Sobrecast 61: Armazenou comida? Um dia ela acaba… E aí?

De nada adianta armazenar comida se você não tem a menor ideia de como produzir mais, não é? Hoje vamos conversar sobre formas de armazenamentos e também maneiras interessantes de cultivar plantas e criar animais.

Pedimos desculpa pela qualidade inferior de áudio. Estamos em processo de mudança de equipamentos para deixar o sistema ainda melhor.

Quais as suas opiniões sobre produção de alimentos? É viável conseguir produzir comida mesmo em ambientes urbanos?

Até.

Anúncios

29 Comentários

  • armazenar comida para quem mora na cidade eh uma solucao provisorio… O importante eh sair da cidade para a area rural que tem producao de alimentos…

  • Alexandre André Stefanini

    Estou tentando assistir pelo youtube, mas a informação lá é que os vídeos foram excluídos. Onde encontro a gravação desse sobrecast?

  • Cara Renata, PARABÉNS!!!
    Em poucas palavras descreveu a mediocridade de forma absoluta! Seus exemplos entre aspas foram supinamente explicativos!
    Eessa obra sua eu transcrevo: “As partes que desconheço, pesquiso para entender seu ponto de vista.” E só quem ganha é vc, pois entender a opinião alheia é a unica real forma de triangular informações e chegar a entendimentos que NUNCA são disseminados pela turma do status quo, se o fizessem já teriam sido varridos do mapa!
    Com relação às fêmeas serem absolutamente dominantes depende da triangulação chegar a esse entendimento!
    Observe que toda a sociedade é misógina, o próprio “salvador” é filho de estupro, ou acha mesmo que uma menina virgem aceita ser assaltada por um homem adulto mesmo prometida e diz amém enquanto é possuída? Mas como todo estuprador, o tal deus diz que ela quis, foi sexo consentido! Só isso nos mostra que mulheres são não só sequestradas em seus úteros, mas são estupradas em seus direitos! E até os óvulos são!
    Assim, não há como vc achar fonte do que afirmo em livros ordinários, somente nos estigmatizados, proibidos ou sabotados!
    Mas vou triangular a coisa para que entenda, depois te cito livros pertinentes ao assunto.
    Tdo organismo unicelular é fêmea, e por que? Porque tem o código genético INTEIRO, com dois Xs, só isso abarca mais de 90% de todos os seres vivos.
    Mais, os animais assexuados são fêmeas, de novo são completos geneticamente em si mesmos! Observo que macho não existe por si, ele nunca foi o yang antagônico do Yn, ele é apenas uma fêmea mutante (isso é analise minha), pois é muito custoso gerar e algumas fêmeas desenvolveram um mecanismo parasita, inseminavam seus códigos genéticos em outras para que essas outras gerassem seus filhotes, como um cuco, uma maria sem vergonha, que põe os ovos nos ninhos alheios condendo os outros a criarem seus filhotes.
    O óvulo é aploide, assim é fundamental a ligação de dois óvulos antagônicos para se gerar partenogeneticamente, ou seja parir a si própria (os escorpiões amarelos – tytius serrulatus – fazem isso, e um monte de outras animais o fazem, mas a ciência misógina NEGA na maioria das vezes, como é o caso do dragão de komodo, que os misóginos insistem em dizer que a fêema só pare partenogeneticamente machos e é MENTIRA), a razão disso é a degradação genética (telomerases e outras questões), assim se divide em partes iguais se garante que todos os ovos não estão na mesma cesta. Com esse mecanismo fica possível o partilhamento genético, comum em um monte de animais FÊMEAS, os caracois são exemplos clássicos, podem tanto parir por si como partilahdno geneticamente e apenas em uma análise poética, a comunhão entre dois caracois (monovalves) se parece muito com labios vaginais se envolvendo! Elas se fundem em um abraço absoluto!
    Só nessa tacada, de moluscos, protozoários e unicelulares temos mais de 95% de todo reino animal e mais de 80 do vegetal, a sexualidade vegetal é uma analogia tosca para alavancar a falocracia e não vale realmente, pois sexo é VIOLAÇÃO e plantas não violam plantas como mulheres não violam mulheres e por isso afirmo que entre mulheres há carinhos mas nunca sexo, e por conta disso não existe “homossexualismo” feminino! E se observarmos que artrópodes são descobertos centenas por ano, se percebe que não temos dados suficientes para analisar esses seres e como regra são naturalmente fêmeas, e machos como opção de partilha genética.
    Voltando ao gene, o gene masculino é menor e incompleto, tem um cateto, a perna do Y contra duas hipotenusas da fêmea nas pernas do X, assim ele é no mínimo 12,5% menor e ineficaz, só isso mostra que não há nenhuma lógica na proposta de que o macho é contraponto da fêmea! Isso é falacia misogenica falocrática!
    Assim te provo que a fêmea é talvez até mais que 99% de todos os seres vivos.
    Mas leituras podem te dar um entendimento mais amplo da feminilidade não a propalada pela mídia, mas uma obnubilada pela mídia. Leia os Livros de Carlos Castañeda (leia na sequencia, sem se perder em tolices de dementes que leem sem entender bulufas e vão catar cogumelo achando que só isso faz alguma diferença), Taisha Abelar (A travessia das Feiticeiras) e de Florinda Donner (Sonhos Lúcidos – A bruxa e a Arte de Sonhar – Shabono), essas leituras são paradigmáticas, e se lidas por pessoas fracas são até nocivas. O livro da Taisha é fantástico para a feminilidade e tão perigoso para a falocracia que é dífícil de achar!
    Essas leituras são para MULHERES e valem também para HOMENS, mas de forma alguma para omens!
    Tenho mais sugestões, mas sem assoberbar vale começar por essas mágicas leituras, só elas farão uma diferença que só lendo para entender.
    Muito obrigado pelas palavras de apoio e mais uma vez agradeçamos ao Lobo que permite que eu circule na alcateia dele soltando os demônios sem ser importunado, o cara tem coragem! 😆

  • A ora pro nobis, considerada a carne dos pobres pelo seu alto teor de proteína é muito fácil de cultivar como cerca viva em cidades. Consigo aqui no meu terreno, com pouco espaço produzir dezenas de abóboras, planto couve, alface, maracujá e tomate, além de ter galinhas Embrapa 51 que produzem muitos ovos e comem os restos destes vegetais.
    Não é desculpa a falta de tempo, pois trabalho fora e consigo conciliar tranquilamente com os afazeres da horta.

