COMO SOBREVIVER TENDO UMA DEFICIÊNCIA

Sejamos realistas: sobreviver a um desastre é uma tarefa monumental para qualquer pessoa. Mas, quando você tem uma deficiência, passar por um cenário de crise praticamente ileso é ainda mais desafiador.

Infelizmente, existem poucos recursos disponíveis para pessoas com deficiência quando se trata de se preparar para um desastre. Essa falta de informação deixa as pessoas que já se sentem inseguras sobre o que fazer em uma situação de emergência ainda mais vulneráveis.

Dicas gerais de sobrevivência para pessoas com deficiência

Embora todas as pessoas com deficiência sejam únicas, existem alguns bons princípios padrão que são úteis para praticamente qualquer situação que você possa encontrar. De fato, mesmo pessoas sem deficiência fariam bem em seguir essas dicas. Aqui está o que você precisa saber:

Conheça seus pontos fortes

Frequentemente, as pessoas com deficiência são instruídas a se concentrarem no que não podem fazer. Mas, quando se trata de sobrevivência em uma verdadeira emergência, esse tipo de pensamento negativo não o levará muito longe.

Claro, há coisas que você pode não ser capaz de fazer por causa de sua condição. No entanto, você tem pontos fortes, assim como todos os outros, e estes serão críticos quando a situação apertar.

Portanto, reserve um tempo para pensar sobre quais são seus pontos fortes pessoais. Seja jardinagem, costura, carpintaria, cerâmica ou qualquer outra coisa, existem várias maneiras pelas quais você pode aproveitar suas habilidades para sobreviver.

Isso é particularmente verdadeiro se você estiver a um longo período sem acesso à cadeia de suprimentos. Trocar suas habilidades por suprimentos ou ajuda de outras pessoas pode ser essencial em uma situação de desastre a longo prazo.

Seja realista com suas limitações

Embora certamente haja muitas coisas que você pode fazer, também é importante ser realista consigo mesmo quando se trata de suas limitações pessoais.

Talvez você provavelmente tenha encontrado maneiras de prosperar no seu dia-a-dia apesar da sua condição, mas em uma situação de sobrevivência elas podem não funcionar tão bem quanto normalmente.

Portanto, saber quais serão seus principais desafios durante uma emergência é o primeiro passo para estar melhor preparado.

Então, depois de entender exatamente quais dificuldades você pode ter durante toda essa mudança, é possível criar sistemas de sobrevivência para garantir que nada o detenha, independentemente do que acontecer.

Criar uma rede de suporte

Se você mora sozinho, provavelmente está orgulhoso de sua independência, e com razão. Mas, independentemente de quão independente você seja, é fundamental que você tenha uma rede de suporte.

Isso é particularmente verdadeiro se você souber que teria dificuldade em evacuar de sua casa. Com a comunidade certa te ajudando, você pode se sentir confiante de que haverá alguém para apoiá-lo quando as coisas ficarem difíceis.

Em um mundo ideal, você teria pelo menos algumas pessoas em sua rede de suporte que moram perto de você (de preferência a uma curta caminhada), além de algumas outras.

Amigos, familiares e vizinhos que moram nas proximidades podem ajudá-lo a sair de casa em caso de emergência, enquanto aqueles que moram longe podem ser um bom recurso se você precisar evadir de onde mora.

O ponto principal aqui é que você tenha uma rede de suporte e que eles estejam relacionados às suas necessidades específicas. Todos na sua comunidade de suporte devem saber quais são seus planos de sobrevivência e devem estar dispostos a incluí-lo em seus próprios planos de preparação.

Tenha os suprimentos e equipamentos certos

Quando ocorre um desastre é essencial ter o equipamento certo à mão. Sejam eles alimentos, medicamentos ou suprimentos médicos, é imperativo que você tenha o que precisa se a cadeia de suprimentos desmoronar.

Para algumas pessoas com deficiências, duas das coisas mais importantes a armazenar são medicamentos e suprimentos médicos.

Os medicamentos podem ser difíceis de conseguir, no entanto. Isso ocorre porque muitas vezes é difícil convencer um médico e farmácia que você precisa de mais remédios do que o indicado na receita médica.

Porém, existem maneiras de começar lentamente a construir um estoque de medicamentos e suprimentos extras para uma situação de desastre a longo prazo.

