E se você tivesse que andar até sua casa?

Eu trabalho a cerca de 20 minutos de casa. Quer dizer, vinte minutos de carro, sem tráfego pesado durante os 9.5km de percurso.

Quando estava preso no tráfego semana passada pensei: “E se eu tivesse que andar até em casa?”. Digamos que houvesse uma explosão solar ou qualquer outro evento que deixasse os meios de transporte modernos inúteis… E se as estradas fossem fechadas pelas autoridades e as pessoas fossem avisadas para ficarem onde estão ou andarem ao seu próprio risco?

Felizmente para mim, pego apenas grandes avenidas para chegar em casa e o tempo geralmente coopera, mas mesmo assim… Se eu tivesse que andar?

Primeiro, eu tento sempre usar um tênis confortável no trabalho e sempre deixo um tênis de trilha no carro. Então meu meio de transporte pessoal já está garantido. Eu geralmente me visto se acordo com a estação do ano (o que aqui na cidade parece ser sempre verão infernal) e deixo roupas mais pesadas no carro “apenas por precaução”.

Então minha primeira preocupação seria sobre o que eu poderia carregar comigo e como fazer isso. Eu carrego minhas coisas de trabalho (Netbook, papéis, etc) em uma mochila.  Iniciaria jogando fora todos equipamentos eletrônicos pesados, deixando-os no trabalho. Netbook, cabos de energia, etc iriam para minha mesa. Depois eu vasculharia minha mochila em busca de qualquer peso “desnecessário”. Papéis, notas, envelopes, etc… Isso tudo também ficaria na minha mesa.

Após isso iria priorizar o que estou carregando. Todos os objetos que carrego são capazes de prover comida, água, navegação, calor, luz, roupagem ou medicamentos? Se não, ficariam fora da mochila.

Então eu pegaria aquilo que fosse necessário do trabalho para aumentar meus suprimentos pessoais. Sempre existem filtros de água e garrafas de suco no refeitório. Baseando-se na minha caminhada, eu teria de pegar no mínimo dois litros de água devidamente engarrafados. Lembre-se: água em excesso seria peso demais.

Depois, buscaria por lanches leves. Eu carrego alguma coisa comigo, mas sempre tem mais comida no refeitório da empresa. Isso significa biscoitos, doces e outros que eu poderia carregar em minha mochila para caminhar até em casa.

Finalmente, eu procuraria por um chapéu, um guarda chuva ou qualquer outra coisa  que me manteriam abrigados contra sol excessivo ou uma possível chuva.

Armas? Isso depende da situação. A maior parte da minha rota para casa não passa por vizinhanças perigosas e eu sou um grande crente que nas primeiras 24h à 48h de uma emergência as pessoas estariam muito chocadas ou confusas para fazer algo a não ser esperar que “alguém” chegue e lhes digam o que deve ser feito. Independente disso, todos nós temos nossos truques por baixo das mangas.

No final, a resposta é estar preparado para uma longa caminhada, estar pronto para começar a andar o mais rápido possível. Mais uma nota: Se você está no escritório ou na escola, procure conseguir outros para andar contigo na mesma direção por mais tempo possível. É senso comum.

Pegue um dia da semana e vá andando do trabalho até sua casa, monte sua mochila de acordo com o que acha que precisaria e veja como você se sai. Eu demorei duas horas para caminhar 9.5km em meio à chuva e subidas acentuadas… cheguei em casa bastante cansado e já consegui repensar quais itens poderia ter removido ou adicionado na mochila.

Teste seu potencial na realidade  fazendo esta experiência. Depois, conte aqui para nós como você se saiu.

Traduzido e modificado da fonte: Survivalism.blogspot.com

Até.

Anúncios

28 Comentários

  • Meu conselho, melhore esse condicionamento fisico kkkkk

  • Por isso não abandono minha bike por nada. Vou trabalhar de ônibus por causa do transito pesado, mas em uma falha nos sistemas elétricos não fico sem meio de transporte.
    Aconselho a todos ter uma bicicleta, já fui até para praia, em torno de 120km. Além de ser um meio de transporte limpo é muito eficiente e não depende de combustível. Lembrem de sempre ter pelo menos uma câmara reserva e ferramentas para troca-la.