    • Essa oro pro nobis não sei se tenho… mas vou conseguir. Tb tenho uma horta, que anda meio abandonada, pois tenho uma obra que anda consumindo meu tempo extra e paciência.
      Ter uma horta é terapêutico! Só não tenho criação e estou querendo umas codornas. Aproveitar a “mariazinha”, leituga, caruru, belodoegra, etc que nasce espontaneamente aqui.

      • Max, você tem a felicidade de morar no Rio Grande do Sul, estado vasto e com muitas oportunidades de conseguir uma chácara com um baixo custo, sei que é seu plano para um futuro próximo. Seu conceito sobre os valores é muto próximo do meu, poderíamos até criar um grupo para trocar experiências com mais frequência. Aprecio também o pensamento do Vapera, apesar de não concordar com alguns extremos.

    • Sim, moro no litoral gaúcho, havendo possibilidade para diversas plantações, além de criação de gado, ovinos e acesso à pesca total à pesca, seja no mar, rios ou na lagoa.
      Os verões são muito quentes e os invernos muito chuvosos ou muito frio (geadas).
      Qto ao valor das terras, propriedades com 5 hectares, com benfeitorias próximos à rodovia federal custam uns 150\200 mi, dependendo das benfeitorias. Não sei se é barato… Uns 50 km daqui, na região de morros, por esse valor se compra boas propriedades com centenas de pessegueiros produzindo…
      Extremismos sempre são nocivos, mas é bom ouvir um “ponto de vista” bem diverso do senso comum. A cultura, a mídia, ensino, família, etc moldam nossos pensamentos inevitavelmente. Sem a percebermos ou para não nos incompatibilizarmos com nosso grupo acabamos repetindo conceitos automaticamente.

      • Por um terreno produtivo e com casa para morar, com certeza é um bom preço. Moro no DF atualmente, mas meus pais são gaúchos e morei durante muito tempo no Paraná, com certeza voltarei a residir no sul do país e o Estado será o Rio Grande. Tomara que eu já não esteja muito velho, heheh.

    • Claro, esses valores são de propriedades próximas à cidade ou distritos. Contam até com linha de ônibus 2 x ao dia. Mas, como vc deve saber, mais próximo de centros urbanos, mais perto da violência. Criação de gado bovino ou ovino corre risco de ataque de abigeatários.
      Tenho preferência por um lugar com acesso à lagoas, mar ou rio. Enfim, poder pescar e usar um barco – que acho meio mais eficiente de evasão em caso de emergência.
      Mas se vc gosta do sul, deve gostar muito do frio tb! kkkk Agora mesmo deve estar uns 5 ou 6 graus!

      • Opa, em julho vou aí curtir esse friozinho, rsrs.

  • Em relação à horta, geralmente pensamos em alface, couve, espinafre, beterrabas, etc. São cultivos com valor comercial, mas para o sobrevivencialista, abrir o leque de oportunidades de recursos é imprescindível.
    Aí que entram as PANCs – plantas alimentícias não convencionais. São aquelas que chamamos de “mato” e são capinadas das hortas pq não tem valor comercial nem sabemos de seu potencial.
    Caruru, beldroega, trevo, tansagem, menstruz, etc podem ser consumidas. Aqui tb tenho uma espécie de tomatinho (cereja) que se alastra sozinho. Assim, mesmo que não haja tempo ou interesse de cuidar de uma horta – que exige muito atenção -, deixar o “mato” apenas crescer ou reconhecer uma PANC em um terreno abandonado, ja vai ser um meio de conseguir alimentos sem muito esforço.

    • Prezado Max, mandou muito bem!
      Acrescento que não só pequenas ervas estão dentro desse conceito PANCs, pois o que não falta são frutinhas de arbustos fantásticas e que são dizimadas pelas agendas monocultuirais dos latifundiários! A uvaia, a grumixama, a pitomba, o abiu, a tuna e várias outras que até esqueço de citar, são frutas todas naturais da terra, mas substituidas e disimadas pelas comerciais em boa parte alienígenas, a própria jaboticaba branca foi extinta!
      Só o abiu me intriga ser tão sabotado, pois é gorducho, doce para caramba e mesmo assim não pega comercialmente! No resto, frutas pequenas parecem gerar um certo ranço na galera, a pitanga que é fantástica e é um tremendo remédio, assim como a amora é ignorada e é uma delícia, nasce fácil e tudo o mais. Ciriguela é algo fabuloso e é ignorada, e olha que o pé frágil se quebra a toa mas nasce como aipim e várias outras plantas, enraiza rapidamente quando cai quebrado!
      Mas a agenda é de dizimação, destruição, é a agenda alavancada pelo pecuarista, matador, destruidor por excelência, é o desgraçado que mata zilhares de árvores, para alimentar o contrabando de madeira, queima o resto (exatamente essas frutinhas) e depois enche de vaca para cafetinar! E claro, disseminar a morte aos quatro cantos do mundo!
      Essa é a agenda de deus, basta ler o pentateuco para termos noção dessa agenda, tanto é que a frase de agrado a deus é: Fazer holocausto (sacrifício de fogo) para agradar a deus, aquele que gosta do cheiro e aspecto de carne queimada! Só essa “pérola” já mostra sob o jugo de quem a humanidade caiu presa!
      Fica patente que foi a religião que tornou o ser humano cadavorista e não papo de glaciação, basta observar q eua vida média de um inuit é de menos de 50 anos, só isso mostra o quão nefasto é defunto para nossa fisiologia!
      E mais, a vaca louca, que ficou famosa há alguns anos é resultado de ração com defunto para o gado! O gado confinado, sedentário ingerindo cadaver de ovelhas, se infectou com prions e esse esponjizou o cérebro das vacas! Da mesma forma, como Voltaire disse, o humano também ficou louco com o cérebro esponjizado, e a prova total é que o hábito de ingestão de cadaver completamente contemporâneo, o QI cai e vai cair mais, e todos cadavez serão mais dependentes dos smarts em seus fones, poiis não haverá mais smarts!