Pratique suas habilidades

Costumamos gastar muito tempo conversando sobre o que armazenar em caso de emergência e o que fazer quando a crise vier, mas com que frequência você realmente pratica suas habilidades? No fim, não importa se você diz que sabe fazer algo se nunca o fez antes.

Quando uma situação fica estressante, a experiência conta muito. Mesmo algo tão fundamental como iniciar um fogo pode parecer um desafio intransponível se você estiver cansado, com frio, com fome e estressado.

Descubra exatamente em que você é bom e atue nessa área.

Tenha um plano para qualquer eventualidade

Na próxima seção deste artigo, darei conselhos sobre diferentes maneiras de sobreviver em uma emergência.

No entanto, todas as pessoas com deficiência são únicas e seria impossível para mim dar a todos orientações específicas sobre o que funcionará melhor para sua situação individual.

Então, depois de ler essas sugestões, faça um plano. Sente-se e escreva exatamente o que você faria se um incêndio, terremoto, furacão ou tornado destruísse sua casa.

Em seguida, escreva como você lidaria com uma invasão ou roubo em casa se estivesse sozinho em casa e descubra o que faria se precisasse entrar ou sair por um longo período de tempo.

Embora escrever isso possa parecer um exercício demorado, o processo de redigir seu plano o ajudará a identificar quaisquer falhas no sistema.

Também é uma chance de se familiarizar melhor com o que você realmente planeja fazer, para que seu plano se torne memória muscular quando chegar a hora.

Então pratique. O melhor plano de sobrevivência do mundo é o melhor executado em um desastre. Não importa o quão brilhantes são seus planos, se você não luta para fazê-los acontecer em caso de emergência.

Ok, agora que abordamos o básico de como sobreviver com uma deficiência, vamos nos aprofundar nas coisas que você pode fazer para sobreviver a vários desastres em sua casa, independentemente de suas habilidades.

Incêndio

Os incêndios são aterrorizantes podem acabar deixando-o preso dentro de sua casa sem ter como sair. Além disso, apesar do fato de as pessoas acharem que um incêndio nunca pode acontecer em sua casa, incêndios domésticos são muito mais comuns do que você imagina. Incêndios domésticos são uma ameaça real para todos, mesmo os mais preocupados com a segurança entre nós.

Porém, existem várias etapas que você pode tomar para garantir que você saia de sua casa vivo se houver um incêndio.

Preparação pré-incêndio

Sobreviver a um incêndio significa preparar-se para o sucesso antes que um incêndio aconteça. Aqui estão algumas considerações importantes sobre prevenção e combate a incêndios a serem consideradas se você tiver uma deficiência:

Instale alarmes de incêndio acessíveis. Pessoas surdas ou com deficiência auditiva devem ter alarmes de incêndio específicos acessíveis à sua audição instalados em suas casas. Esses dispositivos possuem luzes estroboscópicas de 120V que são brilhantes o suficiente para alertá-lo e acordá-lo se houver um incêndio ou níveis perigosos de monóxido de carbono em sua casa.

Amplie suas portas. A maioria das portas domésticas são bem estreitas. Isso não é bom para um usuário de cadeira de rodas ou para alguém que precisa ser levado de casa.

Se você tem mobilidade limitada, considere alargar suas portas para que elas tenham pelo menos 15 cm de largura excedente para facilitar o transporte durante uma emergência.

Use a iluminação de orientação da saída em sua casa. Pessoas com visibilidade limitada podem considerar a instalação de fita fotoluminescente para marcar caminhos de saída em suas casas. Isso é particularmente útil durante um incêndio quando a fumaça torna quase impossível ver apenas alguns centímetros à sua frente.

Extintores de incêndio. A melhor maneira de sobreviver a um incêndio é pará-lo antes que fique grande demais.

Pessoas com mobilidade limitada que passam muito tempo em um quarto ou em uma cadeira devem planejar ter extintores de incêndio por perto, apenas no caso de um pequeno incêndio.

Considere uma cadeira de evacuação. Se você sabe que as pessoas da sua rede de suporte podem ter dificuldades para ajudá-lo a sair de sua casa, considere investir em uma cadeira de evacuação que você pode deixar em algum lugar estratégico da sua casa.

Tenha um dispositivo de comunicação disponível. Hoje em dia, todos estão com seus celulares a todo momento.

