Como sobreviver a um incêndio florestal

Nesta época do ano, grande parte do Brasil é acometido por queimadas de grande ou pequena intensidade.  Na maiorias dos casos o incêndio é empregado para fins agropecuários, uma alternativa geralmente eficiente, rápida e sem custos. O outro lado dessa história é que essas queimadas geralmente saem do controle e o que acontece é o que vemos por ai, milhares e milhares de hectares destruídos, animais mortos e algumas vezes populações desabrigadas e muitos aventureiros sem lugares para explorar.

Começo de incêndio na região do morro do Ernesto.

Vamos pensar na seguinte situação:

Você está acampando num lugar distante onde as vias de transmissões não estão disponíveis e se dá conta que está cercado por um incêndio, o que fazer agora? Seguem algumas dicas para poder contornar a situação e você sair praticamente ileso do local.

  • Antes de sair para o campo, ouça periodicamente as notícias ou acompanhe os sites da região para saber se foram referenciados incêndios na área para qual você está se deslocando.
  • Se você já estiver no local, lance seu olhar para o horizonte e verifique se existem nuvens negras que permanecem em uma determinada área ou ondulam e se desenvolvem em sentido ascendente, ao contrário das nuvens de chuva.
  • Se o vento estiver contra, muitas vezes pode-se sentir o cheiro do mato queimando bem antes do fogo se aproximar, procure determinar a evolução do incêndio e fazer um desvio.
  • Se estiver a pé, não tente ultrapassar o incêndio se ele estiver muito próximo. Dirija-se para um curso de água mais próximo (se você conhecer o local é claro), mesmo que para isto seja necessário cruzar em frente ao incêndio. Entre dentro da água e afaste-se da margem, é importante que todo o seu vestuário e seus pertences estejam molhados.
  • Não entre em pânico, mantenha a calma, o medo é normal e aguça os sentidos nos levando a analisar os perigos e os riscos.
  • Apenas um incêndio muito violento provocará um aquecimento de tal maneira que a água ferva.
  • Evite inalar a fumaça, respire através de qualquer tipo de pano húmido.
  • O fogo pode absorver o oxigênio muito rápido e a fumaça pode te deixar desnorteado e fazer você perder a consciência. Neste caso deite-se e tente respirar normalmente.
  • Se não for possível alcançar o leito d’água (um terreno baixo e encharcado pode te ajudar), dependendo da extensão e da violência do incêndio, você pode tentar abrir um corta fogo a sua volta. Lembrando que essa atitude pode funcionar apenas se você estiver num pequeno incêndio no mato.
  • Independente do que você fizer, não entre em cavernas, se a inalação da fumaça não te matar, o calor e a falta de oxigênio vão fazer isso.
  • Informe as autoridades locais o ocorrido.
  • Mande uma mensagem ou ligue para seus familiares quando sair da situação, desta forma as autoridades locais não perderão tempo tentando te localizar, dando prioridade a outras pessoas.

Diferenças entre focos de calor, incêndio e queimadas:

Focos de calor: Qualquer temperatura registrada acima de 47ºC. Um foco de calor não é necessariamente um foco de fogo ou incêndio.

Queimadas: A queimada é uma antiga prática agropastoril ou florestal que utiliza o fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens. A queimada deve ser feita sob determinadas condições ambientais que permitam que o fogo se mantenha confinado à área que será utilizada para a agricultura ou pecuária.

Incêndio Florestal: É o fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo tanto ser provocado pelo homem (intencional ou negligência), quanto por uma causa natural, como os raios solares, por exemplo.

Como evitar os incêndios?

  •  Fazer queimadas somente com autorização do Ibama e de forma controlada, com a construção de aceiros – barreiras que impedem a propagação das chamas. O aceiro pode ser feito em forma de vala ou limpeza do terreno de modo a obstruir a passagem do fogo
  • Apagar com água o resto do fogo em acampamentos para evitar que o vento leve as brasas para a mata, causando incêndios.
  • Não jogar pontas de cigarro acesas próxima a qualquer tipo de vegetação.
  • Está proibido o uso de fogo em áreas de reservas ecológicas, preservação permanente e parques florestais.
Bruno Freire

“Por mais conhecimento e sorte que possamos ter, encontrar-se no meio de um incêndio ou uma situação de sobrevivência deve ser um choque tremendo, por isso é importante ter o equilíbrio psicológico… Estou muito longe disso ainda.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s