      O homem do campo só matava a galinha quando ela estva velha para por ovo, só matava a vaca quando ela estava velha para parir ou dar leite, e as próspias culturas animais eram menores, não latifundios campos de concentração e extermínio! Mas o acumulo urbano garantiu as fazendas de matança, o homem do campo virou o policial, o matador, o que faz o serviço sujo para satirfazer as frivolidades urbanas e sádicas, afinal o confinamento sempre gera violência, vide frangos de granja e as codornas, todos confinados são DEBICADOS, pois começam a se atacar uns aos outros!
      Ou seja, o humano é a MESMA COISA, ANIMAL DE GRANJA!
      E são igualmente debicados em agendas de desarmamento!
      E igualmente dementes e violentos, pela clausura irracional, antinatural castradora!
      Será que essa analogia que fiz não é suficiente para que as pessoas entendam o que está contecendo com a humanidade?
      Até a inseminação artificial está virando moda! E não é o mais forte o alfa que é perpetuado, é o frouxo, o covarde, o impotente, o promiscuo, o safado corrupto, pois essas características doentias são as predominantes dos businessmen, dos hiupy, dos empresarios, dos arrogantes e prepotentes com seus dinheiros e pasteurizados em suas saudes! Afinal a mulherada sequestrada em uma sociedade misógina acaba se abrindo para o playboy endinheirado, afinal dinheiro em uma sociedade doente é medida de competencia! E aconsequencia ´pe que tanto elas degeneradas são incapazes de parir, como mesmo capázes seus óvulos se recusam a aceitar espermatozoide ordinário e o resultado é estupro de óvulo para gerar os rebentos de viagreiros para arrebentar mais ainda o mundo!
      É por conta desse entendimento analógico que bato na tecla do combate ao cadavorismo, uma pratica perversa não só com os animais, mais sobretudo com a CIVILIZAÇÃO!
      resgatemos as frtutas silvestres e resgataremos o ser humano, o SOBREVIVENCIALISTA!
      Agradeço a atenção
      Obrigado

      • Imagino 8 bilhões de pessoas vivendo no meio do mato disputando frutinhas silvestres com outros animais.

      • Quando nos alimentamos, utilizamos roupas, calçados, meios de transportes, internet, etc. Estamos fomentando a degradação do meio ambiente todo momento. Se você já utilizou um livro, caderno, lápis… já sentou em uma cadeira ou dormiu em uma cama…. então você já participou da derrubada de árvores certo!.

      • Caro Neo, é fundamental entender que só existem 8 bi de debeis mentais porque não existe seleção feminina, elas sabotadas, sem direito sequer sobre seus úteros que pertencem a leis de “omens” são obrigadas a gestar o que há de mais abjeto, vide a fecolatria batendo à porta das famílias! E se buraco de fezes emula vagina, evidentemente as vaginas estão emulando buraco de fezes!
        Assim, em um mundo arborícola, só comem os mais fortes, os mais fracos são recursos dos adversários, servem de repasto para o felino, o ofídio, a harpia ou qualquer outro que se alimenta de carne, os fortes são sempre preservados pelas p´roprias circunstâncias!
        Entendido isso, basta tentar subir em uma árvore, se não conseguir, fique forte, pois está fraco, no patamar de repasto do inimigo!
        Subir em árvores é exercício de macho de verdade, pois lá em cima temos só duas opções, ou poupamos e respiramos ótimo, ou caimos nos erborrachando no chão, morrendo da forma que morre o fraco.
        Não é academia onde todos podem ver seus músculos e suas caras e bocas crendo que estão se fortalecendo, nas árvores não existem espelhos, existem até espinhos, bichos e tudo o mais, ou seja temos que ficar atentos em nossos movimentos, é como andar descalso! Quem anda de tenis tem pé de moça e quando anda descalso arregaça o pé, pois não está constumado a ter a atenção onde pisa.
        Como mostro já ensinei alguns exercícios fundamentais para sermos fortes, andar descalso, subir em árvores e tomar banho frio, só com esses três exercicios ficamos diferenciados, temos que ter força de vontade, pois banho frio não é para meninos, temos que ter atenção no ambiente, pois senão danificamos nossa base ou caimos de árvores.
        Com relação à minha culpa em desmatamento, eu faço o que posso para me diferenciar, ainda uso papel, mas sei reciclá-lo e bem, uso até sachê de chá já usado como fonte de combustível substituindo chumaço de algodão com parafina, busco alimento CRU, pois a cocção além de detonar os nutrientes garante mais queimas. Como só vegetais, ou seja, a maior causa de desmatamento que é a PECUÁRIA eu não participo!
        Assim, entendo que o cinismo além de ser um argumento pueril não acrescenta nada, sou obrigado a escrever sem saber se o inquiridor a quem respondi terá inteligência ou até paciência para ler minha resposta! Vale porque busco SEMPRE agregar valor e respondo buscando ensinar algo em vez de me perder com cinismos que bem merecem o sarcasmo!
        Em tempo, os maiores destruidores são industrias, se consumimos de forma espartana reduzimos a destruição de industrias.
        Jogue fora a TV que só te prejudica e compre livros, pois a quantidade de destruição de um livro é infinitamente menor que a de uma TV, TV detona montanhas de minérios, e todos os biomas dessas montanhas, detonam florestas inteiras com hidroelétricas (leia sobre motor stirling e perendev), destróem matas e oceanos com o petróleo a até civlizações em nome da guerra do óleo de pedra e o mais importante, a TV detona a inteligência permitindo que as respostas ou perguntas mais rasas sejam alavancadas a algo louvável, ou seja, TV gera videotas e nada acrescentam a não ser para a agenda fecalopata e essa agenda aquilata e transforma o ser humano em m…da!
        Agradeço a atenção
        Obrigado

    • Vale observar que o único humano carnívoro são os inuits, que comem carne crua, e mais, quando caçam focas ou outro animal, abrem o corpo do bicho na mesma hora para comer o fígado ainda vivo, pois eles não tem fonte de acido ascórbico, a vitamina C e por conta disso a fonte é o fígado ainda vivo de animais.
      E pagam o preço da vida curta por conta do modus vivendi! Só que eles não tem escolha, pois no ártico não existe vegetação, aliás, sequer existe terra, é tudo gelo!
      Mas aqui no brasil que mesmo sem plantar tudo dá????
      É muito sadismo disseminar a dor e sofrimento para quem nunca fez mal para ninguém.
      Se querem matar para saciar qualquer vontade mórbida, que o façam nos políticos, nos juizes semideuses, nos presidentes desmanteladores da nação, nos barnabés parasitas do estado, e sobretudo nos que fazem leis de engessamento de nossas vidas!
      Mas não em animais que nada nos fazem!
      E mais, se querem comer defunto, deveriam ter um mínimo de hombridade e fazer o serviço sujo, ou seja, caçar, matar, escalpelar, e aí, sim tirar onde de bicho bravo, mas comer o bicho que o diabo matou é covardia, é o mesmo que esperar que assassinos matem os agressores desesperados sem sequer se colocarem primeiro nas sandalias dos desesperados para saber se fariam igual!
      Cuidem da Terra, plantem, sintam carinho e consideração pelo pézinho que nasce, pela planta que brota nos dando alimento sem cobrar nada além de um cuidado decente, ou mais, sem cobrar nada além de ser mantida em paz!
      Quem planta morte colhe morte, quem planta vida colhe vida.
      Somos o que comemos, aliás, somos o que ingerimos! Se queremos viver, devemos comer vida, se queremos morrer, então comemos morte!
      Os farmafioso, os médicos, e as agendas de castração da velha nova ordem mundial agradecem!
      Mas a Mãe Terra chora pela destruição de seu poder de vida.
      Tanto é que as mulheres são sequestradas até em seus ueros, pois elas representam a Mãe geradora e não o pai explorador, o deus!
      Se há alguma dúvida penssem o seguinte: Se mais de 95% de todos os seres vivos são fêmeas e não sexuados, por que maldita razão a divindade seria deus pai e não deusa Mãe??
      Em nome da Mãe, da Filha e da Espirita Santa!!