No entanto, se você não estiver muito conectado ao seu telefone celular, considere ter algum tipo de dispositivo de comunicação, como um telefone fixo, permanentemente instalado em sua casa.

Ser capaz de alcançar um telefone pode facilitar a ligação para sua rede de suporte se ocorrer um incêndio em sua casa.

Limpe sua casa da desordem. A desordem é um pesadelo se você precisar evacuar sua casa rapidamente, especialmente em caso de incêndio. Faça o possível para manter os caminhos de saída sempre limpos em sua casa. Fazer isso também ajudará qualquer pessoa que precise ir à sua casa para ajudá-lo.

Como sobreviver a um incêndio

Independentemente do quanto possamos nos preparar, qualquer coisa – incluindo um incêndio – pode acontecer a qualquer momento. Aqui está o que você pode se você tiver uma deficiência e se encontrar preso em um incêndio:

Alerte sua rede de suporte. Se precisar de ajuda para sair de casa, sua primeira ligação antes mesmo dos bombeiros deve ser alguém que conheça você e seu plano de fuga.

Tente apagar o fogo. Felizmente, você tem um extintor à mão e pode apagar um pequeno incêndio antes que ele fique fora de controle. Isso é particularmente crítico se o fogo estiver próximo e você tiver mobilidade limitada.

Continue abaixado. Como o ar quente sobe, você precisa permanecer o mais baixo possível no chão para sair do calor. Sente-se ou deite-se no chão – se possível – em vez de ficar de pé.

Tente chegar até um lugar seguro. Mesmo que você não consiga chegar até a porta da frente, tente chegar à janela externa mais próxima. Dessa forma, é mais fácil para os bombeiros localizá-lo e tirá-lo sem ter que percorrer toda a sua casa.

Enquanto você se move pela casa, fique abaixado. O rastejar é a melhor opção, mas se isso não for possível, mantenha a cabeça baixa o máximo possível.

Crie uma área segura. Se você estiver preso em uma sala e não conseguir se mover, tente manter o máximo de fumaça possível fora desse ambiente.

Coloque toalhas ou roupas embaixo da porta para impedir que a fumaça entre.

Considere acenar para fora de uma janela para pedir ajuda, se houver uma no cômodo. Mas tome cuidado para não criar uma abertura que permita ainda mais a fumaça entre aonde você está.

Fazer barulho. Pode ser difícil para as equipes de resgate encontrar pessoas presas em incêndios por causa da falta de iluminação. Qualquer coisa que você possa fazer para fazer barulho aumentará suas chances de ser encontrada.

Se você tem com problemas de audição e não consegue ouvir alguém chamando por você, pegue panelas, frigideiras ou qualquer coisa com a qual possa bater para fazer um barulho constante até ser encontrado.

Terremoto

Um terremoto pode ocorrer em qualquer lugar a qualquer momento. Embora existam certas regiões do mundo onde elas são mais comuns, todos devemos estar preparados para sobreviver a um terremoto, independentemente de onde vivemos.

Aqui estão algumas dicas importantes de sobrevivência durante um tremor grave, independentemente da sua deficiência:

Se você estiver dentro de casa

Fique na cama. Se você estiver na cama durante um terremoto, fique lá. É mais provável que você se machuque tentando fugir para um cômodo diferente quando está escuro e o chão está tremendo.

Pegue seus travesseiros e tente cobrir a cabeça e o pescoço o máximo possível para se proteger de detritos e móveis.      

Desça para o Chão. Se você se sentir instável, desça para o chão e tente rastejar para um local mais seguro, se possível.       

Sua principal preocupação aqui é a queda de detritos, portanto, tente pegar qualquer coisa que possa usar para proteger sua cabeça e pescoço sempre que possível.

Descer no chão é particularmente importante se você tem mobilidade limitada e acha que pode cair, o que pode prejudicá-lo ainda mais.       

 Se você é usuário de cadeira de rodas, fique na sua cadeira e trave as rodas, se possível.

A menos que você possa estender a mão imediatamente para pegar algo para se cobrir, encolher-se enquanto está sentado. Use as mãos para cobrir a cabeça e o pescoço de quaisquer detritos que caiam.

Não tente correr para fora. Correr durante um grande terremoto é uma maneira infalível de se machucar. Embora seu primeiro instinto seja tentar sair de casa, isso pode piorar a situação.

