E se você tivesse que andar até sua casa?

Eu trabalho a cerca de 20 minutos de casa. Quer dizer, vinte minutos de carro, sem tráfego pesado durante os 9.5km de percurso.

Quando estava preso no tráfego semana passada pensei: “E se eu tivesse que andar até em casa?”. Digamos que houvesse uma explosão solar ou qualquer outro evento que deixasse os meios de transporte modernos inúteis… E se as estradas fossem fechadas pelas autoridades e as pessoas fossem avisadas para ficarem onde estão ou andarem ao seu próprio risco?

Felizmente para mim, pego apenas grandes avenidas para chegar em casa e o tempo geralmente coopera, mas mesmo assim… Se eu tivesse que andar?

Primeiro, eu tento sempre usar um tênis confortável no trabalho e sempre deixo um tênis de trilha no carro. Então meu meio de transporte pessoal já está garantido. Eu geralmente me visto se acordo com a estação do ano (o que aqui na cidade parece ser sempre verão infernal) e deixo roupas mais pesadas no carro “apenas por precaução”.

Então minha primeira preocupação seria sobre o que eu poderia carregar comigo e como fazer isso. Eu carrego minhas coisas de trabalho (Netbook, papéis, etc) em uma mochila.  Iniciaria jogando fora todos equipamentos eletrônicos pesados, deixando-os no trabalho. Netbook, cabos de energia, etc iriam para minha mesa. Depois eu vasculharia minha mochila em busca de qualquer peso “desnecessário”. Papéis, notas, envelopes, etc… Isso tudo também ficaria na minha mesa.

Após isso iria priorizar o que estou carregando. Todos os objetos que carrego são capazes de prover comida, água, navegação, calor, luz, roupagem ou medicamentos? Se não, ficariam fora da mochila.

Então eu pegaria aquilo que fosse necessário do trabalho para aumentar meus suprimentos pessoais. Sempre existem filtros de água e garrafas de suco no refeitório. Baseando-se na minha caminhada, eu teria de pegar no mínimo dois litros de água devidamente engarrafados. Lembre-se: água em excesso seria peso demais.

Depois, buscaria por lanches leves. Eu carrego alguma coisa comigo, mas sempre tem mais comida no refeitório da empresa. Isso significa biscoitos, doces e outros que eu poderia carregar em minha mochila para caminhar até em casa.

Finalmente, eu procuraria por um chapéu, um guarda chuva ou qualquer outra coisa  que me manteriam abrigados contra sol excessivo ou uma possível chuva.

Armas? Isso depende da situação. A maior parte da minha rota para casa não passa por vizinhanças perigosas e eu sou um grande crente que nas primeiras 24h à 48h de uma emergência as pessoas estariam muito chocadas ou confusas para fazer algo a não ser esperar que “alguém” chegue e lhes digam o que deve ser feito. Independente disso, todos nós temos nossos truques por baixo das mangas.

No final, a resposta é estar preparado para uma longa caminhada, estar pronto para começar a andar o mais rápido possível. Mais uma nota: Se você está no escritório ou na escola, procure conseguir outros para andar contigo na mesma direção por mais tempo possível. É senso comum.

Pegue um dia da semana e vá andando do trabalho até sua casa, monte sua mochila de acordo com o que acha que precisaria e veja como você se sai. Eu demorei duas horas para caminhar 9.5km em meio à chuva e subidas acentuadas… cheguei em casa bastante cansado e já consegui repensar quais itens poderia ter removido ou adicionado na mochila.

Teste seu potencial na realidade  fazendo esta experiência. Depois, conte aqui para nós como você se saiu.

Traduzido e modificado da fonte: Survivalism.blogspot.com

Até.