu kit de sobrevivência e minha mochila de fuga, e 3 planos de evasão para a natureza (ficando bem isolados da civilização) que eu e minha esposa podemos atingir inclusive sem precisar de veículos.

    • Magnus,

      Creio que não precisamos nos preocupar tanto com as políticas externas, visto que nosso país está em maus lençóis já faz certo tempo. O descontentamento da população uma hora vai acabar eclodindo em forma de revolta em algum momento e isso com certeza vai desestabilizar todas esferas de nossa vida.

      Sempre pensamos que este é um cenário muito “surreal” e que está longe de nossa realidade, mas isso não passa de uma forma de negação dos fatos que estão à nossa frente. Fico feliz em saber que temos mais pessoas tendo a mentalidade de se preparar.

      Abraços!

      • É isso aí Julio, por isso que tenho tudo preparado, afinal uma guerra mundial provavelmente só nos afetaria economicamente, mas num conflito civil teríamos que nos refugiar em algum lugar porque seria dentro do nosso país, e como você disse uma hora o povo brasileiro vai se cansar e um revolta vai estourar, e acho que não falta muito pra isso. Creio que muitas pessoas já estão enxergando isso e pensam em se preparar.

  • Rafael Fry Lopez

    Mais uma coisa, vocês já viram que as leis brasileiras cada vez mais sufocam o cidadão honesto e favorecem o marginal ? Entrei na área de segurança pública a quase 3 anos e estou pensando seriamente em pedir baixa nesse próximo ano pois não concordo com a forma que a segurança pública está sendo “brincada” no Brasil, a revolta em nosso meio piorou com a reforma no código de processo penal que aliviou bruscamente as penas de dezenas de crimes considerados não hediondos e de baixa periculosidade, e isso colocou e vai colocar mais de 100 mil meliantes nas ruas, sem contar o bolsa preso ( auxilio reclusão) que subiu 60% em 4 anos, o “Bolsa crack” de 900 reais e ainda por cima ter que ver meia dúzia de vermes escrotos e parasitas querendo propor uma nova campanha e uma mudança no estatuto do desarmamento restringindo por total o porte de armas no Brasil ( Seria medo de tomar um tiro na cara de um cidadão revoltado ao sair da sua casa segura comprada e montada com dinheiro sujo ? ) Vocês não acham que o Brasil já tem leis que favorecem de mais os “nossos” bandidos ? Ainda por cima tirar a única forma de defesa do cidadão que tem condições de comprar uma arma de fogo legalizada ? Sinceramente.. eu estou desanimado com os rumos que a segurança do nosso país está tomando, eu não vou dizer a vocês para saírem e ir na primeira boca de fumo comprar qualquer arma para “se defender” pois isso seria burrice e colocaria você e sua família em risco, mas aqueles que tem condições de comprar uma arma de fogo legal, fazer todos os testes, pericias e treinamentos exigidos pela policia federal, registrar, conseguir CR ou o porte dessa arma, seria interessante pois vocês vão precisar mais breve do que imaginam, se esqueceram de 2006 quando o crime organizado mostrou quem realmente pode mandar nesse país de merda que vivemos ? Quantos colegas de profissão não perderam a vida e se feriram na época desses ataques ? e a proposta do verde do José Sarney é que até policiais fora de turno andem desarmados, então meus amigos, se preparem, pois esse ano a coisa promete e não é pra melhor.

  • Rafael Fry Lopez

    Bom… problemas financeiros, alagamentos, desastres naturais, problemas com a saúde, guerras sempre existiram dês da época primitiva, porem com a evolução dos meios de comunicação e a acessibilidade do meio virtual, as informações são mais divulgadas, e lógico com o crescimento da população humana as coisas tendem a aumentar de tamanho, então acredito que sem ladainha de zumbis ( até por que nossos usuários de crack já são praticamente zumbis ), de acabar o mundo em 2012, um colapso a médio e longo prazo não me parece algo tão irreal, hoje vivemos um colapso, digamos controlado, onde a mídia esconde as verdadeiras informações do povo, um país onde você trabalha 5 meses só para pagar impostos de nível de países de primeiro mundo e recebe serviços públicos como os da etiópia, se isso não for um colapso que está sugando a população Brasileira eu não sei o que é, sem contar o resto do mundo, só falando de nós, então o tema de 2012 está sendo usado igual do ano 2000, a mídia achou um nicho lucrativo pra prender a atenção dos bocós e pregando uma profecia de um povo que nem provas concretas se tem a respeito de 2012 apenas uma vaga menção em um pedaço de pedra, um povo que se deixou ser escravizado e acabou com sua própria população por falta de planejamento e esgotamento de recursos naturais na instalação de suas cidades, bom não seria inteligente ouvir o que um povo com essas características teoricamente “preverão”, mas cada um viaja na maionese que quer né ? então é isso, se eu acreditasse que esse ano fosse ser melhor do que o outro, eu até desejaria a vocês um “Feliz 2012” mas prefiro comemorar a moda mais realista, Um brinde a mais um ano Idiota!

  • feliz ano novo pra todos!!!
    E verdade,temos que parar de pensar em zumbis e olharmos para o lado,todos os dias aparecem ¨coisas¨novas,crises economicas,violencia,caos na saude,desastres naturais,entao precisamos mais e mais aprender de tudo um pouco,mas com fe em Deus vamos ficar todos bem!!!

    • Anderson Mendes

      Feliz Ano Novo!!!