  • Olá galera,tenho mais algumas dicas,pois nesse assunto sou formado.kkk
    Leve uma pomada hipoglós,pois a virilha depois de alguns Km ficam assadas por causa do atrito das pernas.Nunca,nunca mesmo vá sem água.Leve algumas barras de cereais e como foi dito use tênis ou botas confortáveis.meu recorde até agora é de 26 Km.

  • A distancia entre minha casa e meu trabalho é de 7,6 km. Gosto de ir andando para o trabalho… isso é rotineiro. Faço esse trajeto em aproximadamente 1h e 20 min. Geralmente eu vou e volto caminhando, então diariamente eu ando 15,2 km com uma mochila de quase 3kg. 🙂
    Acho mto prazeroso e indico demais.

  • Samuel Guizze

    pessual… em sp não é uma opção tão adequada deixar a BOB no carro, na verdade dependendo do local, nem deixar o carro na rua é bom…
    meu percurso de casa ao trabalho é de 20 km, umas 5 horas a pé.
    saindo em um diva de verão tipico da região, por volta das 5 da tarde, além de saber nadar, o que é fundamental para se levar do trabalho para casa?

    • Olá Samuel,

      Creio que a BOB não, mas quem sabe uma Go Bag seria interessante! A Go bag só tem o necessário para você chegar em casa, itens como sapatos de caminhada, garrafa de água e coisas do tipo.

      Abraços.

  • Da minha casa até o meu trabalho são 8,5 km. Eu costumo ir de bike (25 min) ou de moto (18 min). Então acho que uma situação de ter que voltar a pé para casa dificilmente iria acontecer numa situação como esta, a não ser que a moto deixe de funcionar….
    Também sempre ando com capa de chuva em época chuvosa na minha cidade. Então estou meio que preparada neste sentido.
    Bom, agora depois de ler as idéias mostradas aqui, vou me preparar melhor, como o Diego Ferreira, que sempre leva canivete e kit de emergência.
    Parabéns pelo blog!

  • Nessa situação não tenho problemas! Meu local de trabalho fica a apenas 2 casas antes da minha, pouco menos de 100m, em caso de ter que ir até em casa é questão de segundos para deixar o local onde trabalho e ir até a minha residência.
    a única desvantagem que tenho com isso é se eu estiver de folga e o patrão precisar de mim, ele sabe bem onde me encontrar!

  • Uma outra dica que eu considero importante é avaliar rotas alternativas e as usar de vez em quando. Na probabilidade nem tão remota de não poder usar a do dia-dia, já conheceremos os percalços das outras.(pelo menos mais duas, que envolvam pelo menos 50% de trajeto diferente)

  • Andar 10 km na cidade (sem chuva) não é realmente o problema, o problema ao meu ver é o caos que estaria instalado nas ruas e aí sim o cuidado com tudo deve ser tomado. O risco de alguém tentar tomar suas coisas já existe normalmente, numa situação de crise esse risco é aumentado.

    Não se se foi aqui que vi falando sobre isso, mas se for preciso caminhar entre pessoas durante uma crise, evite mostrar que você possui os instrumentos necessários para a sobrevivência, uma mochila camuflada só chamaria a atenção na cidade, enquanto uma mochila VISUALMENTE mais “vagabunda” passaria invisível no centro urbano.

  • Acredito que…depende muito da crise em questão se é seguro ir pra casa se o percurso é muito longe, dependendo do caso , as principais vias estarão cheias de pessoas que estão queredo a mesma coisa que você, ir pra casa.,pessoas mal intecionadas podem utilizar a situação para se beneficiar com crimes.Nesse caso por segurança evitaria as principais vias de aceso e partiria para caminhos incomuns, que você de antecipadamente já deve conhecer ou já ter pensado sobre isso antes da crise.

    Fraterno Abraço a todos !

  • Morando em SBCampo (ABC) e trabalhando em St. Amaro, 1 hora de carro…de roupa social e sapato alto…estou lascada…rs
    Bem, meu carro é abastecido com kit, espero poder chegar até ele, tenho sapato baixo, capa, guarda chuva e ferramentas diversas, agora, acredito que vou andar o dia inteiro ( 6 – 7 horas)
    e passar por altas “bocadas”…

    • Um estojo portátil deve estar com você, no bolso ou bolsa. O do carro é o acessório. Andar por aí? Não faça isso sozinha. Aliás, nem em dupla. Em grupo, certamente. Ou fique onde está e , previamente combinado, seu marido (com um grupo) que vá “resgatá-la”.

