Onde Devo Praticar?

Observei que muitos usuários do nosso fórum sentem dificuldades de encontrar uma área para a prática de suas habilidades de sobrevivencialismo e bushcraft, então vou tentar direcionar a busca dos colegas, tratando sobre alguns locais onde possívelmente serão bem recebidos.

Como alguns devem saber eu e o Júlio não somos do mesmo estado, muito menos acampamos ou treinamos juntos, inclusive nós praticamos em áreas que tem características diferentes, por exemplo, o Júlio recebeu a permissão para usar um terreno privado, já no meu caso, faço uso de uma reserva ambiental de característica semi-desidual, ou seja, uma reserva ambiental que permite pequenas modificações feitas pelo homem. Para tentar explicar melhor o que isso significa vou usar como exemplo a seguinte situação: Eu não posso derrubar uma árvore para fazer uma cama do mato por exemplo, mas, posso usar todo o material que já está no chão, não posso fazer uma fogueira, mas, posso usar um fogão à gás ou um fogareiro à álcool.

Ou seja, de forma bem geral, qualquer lugar que você esteja liberado pelo dono (ou administrador) é um bom lugar para a prática de técnicas de sobrevivência e bushcraft, claro que vale a pena lembrar que os administradores, proprietários, etc. não irão liberar todas as possibilidades do terreno em sua primeira visita, afinal de contas você pode ser um maluco, mas, com o tempo vem a confiança, então essa é a minha sugestão para os que pensam em por em prática suas habilidades.

Por mais que façam pequenas incurções ao terreno, sem muitas possibilidades de modificar o ambiente, tenham certeza de que aquele contato inicial com a natureza, fará com que você entenda melhor como as coisas funcionam dentro do meio ambiente. Ajudará a perceber que o mato não é um local como aquele que vemos nas fotos e filmagens, normalmente você vai ter que lidar com mosquitos, mutucas, carrapatos, enfim, indo pro mato você perde aquela falsa impressão de que “é fácil de mais” estar no mato.

Vale lembrar que o youtube é uma ferramenta maravilhosa para um “Start” porém é uma ferramenta limitada, existem situações em que você só vai entender como funciona se estiver lá, praticando.

Sendo assim, pratique, pratique e pratique!

Anúncios

15 Comentários

  • Ótimas respostas, realmente acampar de maneira selvagem, praticar bushcraft hoje em dia esta muito complicado. Dei uma saída de 15 dias e em parte foi lamentável, O lugar em questão conheço a 25 anos, mas de tempos em tempos foi mudando. Muita “gente estranha” se mudou para lá, muito trafico, bêbados e molecada endiabrada, maus caçadores e palmiteiros que agora invadem areas até com segurança privada. Tive problemas a noite com caçadores, dono de areas que agora não permitem mais o uso das mesmas para nenhuma pratica, tive que desmontar tudo e dar no pé num breu total foi duro, o que era para ser diversão virou amolação. Hoje deixar o carro na beira da estrada para entrar na mata nem pensar, antes isso nem era preocupação. Realmente se você pensa em ir pro mato vá acompanhado, verifique se pode ficar ali, e o principal, deixe o carro em lugar seguro e vá de taxi, ou onibus até proximo do local, combine um horário para voltar que o taxi vai te pegar numa boa se for possivel. E mais leve um ” BIC” não de uma de B.G. você pode se dar mal.

  • geraiscapoeira

    Bom, eu tenho certa experiência no assunto de encontrar áreas para as atividades mateiras! quando mais novo costumava ir com meu pai em locais novos para poder conseguir autorização para podermos pescar nas fazendas.
    O 1° passo é se informar com outras pessoas sobre onde vc pode ir. Pessoas que praticam trilhas de bike ou moto, pescadores, Vendedores da zona rural que trabalham nas conhecidas “FEIRINHAS” de Sábado(Mais comuns em cidades pequenas.) Podem fornecer informações sobre alguns bons local. Como diz o ditado: “Quem tem boca vai a Roma!” então perguntem!(Pausa na digitação para poder degustar um caldo de feijão caprichado no bacon……………… Voltei!!! rsrs)
    Para quem dispõe de tempo, passeios na zona rural aos arredores de suas cidades podem revelar locais promissores!
    com o uso do “GOOGLE MAPS” vc também podem visualizar locais e descobrir como chegar até lá…
    Quando forem conversar com os donos ou responsáveis pelos locais onde pretendem acampar, quanto mais gente for com vcs melhor, melhor que vcs se apresentarem em dupla!
    Conversem com o proprietário ou responsáveis de forma clara e franca, sejam extremamente educados e mostrem para eles que suas intenções são boas.
    Se a permissão for conseguida comecem indo e passando apenas o dia no local, não desrespeitem nem a propriedade nem os animais do local, assim vc mostra aos proprietário que vc é uma pessoa de boa índole e cria um laço de amizade. Sempre que puder faça como o Julio, Visite o local apenas para ver o pessoal e jogar conversa fora. Nunca leve no grupo pessoas bagunceiras e irresponsáveis, nem ensine a elas como chegar ao local.
    As pessoa da zona rural costumam ser bem hospitaleiras mas se ofendem com facilidade, se vc souber respeita-las e respeitar suas propriedades além de ganharem novos amigos conquistarão a liberdade de poder usufruir do local para suas atividades.
    Quando puderem não deixem de retribuir a boa vontade dos seus anfitriões!

    • Boa dica, boa mesmo.