      • Prezado Vapera, a pecuária (bovinos, ovinos, suínos e avícola) creio ser a indústria mais nefasta que surgiu no mundo. Mais até que a indústria da guerra (até pq é a causa de muitas guerras e genocídios). Já os ingleses, ao colonizar a América do Norte, se depararam com enormes pastagens. Introduziram o gado, mas os ruminantes nativos (bisontes) precisavam ser exterminados para dar lugar ao novo invasor (bovinos). E foram qse extintos e, para tal, os ingleses precisaram exterminar os indígenas. Não bastou invadir a terra dos nativos, mas exterminar os indesejáveis bisontes, a fonte de sustento dos indígenas, e este seria o golpe fatal. Li uma vez que os nativos ficavam aterrorizados ao ver centenas de bisontes mortos sem o couro, mas a carne apodrecia a céu aberto. Os nativos caçavam o suficiente para comer, aproveitavam o couro e ossos para vestuário, abrigo, armas e utensílios.
        Aqui no nosso país não é diferente. Qdo viajo pelas nossas estradas e vejo esse “descampado” todo, às x sem ver uma vaquinha pastando… ou nas imagens por satélite, a pouca floresta natural que nos resta, é de amargar a alma. Não é um sentimento piegas, afinal, destruir biomas completos, sem saber, ao menos o que foi exterminado é absurdo! Hoje sabemos que determinadas árvores e plantas dependem exclusivamente de determinadas espécies de insetos (formigas, vespas, abelhas). Plantas alimentícias e medicinais são extintas sem preocupação.
        Qto ao abate, chego a me indignar qdo alguém que come carne diz que não tem coragem de matar para comer, ou nos programas de tv (para idiotizar o povo), alguém precisa matar uma galinha e desabam a chorar, ficam deprimidos…. Isso se chama hipocrisia!
        Não sou vegetariano! Mas evito o excesso de carne, prefiro os peixes e acho que o certo seria incluir insetos na dieta humana, como o tenébrio. Exigem muito pouco espaço, menos ração e o aproveitamento de proteínas supera a carne vermelha, por exemplo. Vi em certas comunidades africanas onde a população come as lagartas que atacam a plantação deles!
        Aliás, exportar carne é exportar energia e recursos. Pois o gado exige muito pasto e insumos, incluindo muita água. Por isso os países como a Rússia e outros, adoram nossa carne “in natura”. Não é só a carne em si, mas todo os recursos que são usados na produção dela que são vendidos a preço vil.
        Sim, a religião que nasceu no deserto (judaica\cristã\islâmica) é pró “carnicultura”. Caim, um produtor de cerais e frutas, matou Abel, o criador de ovelhas, por inveja – já que “deus” se agradou da oferta do gado em sacrifício. É a supremacia do criador de gado sobre o agricultor!
        Qto a sua abordagem sobre “machos alfas”, faz tempo que comentei com colegas sobre a poligamia ser uma opção a analisar… Afinal, se casar homem com homem é certo (e se querem, tudo bem), pq a poligamia seria tão errada? Afinal, era a regra entre os primeiros hebreus, em dinastias como a chinesa e no islâ (além dos mórmons americanos em certos Estados). Mas a poligamia, no Islã, só é aceita se o marido puder sustentar suas esposas. Ou seja, não é coisa para frouxos… acredito que a ideia é que os “machos alfa”, a que vc se refere, possam ter mais esposas e delas gerar uma vasta prole de qualidade, faltando mulheres para os homens menos “capacitados”. Quem sabe a ideia não era essa?
        Só completando: Tenho uma bela amoreira na frente de casa e um pé de pitanga pequeno, mas já frutificou…acho que no fim do ano será maior a colheita!
        Até mais.

      • Prezado Max, sempre gostei do RGS, é um estado com mais cultura que a imensa maioria, e vc não foge à regra!
        Só discordo de ti na análise que faz do Cain, ela é uma falácia incoerente, e a razão é banal, vegetarianos, plantandores não são assassinos e muito menos invejosos, para começar são melhor equipados, têm mais saúde e dessa forma são mais seguros de si, ademais, venerar deus é pederastia enrustida, pois ajoelhar para macho implica em ficar face a face com o falo do outro, só isso já mostra que a proposta judaicocristãmaometana é PEDERASTA por excelência!
        Macho só se ajoelha para fêmea, só isso já nos mostra que a proposta bíblica é no mínimo misógina! Assim fica insustentável a alegação de que Cain matou Abel por inveja!
        Observe que um plantador sabe bem que frutas são as vaginas das plantas, são deliciosas exatamente como vaginas para perpetuar a espécie, e carregam em seus “ventres” a semente árvore! O agricultor ama a Terra, e a Terra é FÊMEA, as árvores são fêmeas, embora a misoginia acadêmica diga que plantas tem machos e fêmeas, isso não existe, o próprio mamão macho não é macho, é uma variação de metodologia de partilhamento genético, e se fosse macho, mesmo assim não se come!