  • Comecei agora com o sobrevivencialismo. E esse foi um dos motivos…. Meus pais, irmã, sobrinho moram há centenas de quilômetros de onde eu vim morar. Se acontecer algum tipo de desastre, espero poder conseguir me deslocar até eles.

    • Olá Furlan,

      Realmente é complicado pensar em deslocamento em momentos de crises. Creio que a maior dica que posso te dar é a de você aproveitar os primeiros momentos da crise (até suas 48h – 72h) para ir até onde você puder. Depois disso as coisas começarão a ficar um pouco complicadas demais para andar sozinho na rua.

      Abraços.

  • Eu já fiz o percurso do trabalho para casa umas quantas vezes. São 12km e mais ou menos 2 horas e meia. Claro que escolhi bem os dias em termos do clima. Com calor ou frio extremos seria muito mais difícil, mas não sendo esse o caso até que se faz bem. É bem mais divertido do que ir para o ginásio.

    • Concordo contigo!

      Eu achei que seria bastante exaustivo, porém acabei chegando em casa super de bom humor devido ao tempo que temos para pensar e observar as coisas à nossa volta!

      Abração.

  • Anderson Mendes

    O ritmo de caminhada em estrads é de 4 a 5 km/h. Já fiz caminhadas de 16 km de coturno, pistola e mochila e é osso! Todo o caminho era plano!
    A propósito, em caso de evacuação sempre leve documentos e cartões de crédito/ débito para sobrevivência financeira, mesmo que por poucos dias e sem situações gerais extremas!
    Essa é uma recomendação da Agência Federal para o Manejo de Emergencia, Fema, em inglês! http://www.fema.gov
    Até!

    • Daniel D.G Filho

      Amigo desculpe da pergunta você e policia .

      • Anderson Silva Mendes

        Não sou policial, já que Deus não dá asa para cobra! Fui Oficial do Exército por quatro anos e esse foi o mais próximo que cheguei de ser um policial! Não tenho o perfil para ser policial! Teria acabado com alguém por indigção e isso seria péssimo para mim! Sou médico emergencista, mas não se esquece certas coisas que se aprende ou se vive! Definitivamente, ser um bom policial não é pra qualquer um!
        Saudações!

  • Eu tenho brutais 3 minutos entre casa e escritório, de carro. Espero nunca ter que ir andando.
    Já minha mochila, com todo equipamento de campo, deve pesar uns 20 quilos. Iso não era problema aos 20 anos, mas aos 41….

    • Pelamadrugada! Você realmente faz um trajeto rotineiro de 3 min usando carro?

      • 3 minutos “de carro”…hehe

        Mas não dá para ser diferente…pasta, notebook, processos…não dá para ficar sem o carro durante o trabalho….

    • Operador do Direito. Nem vou argumentar. 😉

      • Imagina no sol de Londrina, 30 graus já pela manhã, e você de terno, carregando um note de 15″…hehe

  • marcelo mamone

    Eu trabalho em casa, mas tenho uma filha de 18 anos que trabalha em um shopping a uns 9 km daqui. Montei um mini-kit de primeiros socorros para ela, comprei uma lanterninha led e recentemente adquiri mais um radio ht – vhf compacto que vou fazer ela levar tbm, dependendo do nivel de ejeções de massa coronais que monitoro diariamente em tempo real. Já dei umas dicas para ela de como agir em casos de apagão. Mas espero que ela nunca tenha que usar nada disso.

  • Diego Ferreira da Silva

    No meu caso, minha mochila só carrega itens de primeira necessidade.
    Sempre carrego abrigo (guarda chuva e capa, alem de uma blusa de frio), água (em média 600ml, mas tenho mios de conseguir mais), comida, canivete multifuncional, além de um kit de emergência (mais detalhes no fórum em EDC). Do meu serviço até minha casa, calculo cerca de 2 horas e meia a 3 horas de caminhada, então antes de sair do serviço pegaria pelo menos mais 2 litros de água, além de recarregar minha garrafa.
    Uso uma bota de couro respirável e impermeável, que sempre mantem meus pés secos, mesmo com essas chuvas em São Paulo, além de ser muito confortáve, calça leve e camiseta.

    Até mais…

  • Eu, intencionalmente, tenho apenas duas quadras entre moradia e consultório.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s