      Gostaria de deixar minha simples opinião sobre as perspectivas para o futuro e espero poder contribuir com a discussão de alguma forma.
      Não sou catastrofista, nem acredito em pré determinismo na vida. Creio que somos resultado de nós mesmo, de que nosso comportamento gera cosequências para o futuro. Assim, somos responsáveis por nosso destino individual e coletivo.
      Quanto a profecias creio que as que foram feitas por Jesus, condensadas e reveladas no Apocalipse de João, estas tem o intuito de alertar para que mudemos a rota das coisas e as evitemos!
      Se não fosse assim não teria sentido que O Rabi da Galléia as tivesse revelado, visto que Ele sempre aconselhou a não nos preocuparmos demasiadamente com o futuro. Especialmente se este futuro não dependesse de nós. Seguindo este raciocínio, se Ele as revelou era que tinha esperança de que as evitassemos, ou pelo menos as provas mais duras.
      Não será o fim do mundo, mas o início de uma era de muito trabalho que necessitará que os bons se unam para preservar a civilização.
      No entanto, não sabemos se conseguiremos causar alterações no curso da história humana e natural do planeta. Se já não é tarde, por exemplo, intervir nas mudanças climáticas que já presenciamos em nossas vidas. Mas podemos induzir mudanças de comportamento através da mudança de nossas atitudes. Esta não é somente a melhor maneira de mudar o comportamento dos outros. É a única.
      Mudanças na maneira de consumir bens e dispor dos residuos, repartir bens e, principalmente mudança no paradigma de competição/ predação, para cooperação/ conservação.
      Passo a uma desprentensiosa análise da conjuntura mundial atual:
      1- Chama a atenção os problemas economicos na Europa, que se não resolver a crise do Euro, levará a que os paises voltem a fazer sua moeda própria. Assim teremos um marco alemão super valorizado e uma moeda grega, portuguesa e espnhola fracas. Os alemães sem ter para quem vender e os outros sem posses para comprar! Isto levaria a uma recessão profunda, talvez pior do que a de 29.
      Com isso, fome, miséria, desemprego e eleições de demagogos, aspirantes a napoleõezinhos ou hitlerzinhos! Estes no poder, diriam que a culpa de toda a crise é do vizinho, dos imigrantes e veremos corrida armamentista que acabará em 20 anos, no máximo, em nova guerra.
      2-Somemos a isso, o recrudescimento das tensõea da guerra fria entre OTAN e Russia, pela implementação de rede de misseis de defesa no leste europeu, quintal dos russos, que são detentores de extenso armamento nuclear!
      3- Ameaça, tida pelos americanos, como bem provavel, de uma explosão de uma bomba nuclear em uma grande cidade americana, isto é, A grande abominação dos Evangelhos Apocalípticos. Bomba feita por terrorristas de “pequena” carga, chamada de bomba suja, e que tem o principal objetivo gerar radiação para forçar o abandono da cidade atiingida e seus arredores. Se isto ocorrer na capital do mundo financeiro, Nova York, causaria colapso da economia mundial e deflagração de Terceira Guerra.
      Caminhando assim, o Hemisfério norte ficaria inabitável por pelo menos 1000 anos. Logo os sobreviventes, iniciariam uma invasão armada do sul, America do Sul, incluindo Brasil, Africa do Sul e Australia. Enfim, um derramamento de sangue inimaginavel.
      4- Alterações climáticas que se não totalmente causadas pelo homem, encontra na ação deste, na produção de poluição e gases estufa, podem levar ao degelo das calotas polares e elevação dos níveis dos oceanos, com inundações da faixa litorânea. Além disso, o aumento da temperatura dos oceanos levaria a aumento das áreas globais sujeitas a furacão como no Brasil.Ainda alterações nas correntes oceanicas que afetariam clima em terra, como as exemplificadas no filme “Um dia após amanhã”, que mesmo não tão dramáticas poderiam levar a extremas secas nas areas das pradarias da America do Norte, que levariam a fome generalizada e “fluxos migratórios” para outras áreas do globo.
      Bom o potencial para crise é como vemos, quase ilimitado! Não abodamos as ameaças espaciais como colisões da Terra com asteróides, cometas, nem as ameaças de super vulcões como das Canáris e de Yellowstone. Todas de consequências mundiais!
      Trabalhemos só com que podemos interferir, pelo menos minimamente!
      Urge , então, investimentos em segurança, rede de informações internacional, rede de ajuda internacional financeira para ajudar os países endividados, instituição universal de responsabilidade fiscal por parte dos governos e cidadãos, fiscalização rigorosa dos investimentos dos bancos, transparencia na gestão da coisa pública e eliminação das armas de destruição em massa, participação popular na política regional, nacional e mundial, mudança da matriz.energética… Enfim, uma mudança mundial de paradigma, que realisticamente, só faremos se nossa sobrevivência estiver visivelmente em risco.
      Podemos e devemos estimular a reflexição de atitudes, conhecimento. Devemos nos preparar para o pior, e orarmos, sim orarmos para o melhor. Ora – ação. Hora de ação . Reza que ilumina a razão e ação que coroa a intuição.

  • Começaram bem o ano, ótimo post realmente o clima de felicidade é momentâneo, esperamos que 2012 seja um ano de mudanças positivas que as pessoas comecem a tomar atitudes positivas para mudar o mundo mais sabemos que isso não é fácil e somente os preparados continuaram sua caminhada.

    Feliz 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s