        Qu8al o sentido de alguém melhor aparelhado matar alguém? Sob ameaça!
        Observe que em deuteronômio, levítico, e números, deus o tempo todo diz que é para matar todos os que não o veneram, e até 20 mil hebreus foram dizimados pelo fio da espada deles p´roprios quando moisés desceu com a tábuas de lei!
        Ora, se deus sempre exigiu a matança dos sem fé, e exigiu sempre o holocausto, tanto de caprinos como de codornizes (bode espiatório é até hoje o pagador de pecados de judeus, são degolados e carregam os pecados do degolador), e sempre com a frase impar: ” o cheiro e aspecto de carne queimada é agradavel ao senhor”!
        Só essa frase nos conta uma estória bem mais caverna sobre Abel, e evidentemente Abel venerador de deus e evidentemente puxa saco, tentou matar Cain, mas esse mais forte, mais equilibrado (Abel era um dos primeiros loucos citados por Voltaire) e mais inteligente (sabia bem que se ajoelhar para valete implica em pederastia) não teve muito trabalho para mandar o furioso enlouquecido Abel para a vala! E claro, quem conta a história é sempre o vencidor e deus milenário viveu para distorcer a história a seu favor, colocando inclusive o Cain como adorador!
        Mas como mostro, a logica não tem como ser suplantada, e basta que leiamos nas entrelinhas para perceber que é mentira essa história!
        Sei que optar por analisar sob essa ótica apavora os que creem em deus, mas um vegetariano como eu não teme deus, e mais, sabe que ele ataca o que eu DEFENDO: FÊMEAS! Assim, não exito em escrutinar a bíblia de forma impar detonendo todas as sabotagens mentirosas desse ser.
        Aos que são ateus e não acreditam em deus, só posso dizer que esse troço existe, mas não é credível, ou seja, eu não acredito em deus porque ele não é de confiança!
        Leiam em gênese: e os elohin (plural de eloha, aquele que veio das estrelas) encantados pela beleza das mulheres dos homens as tomaram para si!
        Ou seja, a humanidade é cria híbrida de entidades alienígenas!
        E de novo bato na tecla de que nossa sociedade é como um galinheiro, todos se bicando, sendo debicados para garantir mais obesidade, mansidão e produtividade!

        Com relação aos machos alfas, só posso dizer que macho alfa não venera deus nenhum, se basta em sua alfalidade e por isso foram dizimados por deus e o resto do abecedário há mais de 3 mil anos! Hoje em dia somos crias do que há de mais tosco, somos borras humanas!
        Se observar no mundo animal, via de regra só 10% de todos os machos copulam/reproduzem e o resto morre sem perpetuar seu gene ineficaz, mas se é permitido a reprodução dos outros se garnte pelo menos 10 fracos para cada alfa nascendo, isso em uma primeira geração, na segunda serão cem borras para cada alfa, na terceira mil borras para cada alfa, e depois de centenas de gerações a quantidade de alfa é inferior a zero virgula emais de centena de zeros, ou seja NÃO EXISTEM MAIS!
        Vale observar que o filhote do tosco é sempre recurso do inimigo, mas se existe um apoiador para ele, como fazemos com os porcos, os “touros” gordos premiados percebemos que os borras se alastram como moscas! Vide todas as “pecuarialidades” das criações feitas por nós! Hoje todos os ex javalis já viraram porcos, mas os que foram soltos por conta de criações que não deram certo estão gerando o CAOS NO CAMPO, SÃO FORTES, AGRESSIVOS, E NATURALMENTE AS PORCAS PREFEREM ELES SE PUDEREM PULAR A CERCA DA POCILGA, OU SEJA, OS JAVAPORCOS ESTÃO NASCENDO!
        Como mostro a triangulação nos leva à realidade de nossa sociedade e sua origem nefasta! E não sobra espaço para que continuemos porcos em vez de sermos javalis, mesmo que porcos podemos ter a fundamentalidade de javalis, e com isso faremos um mundo melhor depois que esse que está para findar estiver borbulhando em holocaustos ao deus misógino!

        É isso, agradeço a atenção
        Obrigado

      • PS: como vegetariano acabo sendo insetívoro em algumas situações, afinal bicho de goiaba goiaba é, e eu se ver o bicho cortado pela minha dentada, o devoro em respeito à morte dele, se é para matar eu como. E acho que escorpião deve ser deliciosamente crocante, mas que só coma baratas do campo e nunca dos esgotos! 😆
        Gafanhoto também parece ser bem interessante.
        Os bosquímanos comem termitas vivinhas, e as chamam de arroz bosquímano, e em algumas regiões do brasil se come a bunda da tanajura, a fêmea da saúva prenha!
        Comer animal vivo é muito mais lógico, se come a vida dele e não a morte!
        Comer vida garante vida!

      • Vapera, quando me referi a estorinha de Abel e Caim, foi para enfatizar que a “religião do deserto’, do deus de Abraão, é um deus carnívoro! Carnívoro, orgulhoso, que ama ser adorado, apoiador de guerras e genocídios… O Velho Testamento é o livro da morte.
        Pois nessa época, enquanto tribos e povoados se transformavam em nações, os governantes precisavam de muita gente. Eram necessários exércitos poderosos (antes grandes contingentes era sinônimo de poder militar) e uma população para ocupar território e ser explorada em benefício de uma elite (sacerdotes, monarcas e nobres). O que importava eram números e não qualidade. Para que qualidade de homens que iriam ser lançados a morte em batalhas, viver até aos 30 anos cultivando cereais ou construindo monumentos? Eram humanos de vida efêmera, por isso, descartáveis. Seria desperdício terem boa educação e sonhos de vida, além de ganhar um naco de pão diário ou uma taça de vinho, às vezes! Lembremos que até 1888, o Brasil era um país escravagista. Milhões e milhões de seres humanos foram levados à reprodução forçada, apenas para senhores (e a sociedade branca) terem sua mão-de-obra qse de graça sempre disponível. Que tipo de pessoas foram geradas assim?
        Sou um anti-natalista. E gosto muito de crianças e adolescentes. E, repito a frase de uma anti-natalista a seu possível filho: “Por te amar muito, não nascerás.”
        Minha visão péssima do mundo atual e pior do futuro, me faz crer que colocar mais uma vida humana no mundo é jogar dados viciados! Se vier a ser uma má pessoa (e para isso basta ser medíocre) será mais um a piorar o planeta; se for uma boa pessoa, será um sofredor nesse mundo…
        Não chego a desejar a “Humanidade Zero”, mas a “população humana a 10%” (do que é hoje). O problema nem são os 8 bilhões de pessoas, mas a necessidade de consumo delas. Embora seja de menor porcentagem os grandes consumidores, haja visto que a grande maioria chafurda na lama da miséria material e intelectual, essa minoria tem carros grandes, consumem mto combustível e energia, alimentos, concreto, roupas, etc.
        Outra coisa é a violência urbana e as guerras. Todos se escandalizam, mas a falta de um predador natural e excesso populacional transforma o homem em seu principal predador. Uns 40 anos atrás, um grupo de cientistas isolou alguns ratos em um viveiro. Havia comida e espaço suficiente. Havia paz na comunidade!
        Conforme a reprodução desenfreada e a entrada de novos indivíduos acontecia – a superpopulação ficou confinada em pouco espaço e parcos recursos -, gradativamente conflitos foram surgindo, até chegar o caos completo. Fêmeas abortavam ou abandonavam as crias. Grupos de ratos se isolaram, não se reproduziam e defendiam “guetos” e no resto a degradação total, onde o canibalismo virou rotina.
        Com certeza somos os ratos, só não sei quem são os cientistas (aqueles que tem controle sobre o experimento).