A menos que você esteja muito perto de uma porta, fique parado e abrigue-se até que o tremor pare. Felizmente, você preparou adequadamente sua casa para um terremoto, para que seja menos propenso a ser atingido por objetos que caem enquanto se abriga dentro. 

Fazer barulho. Só porque o tremor parou, isso não significa que tudo voltou ao normal. Se você estiver preso em sua casa após um terremoto, tente fazer o máximo de barulho possível.   

Talvez você não consiga ouvir se alguém está procurando por você, mas bater em uma parede pode alertar outras pessoas para a sua localização.

Tente não gritar muito, se possível, porque isso pode causar a inalação de partículas dos escombros. isso pode ser perigoso para sua saúde. O recomendado é ter um apito.

Se você estiver fora

Afaste-se de qualquer edifício, iluminação pública e fios. Se você estiver na rua ou em um estacionamento, faça o seu melhor para se afastar o mais possível dos edifícios.

Além do tremor, que pode derrubá-lo, seu principal perigo é a queda de detritos. Chegar a uma área aberta é geralmente a sua melhor aposta se você quiser evitar lesões.

Trave sua cadeira de rodas. Qualquer pessoa que use cadeira de rodas deve tentar travar as rodas o mais rápido possível. Dessa forma, seu dispositivo não deslizará enquanto o chão treme embaixo de você.

Fique no seu veículo. Se você estiver dirigindo, fique no seu carro e encoste em algum lugar seguro.

Evite parar sob grandes edifícios, passagens superiores ou postes telefônicos, quando possível. Tentar sair correndo de um carro provavelmente causará mais lesões, principalmente se você tiver mobilidade limitada.

Prossiga com cuidado. Pessoas com visão baixa ou limitada devem proceder com cautela depois que o tremor parar.

Perceber os sons regulares pode ser difícil após um grande terremoto com muitos danos, portanto, andar em lugares desconhecidos pode ser um desafio.

Furacão

Embora os furacões possam ser devastadores, o fato de que geralmente sabemos quando eles vão acontecer significa que podemos estar muito melhor preparados para lidar com eles.

Se você foi instruído a evacuar, provavelmente deve

Ninguém nunca quer deixar sua casa para trás e, se você tiver uma deficiência, evacuar pode ser complicado. Mas, se você tiver a rede de suporte certa, deverá ter pessoas prontas para ajudá-lo a obter segurança.

Se você permanecer em sua casa, poderá ter sorte e sobreviver relativamente sem danos. No entanto, se houver uma grande inundação em sua área, você poderá ficar preso em uma casa que está cada vez mais insegura.

Embora sua casa possa ser o lugar perfeito para se ficar quando há ordens de evacuação obrigatórias, é hora de começar a testar suas habilidades para garantir que você não se coloque em uma situação potencialmente assustadora.

Fique em um quarto seguro

Se não houver ordens de evacuação obrigatórias para sua área e você preferir ficar em casa, é hora de se acalmar. A menos que você tenha um quarto próprio para tal no interior da sua casa, talvez o banheiro seja sua melhor aposta, geralmente são reforçados, janelas pequenas e etc.

Carregar todos os dispositivos médicos e de comunicação

Se você tem um gerador que pode ser usado para alimentar as partes mais importantes da sua casa e carregar seus dispositivos, ótimo. Caso contrário, antes que o furacão apareça, carregue todos os seus dispositivos médicos críticos e ferramentas de comunicação, como o telefone.

Tenha baterias sobressalentes e bancos de energia prontos, para o caso de você perder energia em sua casa. Manter seus dispositivos médicos energizados é da maior importância.

Coloque a geladeira na configuração mais alta

Se você tem medicamentos que precisam ser mantidos gelados, essa etapa é ainda mais importante.

Aumentar as configurações da sua geladeira pode ajudar a garantir que ela permaneça fria, mesmo quando a energia acabar. Isso também ajudará a manter a comida fria o máximo de tempo possível para evitar deterioração.

Mover suprimentos essenciais para um quarto antes da tempestade

Ao planejar ficar em sua casa, trabalhe para mover todos os itens mais essenciais para uma sala antes. Isso é particularmente importante se você tem mobilidade limitada e tem dificuldade em se locomover em sua casa.

