Guerra Nuclear: Quantas bombas são necessárias para acabar com a humanidade? – Preparado Ep.04

Você sempre quis saber o estrago que uma bomba nuclear realmente faz? Se sim, hoje vai tirar todas suas dúvidas. Vamos simular um ataque nuclear em São Paulo e ir aumentando a escala até descobrirmos a resposta para uma pergunta assustadora: Quantas bombas são necessárias para acabar com a humanidade?

Confira a matéria completa com todas as explicações e cálculos:

Apesar de parecer algo distante e digno de filmes, a ameaça nuclear parece que sempre estará presente na humanidade e por isso precisamos estar sempre informados sobre como andam as tensões políticas entre nações com poder desse gênero.

O que você pensa sobre tudo isso? Adoraríamos saber sua opinião!

Até.

Anúncios

15 comentários

  • Caro hwger olha o que o site Veterans Today fala a respeito. Lembrando que não é um site conspiracionista e sim um site de ex combatentes veteranos da guerra do Vietnam e outras tantas.
    http://www.veteranstoday.com/2017/03/25/exclusive-nuclear-explosion-in-ukriane/

    • Normalmente quem não tem credibilidade se baseia nesse tipo de afirmação “fonte secreta da NASA”, e assemelhados.
      Extraído do site: “Nosso conhecimento, baseado no acesso da CIA e da AIEA nos mais altos níveis de segurança…” E, claro, os americanos perderiam a chance de expor os russos? Ou vice-versa?

  • Veja a formação da maior bomba convencional

  • Concordo que há sempre a formação de cogumelo mas desse tamanho numa convencional.

  • Não com pixels cintilantes nem com aquele tamanho. Olhe o vídeo. Achas que aquela detonação é convencional????!!!!
    Veja o resultado.

    • Pixel cintilante é saturação do CCD da Câmera. Uma detonação nuclear gera pulsos que são facilmente detectáveis por uma miríade de satélites em órbita, além, claro, da própria radiação. Qualquer “inimigo” com um simples detector exporia a detonação ao mundo. Além disso, acredite, 11 toneladas de HE é muita, muita coisa. Forma um “cogumelo” imenso. Cuidado com “teorias de conspiração”…Isso não ajuda.

  • Julio parabenizo sempre seu trabalho, mas em relação a armas militares tem muita tecnologia nova, em quem nesse meio tem conhecimento, mas mais uma vez digo a todos nos comentarios e a voce Julio acesse mais os sites militares brasileiros que da pra aprender mais sobre esse assunto, são esses julio: https://www.tecmundo.com.br/tecnologia-militar ; http://www.forte.jor.br/ ; http://www.planobrazil.com/ ; http://www.naval.com.br/blog/ ; http://www.aereo.jor.br/ , tem muita informação ae pessoal.

  • Fala Julio, salve ae pra sua equipe , parabens pelo trabalho, mas venho aqui comentar algo que vi no canal sobrevivencialismo, sobre armas nucleares, é pior do que parece , hoje tem tecnologia termonucleares chamada limpas com pouco residuo de radiação e até as chamadas armas nucleares inertes que não deixam radiação no ambiente assim não acontecendo a contaminação do ambiente, o que pode justificar o uso mais facilmente, pesquise e vera que existe armas de radiação inerte até programaveis de 0,3 k ate 50k de potencia, valeu só queria te fornecer essa informção, e se quiser saber mais entre no site do forte , poder naval ou poder aereo, lá tem tudo isso que falei bem explicado.

  • Olá Julio! Os países ao redor do mundo estão sofrendo uma islamização forçada, aos poucos. Você poderia fazer um post de como devemos nos preparar para a chegada de muçulmanos querendo implantar a sharia por aqui? Assim como é visto na Europa, onde acontecem estupros coletivos aos montes e intimidação de cidadãos para se converterem, em breve será visto aqui, já que está saindo uma nova lei que abre a porteira pra qualquer um que quiser morar aqui…

  • Julio desculpa mas as bombas nucleares já foram usadas sim depois da segunda guerra, veja essa largada no Yemem no ano de 2015, e se pode comprovar pelos pixels cintilantes na filmagem. Embora não se assumam o uso dessas armas elas estão sim sendo usadas nas ultimas guerras pelos americanos. A ultima usada foi a dita mãe de todas as bombas MOAB ,não foi ela mas sim uma bomba atômica tática. Lembra da explosão no porto lá na China ano passado? Pois é outra bomba. Torres Gêmeas!!hahaha pano pra manga.

    Vejam a formação do cogumelo e os pixels cintilantes nas filmagens.
    Abraço.

    • Amigo, o cogumelo se forma mesmo em detonação convencionais, acima de certa potência.

  • Júlio,
    Até me canso de repetir, mas lá vai:
    PARABÉNS, DE NOVO !!!
    Dados muito bem apresentados e de forma interessante e sucinta
    Mas o ponto alto foi a finalização, com a “poeira”, estrondo e vc desaparecendo num corredor metálico.
    Ótimo clima, fechamento com chave de ouro !

    Força e Honra !
    CAVEIRA !!!

  • EXCELENTE COMO SEMPRE!

  • Welthon Tavares

    A informação é algo muito importante para um sobrevivencialista, inclusive para qualquer um, mesmo por que ninguém quer morrer!

    • Armando Maya Martins Costa

      A boa notícia é que o Brasil não seria diretamente atingido por alguma bomba, pois não é inimigo de ninguém.
      A ma notícia é que também nos ficaríamos expostos ao fallout radioativo e ao inverno nuclear, em que as temperaturas no nosso território cairiam abaixo de zero por no mínimo 6 meses, matando toda a vegetação e a fauna existente.
      Então, os prédios sobreviveriam, mas a vida se extingueria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s