      • Prezado Max, com relação aos gerados pelas reproduções forçadas pelos senhores de engenho foram o melhor e essa é a razão é banal, eles tinham que garantir o mais forte para trabalho, tanto é que a dentição de um negro mesmo pobre era sempre espetacular, pois eram escolhidos pelos dentes!
        Só o negão sarado comia todas!
        Já o experimento dos ratos quem fez foi John B. Calhoun, foi um estudo sobre planificação de espécies, um dos mais famosos experimentos etológicos!
        É interessante observar que o ser humano é o único animal sem respota planificadora da espécie (mecanismo que adequa a população aos recursos do bioma de forma absoluta, se faltar rango as fêmeas fagocitam suas crias no útero, a expressao mais extrema de planificação de espécie talvez seja o caso dos lemingues na região ártica!
        Esses 10% populacional eu concordo em gênero número e grau e o stonehenge pedras da Geórgia também!
        É isso, na questão do Cain e Abel só fiz essa analise para que as pessoas entendam que ler sem triangular nos leva à mentira, e se formos trianguladores teremos que ter a regra dos três apoios na escalada, só se solta um membro se os outros estiverem ancorados, ou seja, só se credibiliza uma análise se ela for confirmável em pelo menos três variantes extrapoladas!
        Assim, aos que leem o que estamos falando vale ler outras análises para chegarem a suas próprias soluções!

      • E não nos esqueçamos como os livros que as religiões usam ainda hoje passaram por centenas de modificações, desde edições, cortes e traduções ruins. Como por exemplo a ideia de Maria, mãe de Jesus, ser virgem. Estudos indicam que a tradução correta seria “jovem” e não “virgem”.
        De qualquer forma, li o Antigo Testamento, parte do Novo, li grande parte do Corão (não tudo pois é muito repetitivo), li livros da Cabala, do Espiritismo, da Seicho-No-Iê, dos Messiânicos, li alguns dos textos do Bhagavatam (existem tantos que seria preciso dedicar toda a vida para ler tudo), do budismo e afins. Todos têm muita coisa em comum e diversas histórias se repetem.
        Os mais fascinante de todos com toda certeza são os texto hindus. Eles contam histórias de espécies não-humanas, falam de tecnologias que nos são inimagináveis e usam cálculos astronômicos de precisão absoluta. São textos riquiíssimos.
        Enfim, tenho que concordar, todos esses livros e textos são abarrotados de misoginia. Não somente misoginia, mas ódio de maneira geral, contra qualquer um que pise fora da linha predeterminada. Vividamente, às mulheres é resguardado um punhado de terror a mais.
        Agora estou lendo O Martelo das Feiticeiras (Malleus Maleficarum), o livro de caça às bruxas da Inquisição, de 1487. É de embrulhar o estômago.
        *Ah sim, e só pra pontuar, vale lembrar que em diversas espécies animais a fêmea é quem tem o pênis (em alguns casos, somente um pseudo-pênis).

      • Cara Renata, ler malleus maleficarum é prova de sobrevivencialismo para qualquer estômago, mas para uma mulher é talvez o descortinar da verdade maldita e pesadeloza do mundo, e suas divindades misóginas!
        Entendo que os textos hindus são algo à parte, até a proposta de divindade é mais inteligente, temos Vishnu, a permanência, Brahma, a criação e Shiva a destruição, um não vive sem o outro e o extremo destruidor gera a extrema criação!
        O buda é mais um misógino, pois precisou fugir da mulherada e se sentar no tronco para se iluminar, nada mais pederasta, e misógino! Macho que presta se controla em meio a mulherada e se ilumina ajudando-as a se iluminarem também!
        Como mostro buda era sem dúvida bunda!
        O que percebo é que vc com mais leitura que a média já se desvencilhou da cretinisse sistêmica que assola a humanidade e sendo mulher isso demonstra uma qualidade realmente superior, pois mulheres são adestradas a ESPERAR o macho sobrevivencialista que a permitirá sobreviver, desde que, claro, aceitando a submissão ao macho permitindo a esse usar o corpo dela para gerar seus filhotes!
        Afinal de contas os contos de fadas sempre determinam que a mulher indefesa será salva pelo principe encantado, e se for mulher forte acaba sendo a bruxa má!
        Esse arquétipo medonho que é anatematizado para mulheres me dá nauseas, é a aplicação da inquisição “maleficara” na esfera de violência subrepticia!
        Se submete as mulheres em tudo, até o que pode ser gestado no útero de uma mulher é delegado a “omens” julgarem, ou seja, a mulher não é senhora do próprio corpo! Embora em uma análise mais hardcore nenhum de nós somos senhores de nós mesmos! Não podemos fazer nada que os OUTROS estabeleceram como normalidade!
        O sobrevivencialismo em seu sentido mais amplo e epistemológico, entendo como o resgate do senhoriamento de nós mesmos!
        Quando entendemos que só nós somos capazes de nos mater, percebemos que o estado busca sempre o sequestro do ser humano. E no caso das mulheres essa sequestro é mais severo, pois mulheres são as únicas depositárias do destino da humanidade, são as guardiãs do destino humano, e se entendessem isso, a espécie humana não estaria submetida!

        Assim, me é supinamente prazeroso ler um texto feminino imbuido de racionalidade e consistência!
        Que a mulherada te veja como sobrevivencialista em seu estado de arte!

        Minha sugestão é o fortalecimento como meta, faça aikidô, uma arte marcial sem muito toque (entendo que mulher fazer juijitsu ou outra luta de contato é estimular os salafros que gostam de tirar casquinha, elas acabam favorecendo os mais abjetos machos que existem, os que vão para academia de luta para tirar onda de valente e tirar casquinha de mulher, o estuprador “moreno”), use sempre armas, faça meditação, pois meditar coloca nossa vibração em outro setup que não é o da sociedade que tem seus ritmos vibracionais determinados pelas mídias sociais e acima de tudo pela TV!
        E claro, nunca beba, o álcool nos faz relaxados e imprudentes, e mulheres relaxadas e imprudentes foram as que gestaram 100% do que há de mais abjeto no mundo!
        Esqueça o sapato alto e cosméticos, mesmo que te digam que é fundamental para uma boa apresentação, eu como macho, posso te afirmar que nada é mais belo que uma mulher sem maquiagem e descalsa, essa é a opinião de um personagem que busca a potência acima de tudo, entende a força a pedra angular do sobrevivencialismo!