Quando você cria uma sala independente, onde você pode enfrentar a tempestade, é menos provável que tropeça e caia tentando obter suprimentos, se houver danos ou inundações em outro local da sua casa.

Certifique-se de que sua rede de suporte saiba exatamente em que local da sua casa você planeja se esconder, para que eles possam encontrá-lo posteriormente.

Invasão/roubo

A invasão de domicílio ou roubo é assustador para qualquer um, mas é ainda mais assustador se você não tiver certeza de que você pode ficar longe de um bandido por causa de uma deficiência de mobilidade.

De fato, saber o que fazer nessas situações pode fazer uma enorme diferença na sua capacidade de sair vivo. Estas são algumas coisas que você pode fazer para sobreviver:

Tenha um sistema de alerta

Se você tem mobilidade limitada, ter um sistema de alerta precoce pode ajudá-lo a chegar rapidamente à segurança, se caso combater não seja uma opção a ser considerada.

Como alternativa, um sistema de alerta também pode lhe dar mais tempo para encontrar algo para se defender, para que você não seja pego de surpresa.

Os cães geralmente são uma boa opção se você gosta de animais, mas um animal de serviço pode não latir como um animal de estimação, por isso nem sempre é um sistema infalível.

Os alarmes do detector de movimento fora de sua casa que emitem ruídos ou acendem as luzes podem na verdade impedir um invasor antes que ele chegue dentro de sua casa.

Mesmo que um invasor ultrapasse seus sensores de movimento, pelo menos você saberá que eles estão em sua casa. Quando um invasor não tem o elemento surpresa, você poderá revidar melhor, pois ficar um passo à frente de um bandido é fundamental.

Familiarize-se com suas ferramentas

Se você estiver preso em sua casa com um invasor, provavelmente precisará revidar. Isso se você não conseguir fugir rapidamente ou se não houver rotas de fuga óbvias. Para pessoas com mobilidade limitada, ter sempre algum tipo de arma sempre à mão é uma boa ideia.

Considere luzes de aplauso

Essa é uma maneira frequentemente esquecida, mas simples, de obter vantagem durante uma invasão noturna à noite.

Se estiver escuro em sua casa, acender rapidamente as luzes batendo palmas pode desorientar um invasor por algum tempo e você possa tomar uma atitude.

Botões de pânico

A colocação de botões de pânico em sua casa também pode alertar rapidamente as autoridades ou alguém da sua rede de contatos de que há algo errado, mesmo que você não consiga acessar suas seu meio de defesa para afastar o invasor.

Idealmente, você seria capaz de afastar um intruso por conta própria, mas, se não, o som das sirenes pode ser suficiente para que o ladrão saia correndo.

Problemas com deficiências

Se você está se preparando há algum tempo, provavelmente tem tudo o que precisa para passar por um desastre prolongado, no conforto da sua própria casa.

Na realidade, não há realmente nada de especial nos problemas de preparação quando você tem uma deficiência, desde que tenha pensado completamente em suas necessidades de estoque.

Se você tem todos os alimentos, medicamentos e suprimentos médicos de que precisa – e também a energia elétrica para manter tudo funcionando – para enfrentar um desastre prolongado, então provavelmente não vai passar muitas dificuldades.

Se ficar está fora de questão, é hora de sair da sua casa. Dependendo das suas limitações pessoais, esse processo pode ser muito desafiador.

Pessoas com mobilidade limitada tendem a ter mais dificuldade em sair, principalmente se pegar um carro não for uma opção.

Ao preparar, você deve criar várias “mochilas de sobrevivência” que podem ser deixados em sua casa, seu carro e, potencialmente, até no trabalho.

Todos esses itens devem ter um estoque significativo de qualquer medicamento e material médico que você possa precisar.

Se você pode andar por períodos decentes, considere arrumar um banquinho dobrável ou qualquer outra coisa para descansar enquanto você caminha até o seu destino.

Pessoas com mobilidade muito limitada devem considerar a possibilidade de converter sua cadeira de rodas em um veículo, caso a sua já não seja motorizada.

A preparação é a chave

Se você tem ou não uma deficiência, a preparação é essencial se você quiser sobreviver.

Para as pessoas com deficiência, saber com precisão quais são seus pontos fortes e fracos ajudará você a desenvolver um plano melhor para superar qualquer situação, independentemente do desastre.

Texto traduzido e adaptado do site The Survivalist Blog.