Tag: Sobrevivencialista

Lâminas e vidas

Por Eremita Urbano

Creio que a grande maioria dos sobrevivencialistas/preparadores sempre tem consigo no seu dia a dia pelo menos uma lâmina. Claro que eu faço parte dos que não abrem mão de carregar pelo menos um canivete diariamente, para onde quer que eu vá.

Pensando nisso, segue uma reflexão interessante sobre lâminas e vidas!

Hoje no meu trabalho, estava de passagem da minha sala para o almoxarifado onde ia para arquivar alguns documentos. Passo pelo depósito e vejo alguns colegas tentando cortar uma corda com uma tesourinha, sem sucesso… Prontamente saquei meu canivete e cortei pra eles sem nenhuma complicação. Para minha surpresa a primeira frase que ouvi, não foi um “Obrigado!”, ou um  “Valeu mano!”.  A primeira frase foi: “Ué meu, porque que “cê” anda com um canivete?”

1978377_1496450313915628_1991253764_o
Meu atual canivete diário Ganzo G704

Dei um sorriso e falei simplesmente que é um hábito importante, além dos seus usos óbvios ele muitas vezes  serve pra facilitar trabalhos, como agora! Mas, vendo a face deles, percebi que eu deveria explanar um pouco mais.

Sobrevivencialistas X Preparadores: Qual a diferença?

Antes de tudo, deixo claro que não há no dicionário a explicação do que significam os dois termos, então a interpretação destes está completamente passível de diferentes entendimentos. Após sugestão de um colega, decidi traduzir o post abaixo e complementá-lo com minhas opiniões a fim de esclarecer um pouco as diferenças entre as duas “classes” do título.

Vestimentas em cenário de crise

Após refletir bastante sobre as colocações do Selco no post sobre equipamentos decidi fazer uma espécie de introdução a um tema muito extenso, que são as vestimentas mais adequadas para cenários de crise.

Primeiramente devo lhes dizer que todas as informações passadas são baseadas na realidade onde vivo e podem haver diferenças de acordo com a cultura do local onde você reside.

Relato: Rebelião no Presídio de Ituiutaba

Esta semana enfrentamos uma rebelião aqui na minha cidade, uma ocorrência extremamente complicada, com diversas variáveis e dificuldades. Vou fazer um relato da visão de um soldado, não de um juiz, promotor ou algum dos comandantes da operação. Não vou entrar em detalhes operacionais ou jurídicos por aspectos profissionais, nem vou dar minha opinião sobre o sistema judiciário ou penal, vou falar do que eu senti, o que eu vivi e como estou agora. Se querem que eu diga como a polícia agiu parem de ler agora.

preso 1

Fui chamado pelo sargenteante da Cia TM da minha cidade: “Diego, farda e desce pra cia que a cadeia estourou (rebelião)”. Ao chegar na Cia deparei com o meu primeiro problema sobrevivencialista, a organização do material tático. Após certo tempo, consegui reunir os equipamentos: escudos balísticos, capacetes balísticos e ferramentas em geral.

Dez razões para construir uma comunidade quando a crise vier

Você está vivendo em sua casa urbana. A CNN acaba de dizer que a bolsa de valores está caindo pelo nono dia seguido e as pessoas agora estão correndo para seus bancos para limpar suas contas. Combine isso com um euro instável, um Oriente Médio instável e uma recessão econômica global e você tem o começo da crise. Como sua vizinhança reagirá a isso? Quem na sua vizinhança você pode confiar?

Agora tome um passo adiante e imagine o estado sem lei. Casas próximas sendo saqueadas e indivíduos violentos são agora comuns na sua vizinhança. Você tem uma arma, mas os ocupantes de sua casa incluem você, sua esposa e duas pequenas crianças. Você tem uma porta na frente, uma nos fundos e uma na garagem. Como você cobrirá essas três e ainda vigiará as janelas?

Quatro erros que sobrevivencialistas podem cometer

Se uma crise de grande escala acontecer a maioria dos sobrevivencialistas acreditam que estarão prontos para fazer tudo o que é necessário para sobreviver. Mas será que você não está cometendo alguns erros comuns que podem colocar em risco sua chance de manter-se vivo?

O desespero é a consequência dos que cometem os erros abaixo!

Então vamos aos erros….