        Tente transmitir às outras seus conhecimentos, se seu entendimento for multiplicado talvez em breve a mulher seja senhora do próprio corpo, e não digo isso para abortar, mas sim para não se deixar levar por cretinisses que dizem que mulheres precisam de homens, e mais, para não mais permitirem que lixos usem seus corpos como parquinho de diversão e pior, como incubadeira do que há de mais nauseante, os gerados pelos viagreiros, estereis e um monte de outros degenerados que graças a deus têm o direito ao corpo feminino não só graças â manogamia, mas sobretudo â misoginia!
        Leia esses livros que te indiquei pois te darão uma visão de sobrevivencialismo muito mais aguda e responsável.
        O sobrevivencialista busca o fortalecimento em simples análise, pois só fortes sobrevivem!
        Agradeço a atenção
        Obrigado

      • Em tempo, as hienas têm clitoris enormes e com grande motilidade, são uma sociedade matriarcal e são tidas com uma das mandíbulas mais fortes do reino animal, elas como o guepardo são vistas como algo não exatamente canino e tampouco felino, o guepardo apesar de bem gato é entendido como um meio de caminho, não têm as unhas retráteis e são mais trotadores que qualquer outro gato, são meio como cães, que são um dos maiores trotadores do mundo e são solitárias as fêmeas. Ambos são reais sobrevivencialistas, uma por conta da estigmatização de seus hábitos necrófagos e som de uma risada escarniosa, o outro porque ao longo dos tempos foi dizimado e os sobrantes já não têm uma diversidade genetica considerável.
        Até nos animais com predomínio feminino existe o ranço misógino dos impotentes!
        Mas tenhamos paciência, pois do jeito que a coisa anda em breve teremos uma hecatombe e com certeza os sobreviventes não serão os tomadores de viagra, os estupradores e os covardões de plantão!
        Não só por curiosidade sobrevivencialista vale a informação de que mulheres sobrevivem com a perda de até 2/3 do sangue do corpo, enquanto os “machões” só sobrevivem com pelo menos 2/3 do sangue, ou seja, a perda de 1/3 do sangue no corpo.
        Vocês estão muito mais equipadas, mas para entender isso é fundamental o desvencilhar das agendas misóginas de deus.
        Acordem a Deusa em vossos espíritos!
        Eu só venero Divindades Femininas, pois apesar de homem sou inteligente e macho! Ajoelhar, só para as mulheres! 😆

  • Caros Lobo, Ébano e leitores, a primeira questão que creio inportante é que se vc come carne, defunto, é fácil se alimentar, pois poderá comer o vizinho, pode parecer grosseiro, mas é um fato insofismável, já houve caso de restaurantes servirem carne humana e ninguém percebeu e comeu! E mesmo que neguem, todos os necrófagos (comer animal morto é necrofagia e não carnivorismo) comem qualquer defunto inclusive humanos.
    Já vegetarianos para se alimentar precisam de vegetal, se não tiver, o jejum é o mais adequado. Comer tranqueira é ingerir veneno, não só não alimenta e pior, entope o corpo de toxinas, e o corpo é obrigado a trabalhar dobrado para eliminar os tóxicos.
    Observo mais que ingerir alimento implica em digestão e ela consome mais de 40% só para se fazer efetiva, ou seja, se alimentar gasta muita energia!
    Outra linha é dos respiratorianos, algo que não sei nada sobre mas que parece ser praticado por algumas pessoas.

    Com relação ao que entendo, vegetais, é interessante saber algumas tecnicas para fortalecimento de suas plantas. O mais interessante é o uso de campo eletromagnético para ajustar a frequencia biológica de suas plantas. Um anel de cobre encapado funciona como um induzido em volta da planta, tal tecnica foi desenvolvida por Georges Lakovsky, um cientista russo francês sabotado pelo status quo por conta de seus métodos sem farmafiosos que curava tudo, do cancer a qualquer outra ziquizira. Vale estudar isso.

    As infestações de vegetais é debelada com fumo de rolo no alcool, pega-se um porronco, fumo de rolo e se coloca um pedaço em um vidro com alcool, em alguns dias, terá um perfeito afugentador de insetos.

    Vegetais não precisam ser mortos para serem comidos, só no caso da alface acaba acontecendo a morte do pé, nos outros vegetais não existe essa necessidade sádica.

    Comer morte é de qualquer forma invocar a própria morte, e isso só se percebe depois que a decreptude bate à porta. Nesse momento os vegetarianos percebem a inveja raivosa dos necrófagos já degenerados pagando planos de saúde cheios de dores e doenças vendo que vc vegetariano está da mesma forma que estava há mais de trinta anos atrás! Nessa hora é comum ver o arrependimento e mais, os necrófagos humildes pedindo conselhos alimentares, e mais incrível, quando seguem os conselhos SEMPRE melhoram a saúde e se arrependem do passado necrófago!
    Assim, é interessante observar a questão karmica no hábito necrófago, se invoca a dor e o mal para si, só isso já é uma sabotagem contra a lógica sobreviencialista, pois sobreviver não é matar, sobreviver é interagir comensalista e simbióticamente com o bioma.

    Lembro que em uma entrevista de Ricson Gracie, ele disse que era vegetariano, e que só quando ia trocar sopapos no ringue ele ingeria defunto, disse que semana antes de entrar no ringue ia para churrascaria comer churrasco mal passado! Disse que essa era a forma dele acordar a bestialidade necessária para se dispor a agredir alguem que sequer sentia raiva.
    Só essa frase ilustra bem a origem de toda a bestialidade do mundo que existe, só o necrófago é disposto a agredir aquele que nunca o agrediu, aprendem isso matando animais!

    Coloco isso porque dedicaram muito mais tempo para falar de matança e sadismo, inclusive com risos o que é sobremaneira patológico (até freud explica), do que falar de cultivo e geração de vida!
    Se a proposta é sobrevivencialismo seria mais interessante dedicar mais tempo à vida e menos à morte!
    Não é distribuindo morte que se estimula a sobrevivência!
    Aos necrófagos é pertinente o consumo de defunto, entretanto vale observar que se o mundo ficou essa bestialidade é um sinal claro que a alimentação comun da imensa maioria só gera dor, guerra, desgraça, violência, e se buscamos um mundo melhor seria interessante oferecer mais respeito ao meio ambiente e sobretudo aos animais!
    Mais uma vez deixo frases de grandes pensadores

    “Haverá um tempo em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação vegetariana e julgarão a matança de um animal inocente da mesma forma como hoje se julga o assassino de um homem.”
    Leonardo da Vinci

    “Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na Terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana. A ordem de vida vegetariana, por seus efeitos físicos, influencá o temperamento dos homens de uma tal maneira que melhorará em muito o destino da Humanidade.”
    Albert Einstein

    “Enquanto o homem continuar a ser o destruidor dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor.”
    Pythagoras

    E a mais ILUSTRATIVA, contemporânea e SOBREVIVENCIALISTA em minha opinião

    “Os homens que comem carne e tomam beberagens fortes
    têm todos um sangue azedo e adusto, que os torna loucos de mil maneiras diferentes. Sua principal demência se manifesta na fúria de derramar o sangue de seus irmãos e devastar terras férteis, para reinarem sobre cemitérios.”
    Voltaire

    Agradeço a atenção
    Muito obrigado

    • Necrófago: Animal que se alimenta de cadáveres e restos orgânicos, como os urubus, abutres e hienas; detritívoro, saprófago.
      Que se alimenta de animais mortos ou de substâncias orgânicas em decomposição.
      ,

      • Caro Vimales, esqueceu de citar o humano comedor de defunto!