  • Pois é, só não pratica quem realmente não quer. Aqui fizemos da seguinte forma… um dia chegamos e nos apresentamos ao caseiro da propriedade, falamos que somos ex-escoteiros e estávamos em busca de algum local para acampar de vez em quando, o caseiro pareceu desconfiado mas topou. No primeiro acampamento que fizemos ele fez umas 4 visitas em nosso campo em diversos horários, nos quais todos estávamos tranquilos e não fazendo nada “de louco”…então as coisas foram ficando mais tranquilas. Hoje somos amigos e até vou lá para tomar um tereré de vez em quando… ligo para ele com um dia de antecedência e tenho permissão para passar um mês inteiro se quiser, o dono nos conheceu também e viu que somos “gente boa”.

    Há de se ter em mente que a maior preocupação do dono é que você seja um doido que vai ficar se drogando ou bebendo no meio da propriedade dele, ou machucando suas vacas e etc… é um processo. Já na outra fazenda onde acampamos só passamos na casa do caseiro e pagamos 10 reais por pessoa, sem mais perguntas. Então depende muito do local onde você está. Pegue seu carro, vá até a zona rural e busque por áreas que você gostaria de acampar… procure a propriedade (ou pessoa) mais próxima e encontre o proprietário para poder conversar com ele, é um processo de acerto e erro mesmo até achar um lugar bacana.

  • Euler Brandao

    Boa tarde amigos, estou numa gripe danada e nao to conseguindo prestar muito a atença, mas suigro que seja feitas investidas nesses locais durabte o dia para se conhecer o terreno e nao ter surpresas desagradaveise de preferencia nunca acampar muito proximo a corregos e riachos existe a chamada cabeça d´agua em algumas regioes que pode causar grandes danos e ate mesmo morte

    • Sim, sempre bom ter conhecimento prévio do local a ser visitado.

    • Sobre a cabeça d’água, esse vídeo mostra bem, além de mostrar o despreparo das pessoas. Um abobado filmando e mais uns vários gritando. Lamentável, provavelmente todos morreram.

  • Excelente site!
    Nesse final de semana, vamos fazer uma pequena caminhada numa região de mata fechada numa fazenda de um conhecido. Já organizamos todos os equipamentos, distribuímos competências e estamos muito ansiosos para praticar o que temos aprendido.
    Vamos levar água e alimento em caso de urgência, mas vamos testar habilidades de caça e aquisição de água.
    Vou aproveitar para fazer umas fotos noturnas!

    • cuidado com cobras em mato alto, e com os escorpiões e aranhas em madeira podre.

  • Grande Victor, acho que ontem estava postando sobre habilidades, uma briga que ando tendo com beijão na tentativa de criar brotos “germinação se sementes”, como disse no fórum o placar esta BROTOS 3 X Doc 0.

    Só fiz esse introdução para exemplificar, que mesmo coisas que parecem serem extremamente fáceis como germinar uma semente, depende de muita pratica e dedicação, quem dirá ir para o mato e sobreviver dele como no caso do Bushcraft, o sobrevivente sempre deve ter gravado na sua mente que se espero usar isso ou aquilo como um opção devo praticar e desenvolver ao máximo essa habilidade.

    Lembrando do post do Dr. Julio sobre andar por lugares escuros de pouca luz, ter afinidade com locais onde em uma determinada situação possa ser sua rota de fuga.

    Victor mandou bem.

    Obs: bushcraft somente em hotel fazenda e com ar condicionado…kkkk

    • kkkkkkkkkkkkk, Obrigado Doc. você bem sabe como seu feedback é importante para mim e para o Júlio.

      Abraços!

  • A experiência “in loco” é indispensável. Não é possível saber o que é escuridão até estar no mato, à noite. Não dá para ver nem a ponta do nariz. E não pensem que os olhos acostumam. É uma parede negra pintada de preto. Impossível saber o que é realmente frio sem estar acordado, madrugada, colocando lenha na fogueira, a friagem entrando pelas roupas e gelando até os ossos sem passar uma noite fria mal-agasalhado, molhado e tiritando, cercado de lama, vegetação e barulhos desconhecidos, batendo os dentes até não poder falar. Esse tipo de situação não pode ser aprendida e apreendida por “ouvi dizer” ou You Tube.
    Para os principiantes, se o Victor me permitir, acrescento que comecem num local bem perto da civilização. Até um quintal com árvores e vegetação serve. Um sítio, quem sabe? Comecem ficando diurnalmente. Acostumados, passem uma noite. Resolvido, vão aumentando a distância da civilização. E, afinal, nunca fiquem sozinhos. Aliás, nem seria divertido.

    • Excelente dica MRRG, e obrigado pelo comentário.

    • Concordo plenamente contigo MRRG,

      As pessoas devem compreender que tudo é um processo evolutivo. Se você não tem experiência em acampar no mato e se enfia no meio do nada, vai ter uma experiência horrível e provavelmente nunca mais voltará, então há de se ir escalando os “degraus” de dificuldade na prática.

      Acampar sozinho é algo que considero exclusivamente para treinamento de sobrevivencia… pois já fiz isso e realmente não é legal passar três ou quatro dias sozinhos, ainda mais eu que adoro falar e conversar. É chato, triste e se você não tiver conhecimentos adequados, pode ser mortal.

      Como conversei com o Victor antes dele postar, sugiro que as pessoas procurem “acantonar” antes de “acampar”. Este primeiro termo se remete à prática de camping em locais que tenham estrutura (banheiro, chuveiro e etc), e é propício para aqueles que tem zero de experiência.

      Abraços!

    • geraiscapoeira

      Disse tudo! Realmente só se sabe na prática. Tem muita gente aí que compra equipamentos de marca, monta um senhor kit e acha que vai ser moleza só por ter um equip. de primeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s