        Veja que até o sushy é morto, ocidental não é outra coisa que não NECRÓFAGO!
        Alguns hábitos asiáticos são carnívoros, mas são raros.

        Entendo que colocar a coisa como ela é, ofende, mas colocar de forma hipócrita degenera e garante a leniêncialegitimadora do hábito estúpido!

        Entender a “nossa” necrofagia é uma forma de buscarmos debelar nossos defeitos, nossas faltas de higiene.
        Mas dizer que não é necrofagia ingerir defunto congelado é cinismo e hipocrisia, e pior, nos permite firmes em nossos erros com nomes de acertos!

        Isso de dizer que humanos não são necrófagos é a mesma coisa que dizermos que papel higiênico é higiênico, sem nos apercebermos que usar essa porcaria é espalhar excremento no rego, é distribuir fezes em pelos e pregas e dizer que o que faz é higiênico!!
        Higiênico é lavar o rabo, e não espalhar fezes com um papel só porque dizem que ele é higiênico! Como mostro, ele não é!
        Da mesma forma que pessoas que dizem que comer bife acebolado não é necrofagia!

        Tome banho frio, suba em árvores, ande descalço, coma frutas e respire correto.
        A respiração sadia nos dá a lucidez análitica.
        E é feita como bebes fazem, PELO ABDOMEM, respiração diafragmatica expandindo todo o pulm;ao, desde a parte baixa do diafragma.
        Inspire expandindo a barriga, depois o peito, lentamente contando até dez (para começar), de uma pausa, também contando até dez, e depois expire contando até dez da forma inversa da expansão, primeiro o diafragma, abdomen, depois o peito.

        Com essa manobra não mais se enganará sobre o regime alimentar humano,
        E provavelmente se tornará VEGETARIANO. Pois oxigênio é a fonte nutricional por excelência do cérebro, mais 90% de nosso consumo de oxigênio é para o cérebro.

    • Vepera, gosto muito dos seus comentários. Leio todos, do começo ao fim. As partes que desconheço, pesquiso para entender seu ponto de vista. Ainda me falta corroborar a informação sobre a porcentagem de seres vivos fêmeas.
      No mais, penso que o egoísmo hedonista é norma em nossas sociedades, não por ser natural, mas pela falta de contato com a realidade, com si próprio, com a natureza de forma geral.
      Quando se propõe que uma pessoa dessas reflita sobre suas escolhas, suas ações, suas preferências, suas opiniões, suas crenças, ela se sente atacada e não consegue conceber uma explicação lógica e embasada. Se torna um grande “porque sim”. “Porque eu gosto e pronto”, “Porque deus quis assim”. Isso quando não são dados motivos mais elaborados que não passam de desculpas esfarrapadas para manter o comportamento e enganar a si próprio.
      Acredito que um grande passo para ser um sobrevevivencialista melhor é entender quem se é agora. Questionar “Por que eu penso assim?”, “O quê, inicialmente, me levou a agir desta forma?”. E isso cabe em todos os aspectos de nossas vidas, não somente na preparação.
      Quebrar o status quo enquanto indivíduo é uma tareda árdua pois são muitas as barreiras que nos cercam, que nos mantêm presos em nossas caixinhas pré-moldadas pela sociedade. Também podemos nos sentir isolados e inconpreendidos enquanto os outros à nossa volta continuam com suas visões turvas, inseridos no sistema.

      • Cara Renata, acredito que a forma simpless de mostrar que a imensa maioria de todos os seres são fêmeas é a obviedade de que todos eles se reproduzem assexuadamente, ou seja, se todos se reproduzem e só fêmeas reproduzem, fica patente que eles são fêmeas!
        Mais, se a reprodução ocorre de qualquer forma sem a interferência do macho, fica também patente que o macho não é contraponto de fêmea!
        Eu pessoalmente entendo que mulheres virgens são aptas a praticar partenogenese, e as não virgens não o conseguem porque já optaram organicamente pela partilha genética, vide terem sexuado!
        Entendo que as agendas de matança de virgens, sacrificios são sempre clamantes de virgens, os deuses sempre exigem as virgens e toda uma agenda de indução de mulheres a aceitarem sexo com os mais abjetos seres, sobretudo com o sequestro do útero via leis antiaborto como monogâmicas. Todo esse corolário me diz que TODA MULHER VIRGEM FAZ PARTENOGENESE!

        A característica mais consistente de fêmeas é a seletividade (machos tem como prerrogativa o combate, a competição e fêmeas tem a prerrogativa da SELETIVIDADE), e qualquer método ou agenda que estabelece que mulheres devm sexuar com qualquer um é SABOTAGEM para destruir a mulher.
        Ambos os sexos tem um dimorfismo extremo que nos mostra que a vagina não é adequada ao uso intensivo, é de difícil acepcia, é incubadora de TUDO< desde a perpetuação da espécie até de ziquiziras venéreas! Ao passo que genitalia masculina é evidente para uso intensivo, pois é fácil de assepcia e exposta ao oxigênio não é incubadora de patógenos!
        Entendendo esse mecanismo, fica mais do que claro que a lógica é o macho alfa, o mais forte ter TODAS, e os machos inferiores poupam a espécie de seus porcos e fracos genes!
        E violar essa lei garante a desgraça total, a degeneração da espécie!
        A prova mais cabal do que afirmo é o nascer de fecalopatas, retoafetivos, pederastas, aberrações doentes que advogam que buraco de fezes é tão órgão sexual como a porta da vida, a VAGINA!
        Agradeço a atenção
        E espero ter sido suficientemente incisivo nas provas cabais para mostrar que a feminilidade é dominante no universo. E sabotada por deus e misóginos tomadores de viagra!
        Obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s